Clique e assine por apenas 8,90/mês

Melhor Compra 2020: carros novos de R$ 35.000 até R$ 65.000

As indicações de QUATRO RODAS de carros novos: até R$ 45.000; até R$ 50.000; até R$ 55.000 e até R$ 65.000

Por Redação - Atualizado em 19 ago 2020, 10h43 - Publicado em 18 ago 2020, 07h00
Divulgação/Arte/Quatro Rodas

Todos os anos, QUATRO RODAS seleciona as melhores compras de cada segmento para você levar para casa o carro ideal. É o Melhor Compra.

A seguir, os melhores carros compactos do Brasil. Eles estão separados em categorias: até R$ 45.000; até R$ 50.000; até R$ 60.000 e até R$ 65.000. Consideramos custos de peças, seguro e revisões:

Carros até R$ 45.000

Acervo/Quatro Rodas

1- Renault Kwid Zen 1.0 – R$ 42.790

É tetraaaaaaaaa!!! A Renault emplaca o Kwid pela quarta vez consecutiva na categoria inicial do Melhor Compra. E os argumentos para o subcompacto se manter no lugar mais alto do pódio se mantêm: custo/benefício agressivo e pós-venda que não assusta.

O que assusta mesmo é ver que o vencedor subiu a régua de preço juntamente com a categoria, que passou para os atuais até R$ 45 mil. Esta versão “quase intermediária” do carrinho da Renault, que no ano passado custava R$ 38.790, ultrapassou com folga a barreira dos R$ 40 mil e agora tem preço sugerido de R$ 42.790.

Só que o Kwid continua amigável ao bolso do seu dono. Tem os custos de revisões e de peças mais baixos na comparação com os concorrentes. Também atrai pelo consumo de combustível bastante reduzido, conforme demonstrado no nosso teste de Longa Duração. O seguro, por sua vez, está dentro da média do segmento.

A configuração Zen – que venceu também na edição de 2019 – se mostra a mais equilibrada dentro da linha, e sai de fábrica com ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros elétricos, Isofix e som com Bluetooth e USB – além dos quatro airbags de série presentes em toda a linha.

Mas os defeitos do Kwid continuam, como o excesso de vibração do motor, o acabamento ruim e o isolamento acústico falho, além da esquisita disposição dos pedais.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -9,9%
  • Seguro: R$ 931
  • Rede: 295
  • Equipamentos: AR, DIR, VID

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 481
  • Pastilhas de freio: R$ 259
  • Kit de embreagem: R$ 350
  • Farol esquerdo: R$ 458
  • Para-choque dianteiro: R$ 938
  • Retrovisor esquerdo: R$ 768
  • Total: R$ 3.254

Revisões

  • 10.000 km: R$ 400
  • 20.000 km: R$ 454
  • 30.000 km: R$ 454
  • 40.000 km: R$ 780
  • 50.000 km: R$ 508
  • 60.000 km: R$ 508
  • Total: R$ 3.104

2- Renault Kwid Life 1.0 flex – R$ 34.990

Renault Kwid Life, que custa a partir de R$ 32.490 Divulgação/Renault

A dobradinha da Renault é garantida pela versão de entrada do Kwid, o automóvel zero-km mais barato do país.

Ela repete o baixo custo do seguro e da cesta de peças e apesar de ter uma desvalorização maior que a da versão Zen, consegue oferecer o total dos valores de revisões até 60 mil km discretamente menores.

Porém, é importante salientar que esta configuração é básica no mais puro sentido que essa palavra possa significar no mundo automotivo.

Só tem predisposição para som, tomada 12 V e banco traseiro rebatível. O ar é opcional e não há vidros ou travas elétricos. Salvam apenas os airbags laterais, além dos obrigatórios frontais.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -13,8%
  • Seguro: R$ 925
  • Rede: 295
  • Equipamentos: –

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 481
  • Pastilhas de freio: R$ 259
  • Kit de embreagem: R$ 350
  • Farol esquerdo: R$ 458
  • Para-choque dianteiro: R$ 938
  • Retrovisor esquerdo: R$ 768
  • Total: R$ 3.254

Revisões

  • 10.000 km: R$ 359
  • 20.000 km: R$ 413
  • 30.000 km: R$ 413
  • 40.000 km: R$ 739
  • 50.000 km: R$ 467
  • 60.000 km: R$ 467
  • Total: R$ 2.858

3- Fiat Mobi Easy 1.0 flex – R$ 36.990

Acervo/Quatro Rodas

O Mobi garante o terceiro lugar também na racionalidade. É o segundo carro mais barato do Brasil e tem lista de equipamentos de série enxuta tal qual seu rival Kwid Life.

