Clique e assine por apenas 5,90/mês

Longa Duração: VW Virtus e a incômoda infiltração de água no porta-malas

Quando fomos usar o porta-malas do sedã, a surpresa: havia água no assoalho. Descobrir por onde ela entrou é a próxima tarefa da rede VW

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 27 nov 2019, 12h06 - Publicado em 24 jun 2019, 07h00
Guarnição da tampa é a principal suspeita da infiltração Péricles Malheiros/Quatro Rodas

Com mais de 49.000 km, o Volkswagen Virtus se aproxima do momento da última parada para manutenção programada. Apesar da quilometragem avançada, há pouco do que reclamar.

Mas, no último mês, uma mesma (e grave) reclamação foi registrada: entrada de água no porta-malas.

Encontrar a origem da infiltração e providenciar a sua eliminação é tarefa para a rede Volkswagen, que, em breve, cuidará da quinta revisão do nosso Virtus.

Após uma viagem curta, o repórter Henrique Rodriguez notou que o fundo de uma de suas bagagens estava úmido. “Voltei ao carro e, assim que abri o porta-malas novamente para investigar o problema, senti o cheiro característico de carpete molhado”, diz o repórter.

“E, de fato, o tampão móvel que cumpre o papel de assoalho estava úmido. O dia da viagem havia sido ensolarado, mas dois dias antes, havia pego chuva forte com o Virtus”, completa.

A tal infiltração de água no porta-malas do Volkswagen Virtus Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Uma semana depois, o editor de Longa Duração, Péricles Malheiros, também usou o Virtus. “Não peguei chuva, mas num lava-rápido, antes que jogassem água por baixo da carroceria, abri o porta-malas e notei que o tampão já estava molhado. Ou seja, a invasão está ocorrendo de cima para baixo”, conclui.

O laudo final e, tomara, a solução ficarão a cargo da concessionária Original, onde a revisão foi agendada na véspera do fechamento desta edição.

Continua após a publicidade

A experiência do repórter Rodrigo Ribeiro com o Virtus foi mais amena. Ligado em tecnologia, ele providenciou a personalização da central multimídia com o logotipo das estações de rádio.

“Baixei os logos das emissoras na internet, salvei num pendrive e o coloquei na porta USB da central. Depois, no menu das configurações, apliquei as imagens nas respectivas frequências. Além de esteticamente mais agradável, os logos agilizam a seleção da rádio desejada”, diz Rodrigo.

Virtus – 49.078 km

 

Ficha técnica

  • Versão: Highline 200 TSI
  • Motor: 3 cil, diant., turbo, inj. direta, transv., 999 cm3, 12V, 128/116 cv a 5.500 rpm, 20,4 mkgf a 2.000 rpm
  • Câmbio: automático, 6 marchas
  • Combustível: flex (gasolina)

Revisões 

  • Até 60.000 km: R$ 1.953**

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.833

Consumo 

  • No mês: 12,3 km/l com 18,6% de rodagem na cidade
  • Desde jun/18: 11,7 km/l com 23,4% de rodagem na cidade

Seguro 

  • R$ 2.346*
Continua após a publicidade
Publicidade