Supercomparativo: os 10 melhores sedãs para clientes PcD do Brasil

Veja como andam, quanto custam e os prós e contras de 10 sedãs com preços de tabela até R$ 70.000

O segmento PCD é o que mais cresce no mercado brasileiro

O segmento PCD é o que mais cresce no mercado brasileiro (Sérgio Bergocce/Quatro Rodas)

O mercado de veículos PcD,  que inicialmente era reservado a pessoas com deficiências (daí a sigla), não para de crescer.

O avanço dos modelos agora destinados a todos os portadores de diversos tipos de dificuldades de locomoção, incluindo enfermidades como diabetes e lesões por esforço repetitivo (LER), se reflete nas vendas e também na oferta de modelos.

Lançamentos recentes como o Chevrolet Onix Plus, por exemplo, já chegam com versões PcD, enquanto outros que estreiam sem essa opção se apressam para ter uma versão assim no catálogo.

Aqui, reunimos 10 sedãs, todos automáticos, que se inserem nesse segmento sejam versões específicas PcD ou com preços de tabela até R$ 70.000, que é o valor limite para receber a isenção fiscal concedida à categoria.

O benefício contempla prioritariamente o abatimento de dois tributos, IPI e ICMS. Mas pode incluir também IOF, se o comprador tiver deficiência física atestada pelo Denatran e necessite de veículo adaptado.

Pelos descontos legais, a redução pode chegar a 30%. Mas algumas fábricas ainda concedem outros descontos promocionais.

Neste comparativo, informamos os preços de tabela (que são válidos para qualquer comprador) e os respectivos valores disponíveis apenas para o público PcD, que normalmente consideram a isenção do IPI e do ICMS mais o eventual desconto das fábricas.

Os preços do seguro foram levantados pela empresa TEx- -Teleport prevendo indenizações de 100% do valor do bem em caso de sinistro com perda total. Isso porque, no caso dos PcD, existe a possibilidade de a indenização levar em conta a isenção fiscal sobre o valor assegurado.

No momento em que isso ocorre, em geral, a cobertura fica ao redor de 75% do preço de tabela.

Quando o assunto é manutenção, os valores levantados junto às fábricas são os mesmos das versões comuns, uma vez que não existem descontos de tributos para peças e serviços.

Os veículos testados não são necessariamente versões PcD (que as fábricas não mantêm em suas frotas), mas versões com os mesmos motores e câmbios e conteúdos similares.

10º Nissan Versa 1.6 SL CVT

Atual Versa virará V-Drive em 2020, junto com a chegada de seu sucessor

Atual Versa virará V-Drive em 2020, junto com a chegada de seu sucessor (Divulgação/Nissan)

Preço: R$ 68.840 / preço PcD: R$ 53.237

Ele tem os menores custos de manutenção (R$ 2.864) e seguro (R$ 1.890). O espaço interno é um dos maiores do segmento.

Mas o pacote de equipamentos deixa a desejar. Falta ESP, auxiliar de partida em rampa e há apenas dois airbags.

Seu câmbio CVT não tem marchas demarcadas. Quando se pisa fundo, o giro (e o ronco) do motor sobe ao máximo e ali fica até que se alivie o pé do acelerador.

Na pista de testes, seus números foram pouco animadores. Ele fez de 0 a 100 km/h em 12,8 segundos e freou de 80 a 0 km/h em 29 metros.

Além disso, pesou para que ele ficasse em décimo lugar o fato de a atual geração já ter sucessora, que deve chegar no segundo trimestre de 2020.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 12,8
0 a 1.000 m (s – km/h) – 34,1 / 154,8

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5,8
De 60 a 100 km/h (s) – 7,4
De 80 a 120 km/h (s) – 8,8

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 17/29/68

Consumo
Urbano (km/l) – 11,8
Rodoviário (km/l) – 16,6

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 43,4/76,4
80/120 km/h (dBA) – 63,5/69,4

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 68.840/53.237
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 2.864
Seguro (R$) – 1.890
Concessionárias – 160

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.598 cm³, 16V, 111/111 cv a 5.600 rpm, 15,1/15,1 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/65 R15
Dimensões: comprimento, 449,2 cm; largura, 169,5 cm; altura, 150,6 cm; entre-eixos, 260 cm; porta-malas, 460 l; tanque, 41 l; peso 1.061 kg

9º Toyota Etios Sedã 1.5 X Plus AT

Seu câmbio automático tem apenas quatro marchas

Seu câmbio automático tem apenas quatro marchas (Divulgação/Toyota)

Preço: R$ 66.390 / preço PcD: R$ 51.797

Tirando a reputação da marca Toyota, que inclui o bom pós-venda e a qualidade construtiva (embora com acabamento simples na forma e no conteúdo ), ao Etios Sedã sobra apenas o preço atraente.

