Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Volkswagen ID.5 é um SUV cupé elétrico que vai bem longe com uma carga

Disponível em três versões, o modelo pode chegar a 520 km de autonomia e 299 cv de potência

Por Guilherme Fontana 3 nov 2021, 13h34
Volkswagen ID.5 GTX
Volkswagen ID.5 GTX Divulgação/Volkswagen

Prestes a chegar ao Brasil com os ID.3 e ID.4, a linha de carros elétricos da Volkswagen ganhou seu quarto integrante, o ID.5. O SUV cupê foi revelado mundialmente nesta quarta-feira (3), com muitas tecnologia e já acompanhado de uma versão esportiva.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 12,90

Mas não se engane: apesar da carroceria em forma de cupê, ele não é um “Nivus elétrico”, a começar pelas dimensões. Enquanto o compacto feito no Brasil tem 4,3 metros de comprimento e 2,56 m de entre-eixos, o ID.5 tem 4,6 metros de comprimento e 2,8 m de distância entre os eixos. O porta-malas também é grande: são 549 litros. Assim, o porte do modelo fica próximo do “primo” Audi Q4 e-tron.

Volkswagen ID.5
Volkswagen ID.5 Divulgação/Volkswagen

O visual segue o já visto nos demais modelos da linha ID, com linhas fluidas e arredondadas, e vincos bem marcados. Os faróis de LEDs matriciais adaptativos são iguais aos do ID.4, assim como a grade, também iluminada. Na traseira, assim como o “irmão” menor, as lanternas são interligadas com peças funcionais. As rodas podem variar entre 19 e 21 polegadas.

v
Volkswagen ID.5 GTX Divulgação/Volkswagen

Por dentro, o SUV também repete a aparência dos demais elétricos da Volkswagen, com visual limpo. O quadro de instrumentos é representado por uma pequena tela, enquanto a central multimídia tem 12 polegadas, conexão com Android Auto e Apple CarPlay, além de controles por voz e atualizações Over-the-Air, ou seja, remotamente, sem a necessidade de comparecer a uma concessionária. Há também o head-up display projetado no vidro dianteiro.

Continua após a publicidade

Volkswagen ID.5
Volkswagen ID.5 Divulgação/Volkswagen

Entre as tecnologias de auxílio à condução estão o piloto automático adaptativo, assistente de mudança involuntária de faixa, condução semiautônoma, frenagem automática, entre outros. Todos os sistemas são integrados ao Travel Assist, que envia dados de localização ao veículo para aprimorar o funcionamento das funções.

No interior, uma faixa luminosa na base do vidro dianteiro comunica o motorista de diversos acontecimentos envolvendo o veículo, como se ele está pronto para partir, a direção indicada em um sistema de navegação, se a bateria está sendo carregada, se há veículos em pontos cegos ou se existe uma situação de frenagem de emergência.

Volkswagen ID.5
Volkswagen ID.5 Divulgação/Volkswagen

Esportividade e longo alcance

O Volkswagen ID.5 faz sua estreia em três configurações diferentes. A versão de entrada, Pro, entrega 174 cv de potência, contra 204 da intermediária, a Pro Performance. Em ambas, o motor é traseiro.

Por fim, a versão GTX combina dois motores elétricos, um no eixo dianteiro e outro no traseiro, chegando a 299 cv com tração integral. De acordo com a marca, o modelo mais caro vai de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos, mas a velocidade máxima é de 180 km/h, uma limitação entre os elétricos.

Todos os ID.5 são equipados com seletor de modos de condução, permitindo desde uma direção mais confortável e econômica, a uma tocada mais esportiva. O tipo de condução também interfere na autonomia do modelo. Segundo a marca, os ID.5 Pro e Pro Performance alcançam até 520 km de autonomia, já o GTX percorre até 480 km com uma carga.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!

 

Continua após a publicidade

Publicidade