Clique e assine por apenas 8,90/mês

Fiat 500 Cabrio Lounge

Irreverente, modelo alia o charme do conversível com a agilidade de um compacto

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 14h30 - Publicado em 21 Maio 2015, 18h32
impressoes

Até poucos anos atrás ter um carro conversível era privilégio de poucos. Afinal, foi-se o tempo em que as montadoras investiam em modelos totalmente nacionais como acontecia até os anos 90, quando Ford Escort XR3 e Chevrolet Kadett GSi dividiam o coração de quem procurava um veículo sem teto. Mas a Fiat resolveu entrar neste nicho de mercado com o 500 Cabrio – ou 500C. Por R$ 56.900 é dele o posto de conversível mais acessível do país.

Mas como pouca gente optará pela versão Cult 1.4 Flex, equipada com o mesmo motor flex do Uno, avaliamos o 500 Cabrio Lounge, de R$ 68.220, versão mais requintada do modelo com capota retrátil. E é justamente seu teto o grande diferencial: ao contrário da maioria dos conversíveis, apenas a porção central se recolhe ao toque de um botão – ou seja, as laterais do veículo permanecem fixas. Se por um lado esta configuração aumenta um pouco (bem pouco, na verdade) a sensação de segurança no trânsito, por outro ela atrapalha o sentimento de liberdade proporcionado por um veículo sem capota em viagens ao litoral e afins. Pelo menos o sistema compensa este ponto oferecendo abertura em três estágios: no primeiro ele deixa apenas os bancos dianteiros ao ar livre, como um teto solar convencional; o segundo estágio vai até a traseira, abrangendo todo o habitáculo; e a terceira fase recolhe o teto por inteiro, que fica alojado sobre a diminuta tampa do porta-malas. Segundo a Fiat, as duas primeiras fases podem ser acionadas a qualquer velocidade, sendo que a terceira funciona até os 80 km/h.

img_3698.jpeg

Embora não seja lá tão leve para seu porte (são 1.153 quilos distribuídos em 3,54 metros de comprimento e distância entre-eixos de 2,30 metros), o 500 Cabrio empolga. O motor 1.4 16V MultiAir rende até 107 cv e torque máximo de 13,8 mkgf se abastecido com etanol, acoplado a uma transmissão automática de seis marchas com trocas sequenciais. As acelerações são satisfatórias, embora as retomadas decepcionem um pouco, apesar de o 500 Cabrio não ser um esportivo – este papel cabe ao 500 Cabrio Abarth, que ainda não é vendido no Brasil. Só o consumo de combustível é que poderia ser melhor: durante o período em que estivemos com o carro, rodamos quase 400 quilômetros em percurso urbano, obtendo uma média de consumo de aproximadamente 10 km/l com etanol.

Já a suspensão sofre um bocado no judiado asfalto brasileiro. Apesar de não ser excessivamente dura nem mole demais, ela acusa todo e qualquer irregularidade do piso para a cabine. Felizmente, este problema fica para trás diante da agilidade no trânsito. Mudar de faixa e fazer baliza são brincadeiras de criança ao volante do pequenino Fiat. E é bom que o banco traseiro seja reservado apenas para os baixinhos, porque qualquer adulto com mais de 1,70 metro se sente espremido lá atrás.

Lúdico e divertido de guiar, o 500 Cabrio não foi feito para andar com pressa. Seu negócio é passear sem se preocupar com o tempo e apreciar a paisagem nas viagens de fim de semana. Se você está procurando um carro assim e raramente leva mais do que um passageiro, este pequeno conversível pode ser seu número.

Continua após a publicidade

ITENS DE SÉRIE:

Controle de Tração (ASR), ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, descansa-braço nos bancos da frente, direção elétrica, freios ABS com distribuição de frenagem (EBD), controle de estabilidade (ESP), faróis de neblina, assistente de partida em rampas, piloto automático, ponteira de escapamento cromada, retrovisores elétricos, rodas de liga leve de 15 polegadas, airbags laterais frontais, rádio CD Player com MP3 e entradas auxiliares, vidros dianteiros elétricos com função um-toque, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, volante multifuncional revestido em couro.

OPCIONAIS:

Sistema de som premium Beats com seis alto-falantes, kit Cabrio (bancos revestidos em couro, ar-condicionado digital, Blue & Me com reconhecimento de voz, Bluetooth e entrada USB, retrovisor interno fotocrômico), Kit Safety (airbags do tipo cortina e airbag para joelhos do motorista).

>> Clique abaixo para ver a galeria de fotos do 500 Cabrio modelo 2012, que tem leves diferenças internas em relação ao modelo 2015

635_500_07.jpeg

Continua após a publicidade
Publicidade