Porque, diante dos rivais, ele é o dono do motor mais fraco, com 107 cv de potência e 14,7 mkgf de torque (com etanol), e ainda por cima vem acoplado a um câmbio automático de apenas quatro marchas.

Na pista, sua aceleração não foi ruim. Ele fez de 0 a 100 km/h em 12,6 segundos. Mas no uso diário uma quinta marcha faz falta. E, nas provas de frenagem, o Etios foi o pior dos sedãs alinhados aqui.

Vindo a 80 km/h, ele levou 27,8 metros para parar. Fica em nono.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 12,8
0 a 1.000 m (s – km/h) – 34,5 / 151,2

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 6,4
De 60 a 100 km/h (s) – 7
De 80 a 120 km/h (s) – 10,3

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 16/27,8/62,3

Consumo
Urbano (km/l) – 11,8
Rodoviário (km/l) – 15

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 44,6/72,6
80/120 km/h (dBA) – 65,1/73,5

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 66.390/51.797
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 3.074
Seguro (R$) – 1.977
Concessionárias – 216

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.496 cm³, 16V, 107/102 cv a 5.600 rpm, 14,7/14,3 mkgf a 3.100 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/65 R15
Dimensões: comprimento, 436,9 cm; largura, 169,1 cm; altura, 151 cm; entre-eixos, 255 cm; porta-malas, 510 l; tanque, 45 l; peso 965 kg

8º Honda City Personal 1.5 AT

O Honda se saiu bem nos testes de consumo

O Honda se saiu bem nos testes de consumo (Divulgação/Honda)

Preço: R$ 68.700 / preço PcD: R$ 52.670

O Honda se saiu bem nos testes de consumo, ficando tecnicamente empatado com o Virtus, com as médias de 12,5 km/l, no ciclo urbano, e 17 km/l, no ciclo rodoviário.

Seu espaço interno é generoso. Ele acomoda cinco pessoas e leva 485 litros no porta-malas. Mas o acabamento é simples, com pouca variação de cores e texturas.

Na pista de testes, o City foi mais lento que a média dos rivais nas acelerações (12,2 s de 0 a 100 km/h), seu custo de revisões é o mais elevado do mercado (R$ 5.231) e o pacote de equipamentos é o mais pobre.

Ele não tem itens importantes como ESP, auxiliar de partida em rampas e central multimídia, entre outros. Termina em oitavo.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 12,2
0 a 1.000 m (s – km/h) – 33,5 / 158,4

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5,9
De 60 a 100 km/h (s) – 6,8
De 80 a 120 km/h (s) – 8,2

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 15,2/26,6/58,5

Consumo
Urbano (km/l) – 12,5
Rodoviário (km/l) – 17

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 36,3/74
80/120 km/h (dBA) – 61,4/73,5

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 68.700/52.670
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 5.231
Seguro (R$) – 1.909
Concessionárias – 219

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.497 cm³, 16V, 116/115 cv a 6.000 rpm, 15,3/15,3 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, CVT, 7 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/55 R16
Dimensões: comprimento, 445,5 cm; largura, 169,5 cm; altura, 148,5 cm; entre-eixos, 260 cm; porta-malas, 536 tanque, 46 l; peso 1.108 kg

7º Ford Ka Sedan SEL 1.5 AT

O Ka vem com quatro airbags, central multimídia e rodas de liga-leve

O Ka vem com quatro airbags, central multimídia e rodas de liga-leve (Acervo/Quatro Rodas)

Preço: R$ 69.990 / preço PcD: R$ 54.655

Dos dez sedãs alinhados aqui, o Ka Sedan é o mais gostoso de dirigir e ele consegue isso graças à sua carroceria de dimensões compactas e elevada rigidez torcional e também às calibragens de suspensão e direção mais firmes.

Pena que o fato de ser compacto acarreta menos espaço interno.

Na pista de teste, o Ford ficou na média nas acelerações de 0 a 100 k/h (11,2 segundos), nas frenagens de 80 a 0 km/h (25,6 metros) e nas medições de consumo (11,8 km/l na cidade e 15,6 km/l na estrada).