Banco rebatível, tomada 12 V, comando interno manual dos retrovisores e calotas para as rodas de aço de 14” são alguns dos itens – ar quente e desembaçador custam R$ 700 em um pacote opcional, mas não há oferta de ar-condicionado.

O motor é o antigo 1.0 Fire, que se mostra bem-disposto para o carrinho, que pesa 907 kg. O Fiat ficou atrás do Renault justamente no pós-venda.

O custo das revisões e a cesta de peças do Mobi são mais caros que os do Kwid, e a desvalorização de mais de 13% também depôs contra o modelo da marca italiana.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -13,2%
  • Seguro: R$ 1.096
  • Rede: 600
  • Equipamentos: –

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 685
  • Pastilhas de freio: R$ 232
  • Kit de embreagem: R$ 545
  • Farol esquerdo: R$ 616
  • Para-choque dianteiro: R$ 2.000
  • Retrovisor esquerdo: R$ 594
  • Total: R$ 4.672

Revisões

  • 10.000 km: R$ 232
  • 20.000 km: R$ 468
  • 30.000 km: R$ 768
  • 40.000 km: R$ 612
  • 50.000 km: R$ 516
  • 60.000 km: R$ 1.560
  • Total: R$ 4.176

Carros de R$ 45.000 a R$ 50.000

1- Hyundai HB20 1.0 Sense Pack – R$ 48.990

Divulgação/Hyundai

A chegada da segunda geração do HB20 no segundo semestre de 2019 contribuiu significativamente para que o compacto da Hyundai retomasse o primeiro lugar e saísse vencedor na categoria até R$ 50 mil (ano passado, ele ficou em segundo no grupo de carros até R$ 48 mil).

O hatch melhorou em dirigibilidade e aprimorou seu acerto de suspensão, além de ganhar mais “recheio” em toda a linha. Esta Sense Pack está acima da versão de entrada, mas é bem servida.

Em segurança, traz controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, quatro airbags e sistema de fixação de cadeirinhas de bebê Isofix. No conforto, o trivial ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricos e computador de bordo.

O interior do hatch é bem acabado Acervo/Quatro Rodas

Está devendo uma central multimídia, já que só recebe sistema de som com Bluetooth e entrada USB. Seu acabamento correto tem materiais simples, mas a qualidade de manufatura é boa, com peças bem encaixadas e sem rebarbas.

A posição de dirigir também foi aprovada e o bem-disposto motor três-cilindros 1.0 Kappa – que parece até ser de uma litragem maior – completam o conjunto do HB20.

O pacote de revisões é dos mais baratos não só nesta categoria do Melhor Compra como também dentro do segmento de compactos. Compensa até os “tradicionais” valores salgados do seguro e da cesta de peças.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: –
  • Seguro: R$ 1.311
  • Rede: 211
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, ESP

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 910
  • Pastilhas de freio: R$ 288
  • Kit de embreagem: R$ 1.571
  • Farol esquerdo: R$ 901
  • Para-choque dianteiro: R$ 666
  • Retrovisor esquerdo: R$ 677
  • Total: R$ 5.013

Revisões

  • 10.000 km: R$ 201
  • 20.000 km: R$ 460
  • 30.000 km: R$ 447
  • 40.000 km: R$ 603
  • 50.000 km: R$ 420
  • 60.000 km: R$ 596
  • Total: R$ 2.727

2- Ford Ka SE 1.0 – R$ 49.910

Acervo/Quatro Rodas

Vencedor em 2019 – quando impediu o pentacampeonato do HB20 –, o hatch da Ford não conseguiu emplacar outra vez a liderança no Melhor Compra na categoria, mas abocanha o segundo lugar com méritos.

O Ka é um dos modelos do segmento de compactos mais bem acertados dinamicamente, com destaque para a suspensão e direção bem firmes e diretas.

O modelo ainda é equipado com o que é considerado um dos melhores motores tricilíndricos do país, com até 85 cv, força de sobra e consumo eficiente.

