Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Carro novo entre R$ 35.000 e R$ 60.000? Estes são os últimos que restam

Hyundai HB20, Fiat Argo, Ford Ka e Chevrolet Onix estão entre os modelos que ainda têm versões acessíveis abaixo dos R$ 60.000

Por Isadora Carvalho Atualizado em 7 dez 2020, 01h44 - Publicado em 12 nov 2020, 08h00
Mobi
O novo Fiat Mobi Trekking Divulgação/Fiat

Mesmo com a crise econômica impulsionada pela pandemia do coronavírus, foi mesmo a disparada do dólar em 2020 que provocou um aumento significativo no preço dos carros zero km

Para piorar, a renda do brasileiro caiu, em média, 20,1% no segundo trimestre deste ano em comparação com o primeiro, segundo pesquisa da FGV Social (Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas).

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Ficou mais difícil comprar um carro novo. Aqui, QUATRO RODAS reune os modelos mais em conta do mercado até R$ 60.000. Sim, ainda existem opções nesta faixa de preço e, inclusive, elas podem ser relativamente equipadas. Mas o número de versões e modelos nessa faixa de preço é cada vez menor. 

Confira os modelos mais baratos do Brasil:

Fiat Mobi – a partir de R$ 38.990

Mobi
Divulgação/Fiat

Em abril deste ano a Fiat descontinuou o motor Firefly 1.0 três-cilindros de 77 cv do Fiat Mobi, além de direção elétrica com ajuste de peso e sistema de partida a frio sem tanquinho auxiliar. Desde então, aumentos sucessivos fizeram com que o modelo alternasse o posto de carro mais barato do Brasil com o Kwid.

Porém o título foi recuperado rapidamente após o aumento de R$ 4.400 na versão de entrada do Renault. O subcompacto da Fiat recebeu uma leve atualização na linha 2021, lançada em outubro, deixando ele alinhado com a nova identidade visual da marca. A renovação marcou a adoção definitiva do mesmo propulsor do Uno para todas as versões do Mobi: o Fire Evo Flex 1.0 com 75 cv e torque de 9,9 kgfm. 

Além das mudanças visuais, o modelo ganhou nova versão topo de linha, a Trekking, a nova opção aventureira. Ela trará barras longitudinais no teto, retrovisores pintados de preto, além de teto bicolor e decalques estilizados. 

A mesma central multimídia UConnect com tela de 7 polegadas que equipa a Toro e Strada também é oferecida para quem opta pelo modelo de entrada, mas terá que desembolsar R$ 2.800 a mais. 

  • Fiat Mobi Easy 1.0 – R$ 38.990
  • Fiat Mobi Like 1.0 – R$ 46.490
  • Fiat Mobi Trekking – R$ 47.390

Renault Kwid – a partir de R$ 39.390

kwid

O modelo de entrada da Renault chegou ao mercado brasileiro em julho de 2017 fazendo muito barulho. Não pelo motor três cilindrou ou pela falta de isolamento acústico, mas pelo preço da versão de entrada: R$ 29.990.

Hoje o Kwid é o Renault mais vendido, com 39.212 emplacamentos no acumulado até outubro de 2020. Recentemente, houve repetidos aumentos nos preços do hatch – a versão de entrada foi de R$ 34.990 para R$ 39.390.

E o aumento não trouxe incremento de equipamentos, pois o Kwid Life sai de fábrica com itens básicos como calotas aro 14 e pré-disposição para rádio o ponto positivo fica com quatro airbags de série e indicador de troca de marchas. Ar-condicionado, sistema de som (não é multimídia) e vidros e travas elétricas, por exemplo, só aparecem na versão intermediária Zen, que foi de R$ 42.790 para R$ 46.990. 

Todas as versões são equipadas pelo motor três cilindros 1.0 de 70 cv e 9,8 kgfm de torque que traz bom desempenho e economia de combustível – levando em consideração que o Kwid não é nada pesado com 798 kg. 