O seguro (R$ 1.677) ficou entre os mais baratos, mas o custo das revisões (R$ 3.334) é um dos mais caros. Pelo conjunto da obra, ele ficou no sétimo lugar.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 11,2
0 a 1.000 m (s – km/h) – 33 / 155,9

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5
De 60 a 100 km/h (s) – 6,6
De 80 a 120 km/h (s) – 8,6

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 14,1/25,6/59,9

Consumo
Urbano (km/l) – 11,8
Rodoviário (km/l) – 15,6

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 38,1/71
80/120 km/h (dBA) – 63,7/69,9

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 69.990/54.655
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 3.334
Seguro (R$) – 1.677
Concessionárias – 322

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 3 cilindros, 1.497 cm³, 12V, 136/128 cv a 6.500 rpm, 16,1/15,6 mkgf a 4.750 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 195/55 R15
Dimensões: comprimento, 427,5 cm; largura, 170 cm; altura, 152,5 cm; entre-eixos, 249,1 cm; porta-malas, 445 l; tanque, 51 l; peso 1.115 kg

6º Toyota Yaris Sedã 1.5 XL Live AT

Yaris goza da boa reputação do pós-venda da Toyota

Yaris goza da boa reputação do pós-venda da Toyota (Divulgação/Toyota)

Preço: R$ 69.990 / preço PcD: R$ 54.655

Ao contrário do Logan, que reúne altos e baixos, o Yaris Sedã apresenta características medianas de forma constante, nos diversos aspectos analisados.

Esse equilíbrio não é ruim e o Yaris ainda tem a favor o consagrado pós-venda da Toyota.

Ar-condicionado, piloto automático e computador de bordo compõem o pacote de série

Ar-condicionado, piloto automático e computador de bordo compõem o pacote de série (Divulgação/Toyota)

Mesmo assim, o Yaris foi ultrapassado pelo Logan porque é menos equipado (não tem central multimídia) e seguro (com apenas dois airbags).

Entre os itens principais, ele conta com ESP, ar-condicionado, piloto automático e computador de bordo.

Nos demais aspectos, o Toyota ficou na média. Obteve o tempo de 11,7 segundos no 0 a 100 km/h; freou em 27,2 metros vindo a 80 km/h, e conseguiu as médias de 12,6 km/l, na cidade, e 15,9 km/l, na estrada.

Motor 1.5 vem acoplado a um cambio CVT de sete marchas

Motor 1.5 vem acoplado a um cambio CVT de sete marchas (Divulgação/Toyota)

No levantamento de custos, a soma de suas revisões chegou a R$ 3.074 e o preço do seguro ficou em R$ 1.977. Até no espaço interno o Yaris fica em uma posição intermediária para os ocupantes e seu porta-malas tem 473 litros.

Ao volante, sua direção é leve, mas precisa, e a suspensão, apesar de macia, segura bem a carroceria nas curvas.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 11,7
0 a 1.000 m (s – km/h) – 33,2 / 159,1

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5,3
De 60 a 100 km/h (s) – 6,6
De 80 a 120 km/h (s) – 8,5

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 14,9/27,2/61,3

Consumo
Urbano (km/l) – 12,6
Rodoviário (km/l) – 15,9

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 40,2/69,5
80/120 km/h (dBA) – 62,3/68,2

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 69.990/54.655
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 3.053
Seguro (R$) – 1.995
Concessionárias – 216

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.496 cm³, 16V, 110/105 cv a 5.600 rpm, 14,9/14,3 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, CVT, 7 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/60 R15
Dimensões: comprimento, 414,5 cm; largura, 173 cm; altura, 149 cm; entre-eixos, 255 cm; porta-malas, 310 l; tanque, 45 l; peso 1.150 kg

5º Renault Logan Intense 1.6 X-Tronic

Bem equipado, Logan traz quatro airbags e central multimídia

Bem equipado, Logan traz quatro airbags e central multimídia (Acervo/Quatro Rodas)

Preço: R$ 69.990 / preço PcD: R$ 54.665

A posição intermediária do Logan, no quinto lugar deste comparativo, se justifica pela somatória de altos e baixos que ele apresentou.

Entre os pontos positivos, o que mais chama a atenção é o pacote de equipamentos que inclui quatro airbags, ar-condicionado, ESP, central multimídia, piloto automático com limitador de velocidade, câmera de ré e auxílio de partida em rampa, entre outros.