Além disso, o Ford chama a atenção pelo baixo custo das peças e valor de seguro reduzido. Perde mesmo é nas revisões até 60.000 km, as mais caras entre os três rivais finalistas desta categoria.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -13,7%
  • Seguro: R$ 941
  • Rede: 322
  • Equipamentos: AR, DIR, VID

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 674
  • Pastilhas de freio: R$ 374
  • Kit de embreagem: R$ 1.061
  • Farol esquerdo: R$ 582
  • Para-choque dianteiro: R$ 541
  • Retrovisor esquerdo: R$ 621
  • Total: R$ 3.853

Revisões

  • 10.000 km: R$ 449
  • 20.000 km: R$ 549
  • 30.000 km: R$ 449
  • 40.000 km: R$ 699
  • 50.000 km: R$ 499
  • 60.000 km: R$ 899
  • Total: R$ 3.544

3- Fiat Argo 1.0 Flex – R$ 49.990

Acervo/Quatro Rodas

O Argo se garante no pódio pela relação custo/benefício. Integrante do tal segmento dos compactos premium, tem espaço interno e porta-malas ligeiramente maiores que os dos concorrentes desta categoria do MC.

Além disso, é fácil encontrar ofertas de varejo do hatch, com preços agressivos de R$ 45 mil, bem abaixo do valor oficial de tabela.

Só que esta versão de entrada serve mais como chamariz para a concessionária com o famoso “a partir de”, pois vem com o básico para sobreviver: ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricos, computador de bordo e chave tipo canivete.

Cesta de peças e seguro são mais caros que os do Ka e a desvalorização passa dos 22%.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -22,7%
  • Seguro: R$ 1.220
  • Rede: 600
  • Equipamentos: AR, DIR, VID

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 702
  • Pastilhas de freio: R$ 232
  • Kit de embreagem: R$ 576
  • Farol esquerdo: R$ 1.172
  • Para-choque dianteiro: R$ 1.860
  • Retrovisor esquerdo: R$ 517
  • Total: R$ 5.059

Revisões

  • 10.000 km: R$ 206
  • 20.000 km: R$ 504
  • 30.000 km: R$ 432
  • 40.000 km: R$ 1.060
  • 50.000 km: R$ 448
  • 60.000 km: R$ 636
  • Total: R$ 3.286

Carros de R$ 50.000 a R$ 55.000

1- Chevrolet Onix 1.0 – R$ 53.050

Fernando Pires/Quatro Rodas

A nova geração do Onix chegou em setembro de 2019 com custo/benefício agressivo, o que assegurou ao compacto da General Motors o primeiro lugar na categoria Carros até R$ 55.000.

Continua após a publicidade

Mesmo na versão de entrada, com motor 1.0 três-cilindros aspirado de 85/78 cv e câmbio manual de seis marchas, o novo Onix conta com uma lista de equipamentos de série bastante interessante.

Por exemplo, no que diz respeito aos dispositivos de segurança: desde esta variante de entrada, o novo Onix tem seis airbags, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas e sistema de fixação de cadeirinhas Isofix.

Além disso, ele já sai de fábrica com ar-condicionado, direção elétrica, chave tipo canivete, sistema de som com Bluetooth e entradas USB dianteira e traseira, vidros dianteiros e travas elétricos e computador de bordo.

Onix evoluiu no estilo e no acabamento Fernando Pires/Quatro Rodas

Tal recheio é um argumento suficiente para superar até mesmo a cesta de peças dispendiosa e o seguro mais caro do hatch em comparação aos vizinhos de pódio desta faixa de preço.

Mas o custo das revisões está dentro da média – e é mais em conta que os anotados pela antiga geração do Onix, hoje chamada de Joy.

Some-se a isso a melhora na dirigibilidade, no conforto, no acabamento e no comportamento dinâmico desta segunda geração do compacto como fatores a mais para garantir o primeiro lugar ao modelo da Chevrolet.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -12%
  • Seguro: R$ 1.267
  • Rede: 540
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, ESP

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 1.245
  • Pastilhas de freio: R$ 627
  • Kit de embreagem: R$ 972
  • Farol esquerdo: R$ 1.846
  • Para-choque dianteiro: R$ 459
  • Retrovisor esquerdo: R$ 938
  • Total: R$ 6.087

Revisões

  • 10.000 km: R$ 304
  • 20.000 km: R$ 600
  • 30.000 km: R$ 500
  • 40.000 km: R$ 664
  • 50.000 km: R$ 480
  • 60.000 km: R$ 600
  • Total: R$ 3.148

2- HB20 1.0 Evolution – R$ 54.990

Divulgação/Hyundai

Em meio à infinidade de configurações de acabamento do novo HB20, a Evolution merece atenção – e o segundo lugar.

