Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Arrancadas vibrantes

Por Redação 13 Maio 2011, 14h58

53007 km

O Agile treme todo a menos que você saia “queimando embreagem” – ou seja, mantenha o giro em cerca de 2 500 rpm enquanto o carro ganha movimento. Neste mês, consultamos três concessionárias paulistanas. Todas consideraram a tremedeira uma característica normal do Chevrolet.

A primeira visitada foi a Nova. Após uma volta com o carro, o consultor disse: “Eu também senti a trepidação, mas todo Agile com essa quilometragem é assim. A embreagem está com meia vida e não está patinando”. Na Carrera Ceasa, o técnico se apressou em dizer: “Não preciso nem andar”. Puxou o freio de mão e tentou sair com o carro. “Se a embreagem estivesse ruim, ela patinaria, e o carro não teria arrastado as rodas traseiras. Essa trepidação é normal”, disse. Na terceira autorizada, a Carrera Eliseu de Almeida, o consultor sequer entrou no carro: “Preciso desmontar tudo, mas esse orçamento é cobrado”. “E se não estiver?”, perguntamos. “É cobrado do mesmo jeito.”

Houve, no entanto, um discurso comum entre as três oficinas consultadas. segundo elas, a única maneira de minimizar a trepidação é manter a rotação do motor elevada enquanto o carro sai da inércia. Lembra aquela senhorinha com dificuldade de sincronizar a operação dos pedais da embreagem e do acelerador? Pois bem, ela se daria bem com o Agile.

Continua após a publicidade

Neste mês tivemos ainda um pequeno susto. O Agile estava parado no trânsito quando foi abalroado por uma moto. “O fluxo no corredor formado entre os carros parou de repente e um motociclista não conseguiu frear. Ele atingiu, ao mesmo tempo, a moto da frente e a lateral direita do Agile. Sorte que ninguém se machucou”, diz Ismael Baubeta, da equipe de QUATRO RODAS MOTO. Aproveitamos a apuração sobre a embreagem e solicitamos às duas concessionárias Carrera um orçamento para o conserto da batida. Resultado: 1817 reais na unidade Ceasa e 1531 na Eliseu de Almeida, um “desconto” de 15,7%.

Consumo:

No mês (55,9% na cidade): Álcool – 8,2 km/l

Desde mar/10 (34,4% na cidade): Álcool – 8 km/l


A guarnição superior da canaleta da porta do motorista se deslocou com o movimento do vidro (esq.). A porta foi atingida por uma moto. Os primeiros orçamentos ficaram entre 1531 e 1817 reais (dir.).

Continua após a publicidade

Publicidade