E entra na lista de virtudes também o bom espaço interno na cabine e no porta-malas (510 litros).

Renault é equipado com câmbio CVT, com seis marchas definidas

Renault é equipado com câmbio CVT, com seis marchas definidas (Divulgação/Renault)

Já no lado negativo, há aspectos como o predomínio de plástico duro no acabamento e o painel elevado que prejudica a visibilidade e o alto consumo de combustível tanto no ciclo urbano (10,7 km/l) quanto no rodoviário (14,1 km/l).

Motor de quatro cilindros gera 118 cv de potência

Motor de quatro cilindros gera 118 cv de potência (Divulgação/Renault)

Ao volante, sua direção é leve, mas precisa, e a suspensão macia permite que a carroceria oscile nas curvas e mergulhe nas frenagens, mas não chega a ser insegura.

Nos demais quesitos, como despesas com manutenção e seguro e desempenho na pista, o Logan apresentou resultados na média do segmento.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 12,9
0 a 1.000 m (s – km/h) – 34,9 / 147,9

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5,7
De 60 a 100 km/h (s) – 7,4
De 80 a 120 km/h (s) – 9,8

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 14,9/25,8/58,2

Consumo
Urbano (km/l) – 10,7
Rodoviário (km/l) – 14,1

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 41,8/66,4
80/120 km/h (dBA) – 63,2/70,5

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 69.990/54.655
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 3.084
Seguro (R$) – 2.092
Concessionárias – 293

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.597 cm³, 16V, 118/115 cv a 5.500 rpm, 16/16 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/65 R15
Dimensões: comprimento, 434 cm; largura, 173 cm; altura, 152 cm; entre-eixos, 263 cm; porta-malas, 510 l; tanque, 50 l; peso 1.062 kg

4º Fiat Cronos Drive 1.8 AT

No porta-malas do Fiat cabem 525 litros de bagagem

No porta-malas do Fiat cabem 525 litros de bagagem (Acervo/Quatro Rodas)

Preço: R$ 69.990 / preço PcD: R$ 54.655

Dono de um porta-malas de 525 litros e alerta de mudança involuntária de faixa como item exclusivo no pacote de equipamentos, o Cronos largou bem no comparativo.

Além disso, sua posição de dirigir elevada é um fator que facilita o acesso à cabine para quem usa cadeira de rodas (virtude que o Logan também tem).

Bancos de couro não fazem parte dos itens de série do Cronos PcD

Bancos de couro não fazem parte dos itens de série do Cronos PcD (Divulgação/Fiat)

O Fiat ainda faz boa figura no estilo e no acabamento, por fora e por dentro. Mas perdeu pontos ao limitar o número de airbags aos dois obrigatórios e por ter custos de manutenção entre os mais altos do mercado.

Com o gasto de R$ 4.012 nas revisões até 60.000 km, ele só foi mais econômico que City (R$ 5.231) e Virtus (R$ 4.734), enquanto HB20S se destacou como o mais barato (R$ 2.899).

O motor 1.8 é o maior do comparativo, mas nem por isso, dono do melhor rendimento

O motor 1.8 é o maior do comparativo, mas nem por isso, dono do melhor rendimento (Divulgação/Fiat)

Seu motor 1.8 E.torQ apresenta vistosos 139 cv de potência e 19,3 mkgf de torque (com etanol), mas na pista conseguiu um rendimento apenas na média do segmento.

E pesa contra ele o fato de já ter substituto – um novo motor da família Firefly 1.3, previsto para chegar ao Cronos no início de 2021. Por isso, o quarto lugar ficou de bom tamanho.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 12,2
0 a 1.000 m (s – km/h) – 33,4 / 158,8

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5,2
De 60 a 100 km/h (s) – 7
De 80 a 120 km/h (s) – 6,9

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 14,1/25,1/55,7

Consumo
Urbano (km/l) – 12,3
Rodoviário (km/l) – 14

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 45,1/69,2
80/120 km/h (dBA) – 64,8/70,4

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 69.990/54.655
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 4.012
Seguro (R$) – 1.867
Concessionárias – 600

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.598 cm³, 16V, 117/110 cv a 5.750 rpm, 16,5/16,5 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 195/65 R15
Dimensões: comprimento, 448,2 cm; largura, 175,1 cm; altura, 147,2 cm; entre-eixos, 265,1 cm; porta-malas, 521 l; tanque, 52 l; peso 1.192 kg

3º Hyundai HB20S 1.6 AT Vision

Seu ponto forte é a boa relação custo/benefício

Seu ponto forte é a boa relação custo/benefício (Divulgação/Hyundai)

Preço: R$67.390 / preço PcD: R$ 51.890

No conjunto, o HB20S perde para Onix Plus e Virtus pelo espaço interno menor e pelo pacote de equipamentos mais pobre, que inclui rodas de aço e apenas dois airbags.

