Clique e assine por apenas 8,90/mês

Flagra: Citroën C4 Cactus de entrada terá rodas de aço e câmbio manual

Sem sensor de estacionamento ou faróis de neblina, versão Live recebeu motor 1.6 16V aspirado com até 122 cv e câmbio manual de cinco marchas

Por Gabriel Aguiar - 2 jul 2018, 16h51
Versão Live não possui faróis de neblina e o rack é mais simples que nas opções topo de linha Gabriel Aguiar/Quatro Rodas

O Citroën C4 Cactus segue em testes às vésperas do lançamento no Brasil. QUATRO RODAS flagrou a versão de entrada Live próximo à fábrica da marca, em Porto Real (RJ).

Desta vez, o SUV compacto da Citroën aparece bem mais simples do que as imagens divulgadas até agora pela fabricante.

Gabriel Aguiar
A unidade flagrada tinha rodas de aço com calotas Gabriel Aguiar/Quatro Rodas

A unidade tem rodas de aço, calotas com acabamento cinza, rack de teto simplificado, maçanetas e capa dos espelhos sem pintura e também fica devendo os faróis de neblina no para-choque.

Só que a principal novidade em relação à versão topo de linha será o motor 1.6 16V aspirado flex com até 122 cv e 16,4 mkgf – o mesmo que equipa C3 e Aircross, além dos Peugeot 208 e 2008.

Continua após a publicidade
Segundo o Inmetro, o SUV terá classificação C de eficiência energética Gabriel Aguiar/Quatro Rodas

Segundo o Inmetro, essa configuração com câmbio manual de cinco marchas tem nota C de eficiência energética, com médias de 11 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada (ambas com gasolina).

Ainda não há previsão de preços para a opção mais simples do SUV, que deverá superar os R$ 90 mil na versão mais cara.

Fato é que o C4 Cactus será posicionado acima do Aircross, que custa R$ 75.700 em sua versão mais cara com câmbio automático. Vale lembrar que os dois modelos são baseados na plataforma PF1, também compartilhada com o C3.

Na unidade flagrada, não havia sensores de estacionamento ou câmera de ré Gabriel Aguiar/Quatro Rodas
Publicidade