Por menos de R$ 55 mil, traz motor 1.0 bem-disposto, uma generosa lista de equipamentos e mantém o baixo custo de revisões da marca. Só a fama de seguro caro é que atrapalha.

Controles de estabilidade, tração e subidas, Isofix, ar digital, volante com ajustes de altura e profundidade, sensor de luminosidade e vidros elétricos nas quatro portas são itens de série.

Interior do HB20 Evolution Divulgação/Hyundai

O hatchback ainda vem com a intuitiva central blueMedia, com tela de 8 polegadas e conectividade com Apple CarPlay e Android Auto.

A linha 2021 do HB20 agora oferece airbags laterais e câmera de ré como opcionais para a versão Evolution 1.0.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -16,2%
  • Seguro: R$ 1.262
  • Rede: 211
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 910
  • Pastilhas de freio: R$ 288
  • Kit de embreagem: R$ 1.571
  • Farol esquerdo: R$ 901
  • Para-choque dianteiro: R$ 666
  • Retrovisor esquerdo: R$ 677
  • Total: R$ 5.013

Revisões

  • 10.000 km: R$ 201
  • 20.000 km: R$ 460
  • 30.000 km: R$ 447
  • 40.000 km: R$ 603
  • 50.000 km: R$ 420
  • 60.000 km: R$ 596
  • Total: R$ 2.727

3- Ford Ka SE Plus 1.0 – R$ 54.490

Fernando Pires/Quatro Rodas

O compacto da Ford carrega os atributos de bom desempenho – com o motor três canecos de até 85 cv – e de estabilidade quase exemplar para esta que é uma das versões mais atraentes dentro da linha Ka.

A SE Plus agrega itens como a central multimídia Sync 2.5, com comandos de voz e conexão com sistemas IOS e Android, além de trio elétrico e sensor de ré.

O seguro e a cesta de peças mais baratos dentro desta categoria ajudam a garantir o terceiro lugar, porém a configuração perde a chance de conquistar posições mais altas devido ao custo de revisões e à ausência de itens de segurança presentes nos concorrentes, como por exemplo os controles de estabilidade e tração e mais airbags.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -9,9%
  • Seguro: R$ 941
  • Rede: 322
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, EST, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 674
  • Pastilhas de freio: R$ 374
  • Kit de embreagem: R$ 1.061
  • Farol esquerdo: R$ 582
  • Para-choque dianteiro: R$ 541
  • Retrovisor esquerdo: R$ 621
  • Total: R$ 3.853

Revisões

  • 10.000 km: R$ 449
  • 20.000 km: R$ 549
  • 30.000 km: R$ 449
  • 40.000 km: R$ 699
  • 50.000 km: R$ 499
  • 60.000 km: R$ 899
  • Total: R$ 3.544

Carros de R$ 56.000 a R$ 65.000

1- Chevrolet Onix Plus AT Turbo – R$ 63.690

Fernando Pires/Quatro Rodas

O primeiro sedã a despontar no Melhor Compra 2020 é o modelo da GM lançado no ano passado para substituir o Prisma.

Sua trajetória no mercado começou com problemas de imagem, em razão de recalls. Mas, passada essa fase, ele se recuperou e, junto com a versão hatch, figura como o mais vendido do mercado.

O melhor de tudo é que o Onix Plus é o primeiro colocado na categoria com o novo motor 1.0 de três cilindros turbo (que rende 116 cv de potência).

Além de bonito, com estilo atualizado, econômico e desempenho bastante esperto, ele ainda traz o conforto do câmbio automático de seis marchas.

Onix Plus traz seis airbags a bordo Acervo/Quatro Rodas

Para completar, o Onix Plus repete o bom nível de equipamentos de sua variante hatch. É dotado de seis airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade, regulagem de altura dos faróis, sistema Isofix, monitoramento dos pneus, assistente de partida em rampas, ar-condicionado, vidros e travas elétricos, entre outros.