O Hyundai traz apenas os itens presentes na maioria dos rivais: ESP, ar-condicionado, piloto automático e central multimídia (compatível com Apple CarPlay e Android Auto).

A central multimídia do Hyundai é compatível com os sistemas Apple Carplay e Android Auto

A central multimídia do Hyundai é compatível com os sistemas Apple Carplay e Android Auto (Divulgação/Hyundai)

O HB20S se garante no terceiro lugar com uma boa relação custo/benefício. Seus gastos com seguro (R$ 1.487) e revisões (R$ 2.899) são os menores do comparativo.

E, com os descontos, o preço de tabela R$ 67.390 cai para R$ 51.890, o segundo menor do grupo. Além disso, ele é o único com cinco anos de garantia.

Motor 1.6 desenvolve 128 cv e 16,5 kgfm com etanol

Motor 1.6 desenvolve 128 cv e 16,5 kgfm com etanol (Divulgação/Hyundai)

Na pista, seu rendimento foi apenas intermediário com o tempo de 11,1 segundos no 0 a 100 km/h e médias de 11,3 km/l na cidade e 16,5 km/l na estrada.

Nas frenagens, porém, ele se destacou: vindo a 80 km/h, parou em 24,4 metros. Foi o melhor nessa prova. No lançamento, seu design exterior dividiu opiniões, mas o interior agradou pelo visual e pela ergonomia.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 11,9
0 a 1.000 m (s – km/h) – 32,3 / 162,9

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 4,8
De 60 a 100 km/h (s) – 6,2
De 80 a 120 km/h (s) – 7,5

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 13,4/24,4/55,8

Consumo
Urbano (km/l) – 11,3
Rodoviário (km/l) – 16,5

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 37,7/68,2
80/120 km/h (dBA) – 63,7/70,2

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 67.390/51.890
Garantia (anos) – 5
Revisões até 60.000 km (R$) – 2.899
Seguro (R$) – 1.487
Concessionárias – 211

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.591 cm³, 16V, 130/123 cv a 6.000 rpm, 16,8/16,3 mkgf a 5.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 185/60 R15
Dimensões: comprimento, 426 cm; largura, 172 cm; altura, 147 cm; entre-eixos, 253 cm; porta-malas, 475 l; tanque, 50 l; peso 1.055 kg

2º VW Virtus Sense 1.6 MSI

Virtus conseguiu a melhor média de consumo rodoviário: 17,8 km/h

Virtus conseguiu a melhor média de consumo rodoviário: 17,8 km/h (Volkswagen/Divulgação)

Preço: R$ 68.490 / preço PcD: R$ 54.045

O ponto em que o Virtus mais se destaca é o consumo. O VW obteve as médias de 12,4 km/l (no regime urbano) e 17,8 km/l (no rodoviário).

Ele ficou perto do City, com as médias de 12,5 km/l e 17 km/l, respectivamente). Mas não foi só no consumo que o VW se destacou.

Virtus é equipado com quatro airbags

Virtus é equipado com quatro airbags (VW/Divulgação)

O Virtus se sai bem também quando o assunto é segurança com itens como bloqueio eletrônico de diferencial (exclusivo) e quatro airbags (presentes apenas em Ka e Logan), além de ESP e assistente de partida em rampa (que equipam a maioria dos rivais).

E outra virtude é o tamanho do porta-malas, de 521 litros, com espaço de sobra para uma cadeira de rodas (só perde para Cronos e City).

Motor 1.6 MSI tem 117 cv e 16,5 kgfm com etanol

Motor 1.6 MSI tem 117 cv e 16,5 kgfm com etanol (VW/Divulgação)

O Virtus acomoda cinco passageiros com um pouco de aperto na distância para ombros. Mas a maior crítica recai sobre o excesso de plástico no acabamento do painel e das laterais das portas.

E, na pista de testes, ele foi o pior dos dez sedãs na aceleração de 0 a 100 km/h, com 13,9 segundos.

