Kia Quoris

Luxo, requinte e tecnologia recheiam o sedã de luxo criado pela Kia para encarar Mercedes-Benz, BMW e Audi

testes testes

testes (/)

O Quoris é o embaixador da Kia destacado para pleitear uma vaga no clube do luxo, um círculo que só se abre para candidatos que exibam notórios sinais de excelência de engenharia, materiais e design. Sim, personalidade também pesa, mas não chega a ser quesito eliminatório. Quase uma garantia de aprovação, ascendência nobre ajuda muito, mas com isso o Quoris ainda não pode contar.

Para criar um concorrente à altura dos sedãs de luxo de Mercedes-Benz, BMW e Audi, o grupo Hyundai – dono da Kia – não economizou: lançou uma nova plataforma (compatível com motores V6 e V8, tração traseira e suspensão pneumática) e foi generoso quanto a equipamentos de luxo, conforto, tecnologia e segurança. Enquanto a Hyundai mirou no topo do luxo e lançou o Equus V8 para brigar com Mercedes Classe S e Audi A8, a Kia ficou com o andar imediatamente inferior: com o Quoris, os alvos são os Classe E e Audi A6.

Visto de perfil, o Quoris exibe uma linha de teto prolongada na traseira, o que deixa a tampa do porta-malas curta e o layout geral com certo ar de cupê. Esse estilo mais radical nada tem a ver com o do conservador Hyundai Equus, modelo que utiliza a mesma plataforma do Quoris e motor V8 de 366 cv – o Kia tem um V6 3.8 de 294 cv.


Esse V6, aliás, é um dos poucos pontos fracos do Quoris diante da concorrência. Literalmente. O Mercedes E 350, de 334900 reais, por exemplo, tem umV6 menor, de 3,5 litros, capaz de gerar 306 cv. Já o representante da Audi, o A6 3.0 turbo de 313390 reais, tem 310 cv e tração nas quatro rodas. De acordo com os números de fábrica, E 350, A6 e Quoris aceleram de 0 a 100 km/h em, respectivamente, 6,3, 5,5 e 7,6 segundos. No Quoris, o motor tem bloco de alumínio e duplo comando de válvulas com variador de fase na admissão e no escape. Mas, diferentemente dos alemães, ele é alimentado por um sistema de injeção de gasolina no coletor, menos eficiente que o dos rivais, nos quais o combustível é injetado diretamente nas câmaras de combustão. O câmbio automático de oito marchas também foi criado especialmente para o Kia Quoris. Sua alavanca seletora é, na verdade, um joystick sem qualquer contato mecânico com a caixa de transmissão propriamente dita: o comando apenas envia a informação (via cabo) para os atuadores eletro-hidráulicos instalados junto ao conversor de torque. E 350 e A6 têm caixas de sete marchas, automática no Mercedes e automatizada de dupla embreagem no Audi.

Na pista, o sedã que estreia em março se mostrou um tanto apático. A prova de aceleração de 0 a 100 km/h foi cumprida em 9,1 segundos e as de retomada de velocidade (40 a 80, 60 a 100 e 80 a 120 km/h) em 3,8, 5 e 5,4 segundos. Mas o Quoris foi bem nos testes de medição de ruído interno. Parado e em marcha-lenta, o nível de ruído ficou abaixo do mínimo captado pelo nosso decibelímetro: 34 decibéis. Além do tratamento acústico convencional, com farta aplicação de mantas e feltros fonoabsorventes, a Kia deu ao Quoris vidros mais espessos no para-brisa (4,7 mm) e nas janelas laterais (5 mm), todos laminados com um filme bloqueador de raios ultravioleta e ondas sonoras, segundo a Kia.

Visão geral Para listar os equipamentos deste sedã de 5,09 metros de comprimento o melhor é dizer o que ele não tem. Senti falta de um sistema de assistência em manobras, como o Park Assist que equipa o Jetta, por exemplo. Em todo caso, o Quoris conta com várias câmeras externas que projetam no LCD central uma imagem de até 360 graus, dando ao piloto uma visão geral do que acontece ao redor do carro. A impressão que se tem é de que há uma câmera no alto de um poste montado no teto do carro, apontada para baixo. Uma outra tela, à frente do volante, cumpre a função de painel de instrumentos. Grafismo, layout e até o tamanho dos números podem ser personalizados pelo motorista por meio do computador de bordo controlado pelo botão giratório no volante.

A segurança é reforçada por faróis de led inteligentes (direcionáveis e com profundidade de facho ajustáveis), airbags frontais, laterais, do tipo cortina e de joelho (no lado do motorista). Assim como os faróis, a suspensão pneumática e o piloto automático são adaptativos: a primeira altera rigidez e altura e o segundo aciona os freios no caso de aproximação exagerada do veículo à frente.

A vida é boa também para quem viaja no banco traseiro. Ou melhor, em uma das duas poltronas. Como na dianteira, os ajustes são elétricos e o console que divide os assentos permite controle total do sistema multimídia e do ar-condicionado.

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

A suspensão do tipo multilink na dianteira
 e na traseira tem acerto
que prioriza o conforto.
 O sistema pneumático,
 mesmo no modo mais
esportivo, é macio.

★★★★

MOTOR E CÂMBIO

A transmissão é o destaque do powertrain. O câmbio tem trocas suaves e as oito marchas extraem o melhor do motor v6.

★★★★

CARROCERIA

O design é imponente e a montagem, primorosa. Portas e tampa
do porta-malas com fechamento automático são requintes típicos de modelos de categoria superior.

★★★★☆

VIDA A BORDO

Botões de toque suave, telas de alta definição, comandos de uso intuitivo e movimentação silenciosa de vidros e bancos deixam o vasto pacote de equipamentos ainda mais interessante.

★★★★★

SEGURANÇA

Em alta velocidade, a suspensão pneumática permite um incômodo balanço da carroceria.

★★★★☆

SEU BOLSO

A estimativa de preço, segundo uma fonte ligada ao importador, é de 330 000 reais. valor muito próximo ao dos concorrentes alemães diretos.

★★☆

OS RIVAIS

Hyundai Equus VS460

640_quo_tx.jpg 640_quo_tx.jpg

640_quo_tx.jpg (/)

Irmão de plataforma do Quoris, o Equus tem motor V8 de 366 cv e mira os alemães do segmento de alto luxo.

Mercedes-Benz E 350

640_quo_tx1.jpg 640_quo_tx1.jpg

640_quo_tx1.jpg (/)

O E 350 é “só” um dos carros de maior sucesso de vendas da Mercedes. Tem motor 
V6 3.5 e custa 334 900 reais.

VEREDICTO

Caso a estimativa de
preço (de 330 000 reais) 
se confirme, o Quoris terá um valor de tabela muito próximo ao dos concorrentes alemães. Se isso acontecer, é bem provável que o
futuro do Quoris no Brasil esteja comprometido.

>> Confira a Ficha Técnica do carro

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s