Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mal pela raiz

Por Redação 1 out 2013, 13h45

Por Péricles Malheiros

26 798 km

Por viajar todo fim de semana entre a capital paulista e a interiorana São Pedro (SP), o revisor de texto de QUATRO RODAS, Renato Bacci, é um regular “alimentador de quilometragem” dos carros de Longa Duração. “Gosto do Onix, mas ele parece não ter tanta simpatia por mim”, diz Renato, em tom de brincadeira. “Tempos atrás, o portão automático de uma garagem fechou quando eu ainda estava passando com o Onix e deu uma raspadinha no para-choque dianteiro. Nada grave. Agora, ao sair do estacionamento gramado de um sítio, passei por sobre uma raiz de árvore que quase arrancou o para-choque traseiro”, afirma.

O incidente relatado resultou num deslocamento da capa do para-choque traseiro e uma pequena quebra da lente da lanterna esquerda, junto à sua base. Para saber a real extensão dos danos, levamos o carro até o Cesvi. Lá, o técnico em funilaria Misael dos Santos explicou que o desnível se deveu à ruptura das guias. “Uma vez substituídas, a capa do para-choque voltará à posição correta e a diferença em relação à carroceria desaparecerá”, disse Misael. “Como a capa não sofreu impacto e sim foi puxada de frente para trás, o absorvedor de choque nada sofreu. Além das guias internas, os únicos danos ocorreram na zona logo abaixo da lanterna e no para-barro, próximo à roda.” Ao se movimentar, a peça plástica subiu, quebrou a lente da lanterna e o caco agrediu superficialmente a pintura.

Às vésperas do fechamento desta edição, visitamos concessionárias e oficinas independentes. Optamos por despachar o carro para a paulistana Dutra, que forneceu um orçamento inicial de 511 reais, com mão de obra (140) e troca de lanterna (260), guias (25), rebites (30) e para-barro (56). No entanto, na própria Dutra demos um jeito de economizar: no setor de peças, a lanterna – cuja troca é muito simples – saía por 150 reais. No próximo mês, a gente conta como ficou o reparo.

Continua após a publicidade

Consumo

No mês (33,4% na cidade) – Etanol 9,7 km/l
Desde jan/13 (37,1% na cidade) – Etanol 8,7 km/l

Diário

647_longaonix_02

Acionamento de travas e vidros a distância

Continua após a publicidade

Publicidade