Clique e assine por apenas 5,90/mês

Os extensores de caçamba são permitidos pela legislação?

Correio Técnico: as dúvidas dos leitores respondidas pela QUATRO RODAS

Por Redação - Atualizado em 10 Maio 2017, 18h01 - Publicado em 25 jan 2016, 10h07

Renault Duster Oroch

A Renault Duster Oroch tem um equipamento para expansão da caçamba. Mas não é proibido andar com a tampa da picape aberta? E a placa escondida? — Ivan Salles, Rio Claro (SP)

O acessório da Renault está de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, mas para isso ele segue algumas regrinhas.

A resolução de 2010 publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito permite que uma picape trafegue com a tampa da caçamba aberta desde que não oculte as luzes de freio e dos piscas e seus respectivos refletores. No caso da placa encoberta, é obrigatório o uso de uma segunda unidade (sim, é preciso adquirir uma placa extra para utilizar apenas no extensor de caçamba).

Na Oroch, o local para a placa extra é o retângulo do lado direito visto vazio na foto acima. Para estar dentro da lei, o equipamento dispõe ainda de uma luz extra para iluminar essa placa. Além da Renault, a Fiat também oferece um extensor semelhante para a Strada e a Toro.

Extensor da caçamba da Fiat Toro

Na Toro, a tampa da caçamba é dividida ao meio e cada metade tem abertura lateral, no sentido horizontal. Quando abertas, a parte interna das tampas pode ser desdobrada para baixo, formando o piso do extensor. Feito isso, resta desdobrar as lanternas, refletores e suporte de placa adicionais, e prender os ganchos da rede que passa a determinar o limite das cargas no extensor.

Vale destacar que o motorista só pode rodar com a tampa aberta em caso de carga indivisível. Ou seja, transportar uma moto ou uma bicicleta assim pode. Dezenas de malas, não pode.

Continua após a publicidade
Publicidade