  • Renault Kwid Life – R$ 39.390
  • Renault Kwid Zen – R$ 46.990
  • Renault Kwid Intense – R$ 48.990
  • Renault Kwid Outsider – R$ 50.390

Fiat Uno – a partir de R$ 47.490

Uno

Lançada há 10 anos, a segunda geração do Fiat Uno perdeu o fator novidade e hoje depende do preço e de vendas robustas a locadoras e frotistas para sobreviver. Na comparação com o Mobi, a quem emprestou a plataforma, oferece maior espaço traseiro e porta-malas mais amplo.

A versão de entrada Attractive custa R$ 47.490 e tem ar-condicionado, direção hidráulica e vidros e travas elétricos, sempre com o motor 1.0 Fire Evo de 75 cv e torque de 9,9 kgfm, também compartilhado com a versão aventureira Way. 

As particularidades estão nas versões Drive e Way 1.3: a primeira tem motor 1.0 três cilindros de 77 cv e 10,9 kgfm, e a segunda o 1.3 quatro cilindros de 109 cv e 14,2 kgfm de torque. Ambos são da nova família de motores Firefly e se destacam por entregar melhor consumo e desempenho interessante. 

  • Fiat Uno Attractive 1.0 4 cil. – R$ 47.490
  • Fiat Uno Drive 1,0 3 cil. – R$ 50.190
  • Fiat Uno Way 1.0 4 cil. – R$ 53.190
  • Fiat Uno Way 1.3 4 cil. – R$ 57.190

Hyundai HB20 – a partir de R$ 50.990

HB20

São as versões de entrada do Hyundai HB20 que mais vendem, segundo dados do início do ano da consultoria Jato Dynamics. As versões equipadas com motor 1.0 turbo Diamond, Diamond Plus e Evolution, por outro lado, tiveram 4,9% do total de vendas do hatch.

Esse dado comprova que ser um hatch de entrada está no DNA do coreano e ele pode ostentar o fato de ser apenas mais caro que Mobi, Kwid e Uno. As versões de entrada Sense (R$ 50.990) e Sense Pack (R$ 51.990) só podem ser equipadas com o conhecido 1.0 três-cilindros aspirado que rende até 80 cv e 10,2 kgfm de torque e na nova geração não possui mais o tanquinho de partida a frio.

Desde a Sense, o HB20 é bem equipado e conta com ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, além de computador de bordo e rádio bluetooth – sistema multimídia só está disponível a partir da versão intermediária Vision (R$ 54.990). O “Pack” inclui controles de estabilidade e tração, e airbags laterais por apenas R$ 1.000. 

Continua após a publicidade

Se busca espaço, vale considerar o sedã HB20S, cujos preços são muito próximos.

  • Hyundai HB20 Sense 1.0 – R$ 50.990
  • Hyundai HB20 Sense Pack 1.0 – R$ 51.990
  • Hyundai HB20 Vision 1.0 – R$ 54.990
  • Hyundai HB20 Vision Pack 1.0 – R$ 55.990
  • Hyundai HB20 Evolution 1.0 – R$ 57.990
  • Hyundai HB20 Evolution Pack 1.0 – R$ 58.990

Ford Ka – a partir de R$ 51.990

KA

O Ford Ka tem um desempenho em vendas respeitável, mantendo-se como o sexto modelo mais vendido do país – apenas atrás de Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Volkswagen Gol.

O compacto é um dos modelos mais bem acertados dinamicamente, com destaque para suspensão e direção bem firmes e diretas. Além disso, é equipado o motor 1.0 três-cilindros aspirado mais potentes do mercado, com até 85 cv. O conjunto da obra rendeu ao Ford Ka o título de vice-campeão na categoria até R$ 50.000 do Melhor Compra.

Desde a versão de entrada o modelo oferece ar-condicionado, direção elétrica e vidros e travas elétricos. E também tem opção sedã pouco mais cara.

