Autodefesa: problemas no câmbio dos Volvo C30, S60, V60 e XC60

Proprietários sofrem com os constantes problemas na transmissão automatizada dos Volvo C30, S60, V60 e XC60

Dompieri: trepidação e trancos nas marchas Dompieri: trepidação e trancos nas marchas

Dompieri: trepidação e trancos nas marchas (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

Defeitos em câmbios automatizados já foram tema desta seção oito vezes: foi assim com o PowerShift (Ford), DSG (VW e Audi) e Dualogic. Agora a caixa da vez é a de dupla embreagem MPS6, utilizada nos Volvo C30, S60, V60 e XC60.

As principais reclamações são de trepidação nas arrancadas ou em subidas e trancos nas trocas, como ocorreu com o engenheiro Lucas López, de São Paulo (SP).

“Apesar de a autorizada dizer que era um problema crônico, ela cobrou o conserto. Mas, como o carro tinha menos de 40.000 km, deu um desconto de 50%”, conta o dono de uma V60 2013. “Mas preferi consertar em uma oficina particular por um preço bem mais baixo.”

Levar o veículo à concessionária, porém, não é garantia de solução dos problemas, como relata o administrador de empresas Márcio Dompieri, de Indaiatuba (SP), proprietário de um XC60 2014.

“As falhas começaram com menos de seis meses de uso. A autorizada trocou a embreagem e o conjunto da mecatrônica sem custo, mesmo com a garantia vencida havia três meses. Mas depois de dois meses o câmbio começou a dar trancos. Foi quando o consultor disse que agora precisava trocar a caixa de marchas e que a Volvo cobriria 60% do valor. Paguei mais de R$ 10.000″, lembra Márcio.

Segundo Jonatas Julião, sócio da Swedish, oficina paulistana especializada em Volvo, o problema é bem comum. “Atendi mais de 50 carros, todos entre 20.000 e 60.000 km.”

Ele explica que o kit de embreagem hidráulica costuma se desgastar com baixa quilometragem e que a trepidação é causada por defeito no sensor de velocidade, na embreagem ou no módulo eletrônico. “O conserto varia de R$ 8.000 a R$ 15.000.”

Consultada, a Volvo diz que atendeu os casos enviados pela nossa reportagem. Informou ainda que a embreagem dupla usada nesse câmbio é um item de desgaste natural e que a marca “adotou uma nova transmissão automática de oito marchas a partir do ano-modelo 2015 no XC60”.

O povo reclama

“Mesmo após o fim da garantia, a Volvo trocou a embreagem do meu carro sem custo.” Joni Giuseppe Forestiero, Resende (RJ), dono de um XC60 2014

“Esse problema com o câmbio é conhecido das concessionárias. Gastei R$ 18.000 para trocar a embreagem, mesmo tendo só 40.000 km.” Lúcio Ribeiro Sardinha, São Paulo (SP), dono de um XC60 2011

“Já atendi mais de 50 casos de problemas no câmbio automatizado.” Jonatas Julião, sócio da oficina Swedish

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Paulo Sanches

    O Evoque também apresentou Problemas no Cambio de 9 Marchas e agora os Volvo , talvez por essa e outras é que Toyota e Honda Continuam no Top da Preferência Brasileira…

  2. Carlos Minkap

    Cambio automatizado não presta, seja de qual montadora for.
    As mais confiáveis são as tradicionais com conversor de torque e CVT.

  3. O nome disso é Powershift. Projeto compartilhado com a Ford…

  4. carlos nakagawa

    carlos

  5. carlos nakagawa

    Tenho um xc 60 2015/15 e já foi trocado o câmbio com +/- 32 mil km ( então não sei se resolveram o problema ainda). Foi trocado pela Volvo como uma “cortesia”. Descobri agora com +/- 38 mi km, que está vazando óleo do câmbio para dentro do sistema de arrefecimento (estranha associação não?).