Mas demonstrou um comportamento dinâmico estável e gostoso de conduzir. No final das contas, ele conquistou o segundo lugar.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 13,9
0 a 1.000 m (s – km/h) – 34,9 / 152,9

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 6,3
De 60 a 100 km/h (s) – 7,9
De 80 a 120 km/h (s) – 9,9

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 15,4/26,5/42,5

Consumo
Urbano (km/l) – 12,4
Rodoviário (km/l) – 17,8

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 39,4/71,7
80/120 km/h (dBA) – 61,4/68,6

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 68.490/54.045
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 4.295
Seguro (R$) – 1.806
Concessionárias – 540

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 4 cilindros, 1.598 cm³, 16V, 117/110 cv a 5.750 rpm, 16,5/16,5 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 195/65 R15
Dimensões: comprimento, 448,2 cm; largura, 175,1 cm; altura, 147,2 cm; entre-eixos, 265,1 cm; porta-malas, 521 l; tanque, 52 l; peso 1.192 kg

1º Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo LT (R8G)

Onix Plus conta com o sistema de monitoramento OnStar, que pode ajudar o usuário em casos de emergência

Onix Plus conta com o sistema de monitoramento OnStar, que pode ajudar o usuário em casos de emergência (Chevrolet/Divulgação)

Preço: R$ 66.490 / preço PcD: R$ 53.864

Neste comparativo, o Onix Plus ficou em primeiro por ter equipamentos importantes para qualquer usuário, mas principalmente para os que têm necessidades especiais.

Um deles é o sistema de monitoramento OnStar, que pode ajudar em casos de emergência.

Onix Plus traz seis airbags no pacote de equipamentos

Onix Plus traz seis airbags no pacote de equipamentos (Chevrolet/Divulgação)

Outro é a conexão Wi-Fi via uma rede 4G – para usufruir desses recursos, é necessário pagamento mensal que varia de acordo com o pacote de serviços. Os valores mínimos são de R$ 29, a internet, e R$ 69,90, o OnStar.

Motor 1.0 Turbo gera 106 cv de potência e 16,8 mkgf de torque (com etanol)

Motor 1.0 Turbo gera 106 cv de potência e 16,8 mkgf de torque (com etanol) (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Além desses serviços, Onix Plus é o único do comparativo com seis airbags.

E, na pista de testes, ele conseguiu os melhores números de 0 a 100 km/h (10,5 segundos) e 80 a 0 km/h (24,7 metros, tecnicamente empatado com o HB20S).

Onix Plus é o único com conexão 4G a bordo

Onix Plus é o único com conexão 4G a bordo (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Como a totalidade dos sedãs alinhados aqui, o Chevrolet privilegia o conforto.

Nesse caso, porém, a elevada calibragem dos pneus recomendada pela fábrica (35 libras) deixa a rodagem mais dura e sensível a impactos contra irregularidades no piso.

O pacote de equipamentos que inclui o câmbio automático é o R8G.

TESTE

Aceleração
0 a 100 km/h (s) – 10,5
0 a 1.000 m (s – km/h) – 32,1 / 164,5

Retomadas
De 40 a 80 km/h (s) – 5
De 60 a 100 km/h (s) – 5,7
De 80 a 120 km/h (s) 7,4

Frenagens
60/80/120 km/h a 0 (s) – 13,9/24,7/57,4

Consumo
Urbano (km/l) – 11,8
Rodoviário (km/l) – 15,7

Ruído interno
Neutro/RPM máx. (dBA) – 37,3/65,2
80/120 km/h (dBA) – 68,6/69,2

Seu Bolso
Preço/preço PcD (R$) – 66.490/53.864
Garantia (anos) – 3
Revisões até 60.000 km (R$) – 2.976
Seguro (R$) – 2.046
Concessionárias – 600

FICHA TÉCNICA

Motor: flex, diant., transv., 3 cilindros, 999 cm³, 12V, 116/116 cv a 5.500 rpm, 16,8/16,3 mkgf a 3.600 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
Pneus: 195/55 R16
Dimensões: comprimento, 447,4 cm; largura, 173 cm; altura, 147,4 cm; entre-eixos, 260 cm; porta-malas, 469 l; tanque, 44 l; peso 1.117 kg

Obs.: cotações de seguros feitas pela TEx-Teleport com base no perfil QUATRO RODAS (homem, 35 anos, casado, de São Paulo, com garagem em casa e no trabalho) / Todos os testes são feitos com gasolina e se referem aos números obtidos por versões similares às versões PcD

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s