  • Ford Ka S 1.0 – R$ 51.990
  • Ford Ka SE 1.0 – R$ 52.890
  • Ford Ka SE Plus 1.0 – R$ 56.790
  • Ford Ka Sedan SE 1.0 – R$ 57.590

Volkswagen Gol e Fox – a partir de R$ 53.590

FOX
Arquivo/Quatro Rodas

Com a extinção da versão com motor aspirado do Up, o carro mais barato da Volkswagen voltou a ser o Gol, que parte dos R$ 53.590. Em versão única e motor 1.0 com até 84 cv e 10,9 kgfm – um dos mais potentes da categoria – o modelo traz ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos com destaque para sistema de frenagem de emergência.

O único representante com motor 1.6 deste levantamento é o VW Fox Connect, que sai por R$ 54.890. Também em versão única abaixo dos R$ 60.000, é equipado com motor 1.6 de 104 cv de potência. E o pacote de equipamentos é dos melhores e inclui ar-condicionado, piloto automático, sensor de estacionamento, central multímidia e rodas de liga leve de 15”.

  • Volkswagen Gol 1.0 – R$ 53.590
  • Volkswagen Fox Connect 1.6 – R$ 54.890

Fiat Argo – a partir de R$ 53.990

ARGO

O chamado compacto recebeu atualização no visual pra ficar alinhado a nova identidade de design da marca em setembro. Mas a Fiat aproveitou a mudança e fez um reajuste significativo nos preços de toda a gama do hatch. As versões de entrada tiveram respectivamente R$ 2.700 e R$ 4.500 de aumento.

Pelo menos a versão intermediária Drive ganhou a central multimídia Uconnect com tela de sete polegadas. Mas a de entrada continua apenas com o básico: ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricas, além de computador de bordo e chave tipo canivete. 

O motor que equipa as duas versões de entrada abaixo de R$ 60.000 é o 1.0 três cilindros de 77 cv e 10,9 kgfm de torque com um consumo médio de cerca de 15 km/l.

  • Fiat Argo 1.0 – R$ 53.990
  • Fiat Argo Drive 1.0 – R$ 58.890

Toyota Etios – R$ 55.390

ETIOS
Divulgação/Toyota

O modelo pode ser extinto em breve pelo fato de ter sido canabalizado pelo próprio irmão Toyota Yaris e também pra abrir espaço para o novo SUV da Toyota, o Corolla Cross. De qualquer modo, o modelo segue à venda e sua versão de entrada X manual com motor 1.3 que rende até 98 cv tem bom custo-benefício.

Com custo de manutenção baixo e preço do seguro abaixo dos rivais, o hatch torna-se uma boa escolha pra quem procura um bom negócio e não deve trocar de carro tão cedo – pois com a descontinuidade sua desvalorização tende aumentar.

  • Toyota Etios X 1.3 – R$ 55.390

Chevrolet Joy e Onix – a partir de R$ 56.890

ONIX
Divulgação/Chevrolet

O Chevrolet Joy, a geração anterior do Onix, sofreu um severo reajuste em junho de preços e atualmente sai por R$ 56.890 com um pacote de equipamentos bem básico que inclui ar, direção, vidro e travas elétricos.

Por apenas R$ 1.700 a mais é possível levar pra casa o Onix de nova geração bem mais equipado com seis airbags, rádio, assistente de partida em rampa e controle de estabilidade e tração. Os dois modelos são equipados com motores 1.0, mas completamente diferentes: o Joy tem um quatro cilindros de 80 cv e 9,8 kgfm, e o novo Onix usa um moderno três cilindros aspirado de 85 cv e 10,6 kgfm de torque. 

  • Chevrolet Joy 1.0 – R$ 56.890
  • Chevrolet Onix 1.0 – R$ 58.590

Renault Sandero – a partir de R$ 57.390

SANDERO

Enquanto a nova geração do Sandero não estreia por aqui, a versão de entrada do modelo segue abaixo dos R$ 60.000. Mas o pacote de equipamentos básico e o motor três cilindros não contribuem com o compacto.

A versão Life sai por R$ 57.390 e tem além de ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, quatro airbags e travas elétricas. Seu motor rende 82 cv e 10,5 kgfm de torque. 

  • Renault Sandero Life – R$ 57.390

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

CAPA

Continua após a publicidade

Publicidade