Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Autodefesa: excesso de ruído na suspensão dos Mercedes Classe A, CLA e GLA

Proprietários dos modelos reclamam dos barulhos na suspensão, que a marca diz ser uma característica do projeto

Por Waldez Carmo Amorim Atualizado em 3 Maio 2021, 16h20 - Publicado em 16 nov 2016, 13h55
Autodefesa - Mercedes GLA
Mercedes GLA: batidas secas na dianteira em pisos irregulares Alexandre Battibugli/Quatro Rodas

Os Mercedes-Benz são conhecidos pelo silêncio ao rodar. Pena que alguns proprietários dos modelos de entrada não podem dizer o mesmo.

É o caso de donos da Classe A, CLA e GLA que estão reclamando de excesso de ruídos na suspensão, principalmente na dianteira.

“Rodando em pisos irregulares, a suspensão é bem dura e produz uma batida seca, como se não houvesse amortecimento no batente”, diz a arquiteta Maria Paula Becato, de São Paulo (SP), que tem um A 200 Turbo 2013. “A autorizada disse que é uma característica esportiva do carro. Fiz de conta que acreditei.”

Esse tipo de justificativa é comum, mas às vezes ela só vem depois que a concessionária tenta trocar várias peças, sem eliminar o problema.

“Meu carro está com 6.000 km, ainda na garantia, mas o barulho existe desde novo, há mais de um ano. Já o levei várias vezes à oficina, trocaram as peças e não resolveram”, dia a advogada Mirella Domingues, de Recife (PE), dona de um GLA200 Advance 2015.

Já o engenheiro Sidney do Lago Junior, de Florianópolis (SC), teve de receber um comunicado da própria Mercedes para descobrir o veredicto dos ruídos no seu A 200 Turbo 2013.

Continua após a publicidade

“Depois de um ano e cinco meses, recebi uma carta da fábrica declarando que meu veículo está em perfeitas condições de uso e que nada havia a reparar, pois os ruídos observados são característicos do funcionamento da suspensão”, conta Sidney.

Alberto Trivellato, da oficina especializada Suspentécnica, diz que o barulho é comum e explica que a origem está em vários lugares: “É causado pelos pneus de perfil baixo e a carga de molas e amortecedores firmes, mas também vem da caixa de direção e do conjunto de pinças e pastilhas dianteiras e traseiras”.

Consultada, a Mercedes diz que dos cinco casos enviados pela reportagem, um carro está fora da garantia, dois não foram encontrados e dois já foram reparados.

O povo reclama

“Os ruídos surgiram na suspensão dianteira seis meses depois da compra. Após um ano e cinco meses, recebi uma carta da fábrica declarando que o carro está em perfeitas condições de uso e que os ruídos são característicos da suspensão.” – Sidney do Lago, Florianópolis (SC), dono de um A 200 Turbo 2013.

“Já levei o veículo várias vezes à concessionária, trocaram as peças e não resolveram.” – Mirella Domingues, de Recife (PE), dona de um GLA 200 Advance 2015.

“Na concessionária me disseram que é uma característica esportiva do carro.” – Maria Paula Becato, de São Paulo (SP), proprietária de um A 200 Turbo 2013.

Continua após a publicidade

Publicidade