Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

BMW Série 3 volta a ser flex após dois anos e parte dos R$ 245.950

BMW 320i é fabricado no Brasil e volta a usar o motor 2.0 turbo ActiveFlex de 184 cv com câmbio de oito marchas

Por Henrique Rodriguez 18 jan 2021, 21h28
BMW 320i 2021 FRENTE
Divulgação/BMW

O BMW 320i se tornou o primeiro carro turbo flex do mundo com a estreia do motor 2.0 ActiveFlex em 2013. Agora, o mesmo motor que permite ao motorista escolher se vai abastecer com álcool e gasolina passa a estar presente no BMW Série 3 de nova geração.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

O motor 2.0 TwinPower Turbo flex mantém os 184 cv entre 5.000 e 6.500 rpm, mas o torque da versão ActiveFlex subiu de 27,5 kgfm para 30,6 kgfm entre 1.350 e 4.000 rpm – exatamente os mesmos números das versões a gasolina vendidas no Brasil desde 2019.

BMW 320i 2021 TRASEIRA
Divulgação/BMW

Todas as versões do 320i 2021 estarão equipadas com o motor ActiveFlex, que segue combinado com o câmbio automático de oito marchas que envia toda a força para as rodas traseiras. 

Outra novidade na linha 2021 é tecnologia capaz de trancar e destrancar as portas por meio de smartphone ou smartwatch. É o sistema Digital Key, configurado por meio do aplicativo BMW Connected e que permite ao proprietário criar chaves virtuais e compartilhá-las via iMessage com até cinco pessoas, inclusive com o Apple Watch.

  • 320i
    Pacote de tecnologia é a principal diferença entre as versões do modelo Divulgação/BMW

    É possível configurar a chave virtual compartilhada para restringir a velocidade máxima, a potência do motor e o volume máximo do sistema multimídia, por exemplo. Esta tecnologia está disponível para 320i Sport GP (R$ 259.950) e 320i M Sport (R$ 265.950), mas não para a versão de entrada GP, de R$ 245.950.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Quatro Rodas capa 741

    Continua após a publicidade
    Publicidade