Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Teste: Jeep Renegade 1.3 turbo anda (muito) mais e bebe menos que o 1.8

Agora o Jeep Renegade tem o mesmo motor 1.3 GSE Turbo do Compass e é muito mais rápido e econômico que o irmão maior

Por Isadora Carvalho Atualizado em 22 fev 2022, 19h40 - Publicado em 22 fev 2022, 17h31

Se o motor 1.3 GSE turbo já havia nos surpreendido quando substituiu o 2.0 Tigershark de 166 cv no Jeep Compass T270, agora imagine o que ele não faz no irmão menor, o Jeep Renegade, que desde o lançamento em 2015 era impulsionado ou pelo 1.8 E.torQ (139 cv/19,3 kgfm) ou pelo 2.0 Multijet turbodiesel (170 cv/35,7 kgfm).

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 9,90

O bom desempenho com o novo motor com 185 cv era esperado, mas ele também está mais eficiente. Foi a diferença o que mais nos surpreendeu. O Jeep Renegade 2022 ainda assume o título de SUV compacto mais potente do Brasil, superando rivais como Volkswagen T-Cross, que equipado com o motor 1.4 turbo tem 150 cv e Chevrolet Tracker que oferece 133 cv com o propulsor 1.2 turbo. 

Novo Jeep Renegade Longitude
Divulgação/Jeep

Há ainda o Caoa Chery Tiggo 5X com motor 1.5 turbo de 150 cv, o Hyundai Creta 2.0 com até 167 cv e o Renault Duster, agora equipado com o mesmo motor do Captur, o 1.3 Turbo de 170 cv.

Compartilhe essa matéria via:

O mais importante é que o motor 1.8 clamava para ser substituído, pois a falta fôlego e o consumo elevado foram criticados desde o início. Já o motor 2.0 turbodiesel se despede mesmo que seu desempenho e eficiência não fossem um problema, ao contrário dos preços proibitivos das versões a diesel. 

Até 5,5 segundos mais rápido

Na comparação com os números de potência com os principais rivais, o Renegade leva a melhor. Mas o teste de desempenho em pista deixou evidente como o novo motor 1.3 com turbo e injeção direta permitiu uma evolução significativa. 

O Renegade 1.3 turbo fez de 0 a 100 km/h em apenas 8,9 segundos enquanto o mesmo modelo equipado com o antigo 1.8 E.torQ cumpriu a prova em 14,4 segundos: ele está 5,5 segundos mais rápido. É muita diferença! 

Novo Jeep Renegade Longitude
Divulgação/Jeep

Em consumo ele também supera o antigo. Ele fez 11 km/l no ciclo urbano e 14,2 km/l no rodoviário enquanto o anterior consumia 9,6 km/l na cidade e 12 km/l na estrada. Agora pode rodar 2,2 km a mais com um litro de combustível na rodovia. 

Impressões ao dirigir

Toda a apatia do Renegade ficou no passado. Enquanto o ultrapassado 1.8 precisava atingir 3.750 rpm pra entregar o máximo de torque (19,2 kgfm), o T270 precisa chegar só a 1.750 giros pra atingir o pico de 27,5 kgfm. É praticamente um motor 1.0 Firefly a mais e disponível muito mais cedo.  

Essa mudança de motor trouxe conforto, segurança e diversão pra direção. Afinal, essa força extra facilita as ultrapassagens, garante acelerações vigorosas e precisas, e permite rodar sem precisar forçar tanto o motor. Além disso, o 1.3 Turbo tem um casamento menos atribulado com o câmbio automático de seis marchas.

Novo Jeep Renegade Longitude
Divulgação/Jeep

Pelo fato de ter a suspensão independente nos dois eixos é elogiável a estabilidade da carroceria em pisos acidentados e também em trechos off-road. As frenagens são precisas graças ao disco nas quatro rodas e ele foi muito bem nas nossas provas de frenagem. 