Em relação aos custos de seguro, cesta básica de peças e revisões obrigatórias até os 60.000 km (para manter a vigência da garantia de fábrica), o sedã conta com preços até razoáveis para o segmento e fica no meio-termo entre os companheiros de pódio desta categoria: Hyundai HB20S e Fiat Argo.

Contudo, a ampla rede de concessionárias da Chevrolet no país, com quase 600 pontos, faz diferença a favor do modelo.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -12,4%
  • Seguro: R$ 1.344
  • Rede: 540
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, AUT, ESP

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 1.245
  • Pastilhas de freio: R$ 627
  • Kit de embreagem: –
  • Farol esquerdo: R$ 1.846
  • Para-choque dianteiro: R$ 459
  • Retrovisor esquerdo: R$ 938
  • Total: R$ 5.115

Revisões

  • 10.000 km: R$ 300
  • 20.000 km: R$ 596
  • 30.000 km: R$ 494
  • 40.000 km: R$ 660
  • 50.000 km: R$ 476
  • 60.000 km: R$ 596
  • Total: R$ 3.122

2- Hyundai HB20S Vision 1.6 16V AT – R$ 62.590

Acervo/Quatro Rodas

Não é só no ranking de emplacamentos que a Hyundai tem que aturar o Onix à frente do seu compacto. No Melhor Compra, o HB20 volta a ficar atrás do modelo da Chevrolet, inclusive na versão sedã.

Só que vende caro a sua derrota, com manutenção e cesta de peças bem mais competitivas que as do rival. Mais uma vez, o seguro prejudica a carreira do coreano ao se revelar um ponto fraco.

A versão Vision do HB20S vem com lista bem servida de equipamentos de série e um conjunto mecânico com o conhecido motor 1.6 aspirado, que agora tem potência de até 128 cv.

Mas o desempenho é apenas satisfatório com a caixa automática de seis marchas – principalmente se comparado ao turbo do Onix Plus.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -14,1%
  • Seguro: R$ 1.632
  • Rede: 211
  • Equipamentos: AR, DIR, VID, ESP, EST, AUT, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 910
  • Pastilhas de freio: R$ 288
  • Kit de embreagem: –
  • Farol esquerdo: R$ 901
  • Para-choque dianteiro: R$ 666
  • Retrovisor esquerdo: R$ 677
  • Total: R$ 3.442

Revisões

  • 10.000 km: R$ 227
  • 20.000 km: R$ 485
  • 30.000 km: R$ 473
  • 40.000 km: R$ 647
  • 50.000 km: R$ 445
  • 60.000 km: R$ 622
  • Total: R$ 2.899

3- Fiat Argo Drive 1.3 Flex – R$ 56.790

Acervo/Quatro Rodas

Vencedor em 2019, o Argo se garante entre os três primeiros pelo reposicionamento de preços ao longo do último ano e pela versão Drive 1.3, uma das mais vendidas dentro da gama do compacto premium.

Leva ar, direção elétrica, chave tipo canivete, monitoramento dos pneus e vidros dianteiros (com sistemas um toque e antiesmagamento) e travas elétricos.

O motor Firefly é mais eficiente e gostoso de guiar do que o 1.8 E.torQ, e o carro tem o seguro mais barato em relação aos concorrentes.

Porém, faltam à versão uma central multimídia de série e itens de segurança ativa. Além disso, perde feio quando o assunto é o custo das peças e das seis primeiras manutenções obrigatórias na concessionária.

Bolsa de valores

  • Desvalorização: -16%
  • Seguro: R$ 1.257
  • Rede: 600
  • Equipamentos: AR, DIR, VID

Peças

  • Amortecedores dianteiros: R$ 702
  • Pastilhas de freio: R$ 232
  • Kit de embreagem: 1.284
  • Farol esquerdo: R$ 1.495
  • Para-choque dianteiro: R$ 1.860
  • Retrovisor esquerdo: R$ 517
  • Total: R$ 6.090

Revisões

  • 10.000 km: R$ 308
  • 20.000 km: R$ 552
  • 30.000 km: R$ 480
  • 40.000 km: R$ 1.200
  • 50.000 km: R$ 496
  • 60.000 km: R$ 684
  • Total: R$ 3.720
Continua após a publicidade
Publicidade