Continua após a publicidade

Vale ressaltar que há um conforto acústico na cabine e isso contribui pra boa vida a bordo. E dá pra perceber uma evolução em relação aos motores aposentados. O diesel é naturalmente mais ruidoso, mas na comparação com o 1.8 em rotação máxima a redução foi de 70,4 dBA para 63,3 dBA.

Teste – Jeep Renegade Longitude 1.3 Turbo 4X2 2022

Aceleração
0 a 100 km/h: 8,9 s0 a 400 m: 16,4 s – 141,5 km/h

Retomadas
D 40 a 80 km/h: 3,8 s
D 60 a 100 km/h: 4,4 s
D 80 a 120 km/h: 5,7 s

Frenagens
60/80/120 km/h a 0: 14,9/26,5/54,3 m

Consumo
Urbano: 11 km/l
Rodoviário: 14,2 km/l

Ruído interno
Neutro/RPM máx.: 42/63,3 dBA
80/120 km/h: 62,4/69,9 dBA

Aferição
Velocidade real a 100 km/h: 96 km/h
Rotação do motor a 100 km/h em D: 1.800 rpm
Volante: 2,5 voltas

Equipamentos do Jeep Renegade 2022

Outro ponto positivo do Renegade 2022 é o conteúdo, Desde a versão de entrada é equipado frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, detector de fadiga e reconhecimento de placas. 

Há, ainda, 6 airbags, controles de estabilidade e tração, freio de estacionamento eletrônico e  o TC+ (controle de tração voltado para condução off-road) – um recurso bem útil mesmo para um carro de tração dianteira. 

Novo Jeep Renegade Longitude
Carregador wireless para smartphones do Renegade 2022 é refrigerado pelo ar-condicionado Divulgação/Jeep

A versão testada foi a Longitude, mais completa entre as com tração dianteira. Ela soma borboletas para trocas de marcha sequenciais, central multimídia de 8,4 polegadas com Android Auto e Apple Carplay sem fio, faróis de neblina em led, bancos em couro, quadro de instrumentos digital com 7 polegadas, ar-condicionado automático e digital de duas zonas, carregador de celular sem frio com refrigeração, rodas de liga leve aro 18 e sensor de estacionamento traseiro.

10.000 unidades em quatro dias

Após ter vendido mais de cinco mil unidades em somente cinco horas, o SUV bateu a marca de 10.000 exemplares vendidos em apenas quatro dias de comercialização. A marca garantiu que os preços de lançamento são garantidos para as primeiras 11.500 unidades, portanto devemos esperar um anúncio de aumento de preços em breve pra linha 2022.

Por enquanto, temos a seguinte tabela de preços:

Jeep Renegade Sport 1.3 Turbo 4X2 2022 – R$ 123.990
Jeep Renegade Longitude 1.3 Turbo 4X2 2022 – R$ 138.990
Jeep Renegade Série S 1.3 Turbo 4X4 2022 – R$ 163.290
Jeep Renegade Trailhawk 1.3 Turbo 4X4 2022 – R$ 163.290

Em relação a linha 2021, houve um aumento de preços em relação as versões 4×2. Anteriormente a versão de entrada era a STD 1.8 flex, que custava R$ 96.990 e sai de linha. Na comparação com a versão de entrada da linha 2022, mais completa e com novo motor, o aumento é de R$ 27.000.

Já em relação as versões 4×4 houve redução no preço. A Trailhawk custava R$ 180.990 e agora sai por R$ 163.290 – uma redução significativa de R$ 17.700.

Ficha Técnica

Motor: flex, dianteiro, transversal, 4 cil., 16V, 1.332 cm³, 185/180 cv a 5.750 rpm, 27,5 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: ind. McPherson (diant e tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
Pneus: 225/55 R18
Peso: 1.476 kg
Dimensões: comprimento, 426,8 cm; largura, 180,5 cm; altura, 170,2 cm; entre-eixos, 257 cm; porta-malas, 385 l; tanque de combustível, 55 litros

Fotos do novo Jeep Renegade Longitude

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês