Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como novo Fiat Panda antecipa o futuro de Argo, Fastback e Strada

Novo Fiat Grande Panda estreia na Europa neste ano, mas já antecipa como será o substituto de Mobi e Argo em 2026

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 15 jun 2024, 17h24 - Publicado em 15 jun 2024, 07h00

Quadrados e com interior simples e funcional. A Fiat vai revisitar estratégias do passado para criar uma nova família de carros compactos globais com bom espaço interno, preço acessível e que poderão ser híbridos ou elétricos. O primeiro deles foi apresentado na Europa como Fiat Grande Panda, mas é fundamental para entender o futuro dos carros da Fiat fabricados no Brasil.

O Grande Panda é um hatch compacto com 3.99  m de comprimento, que acompanha a moda de ter aparência de SUV. A Fiat já trabalha a imagem do modelo como um carro de cinco lugares que poderá servir plenamente uma família em percursos urbanos. Na Europa, terá versões híbrida leve e elétrica, acompanhando a mecânica do Citroën C3 vendido por lá.

FiatGrandePanda
(Divulgação/Fiat)

Mas este carro muito interessa ao Brasil. Embora esteja previsto para chegar ao Oriente Médio e à África antes, o Grande Panda no mínimo antecipa bastante do substituto os Mobi e Argo, que será fabricado no Brasil a partir de 2026 – quando três modelos da nova família já terão sido lançados na Europa.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
stellantis-smart-car
(Divulgação/Stellantis)

Esse prazo maior é necessário para adaptar a fábrica de Betim (MG) à plataforma ‘Smart Car’, novo nome da plataforma CMP dos Peugeot 208 e Citroën C3 e Aircross. Essa base, criada na época da PSA Peugeot Citroën, se tornou o novo padrão para todos os carros compactos da Stellantis por servir a carros a combustão, híbridos e elétricos.

stellantis-smart-car
Em 2026, quando três carros da família já estiverem à venda na Europa, o primeiro estará sendo lançado no Brasil (Divulgação/Stellantis)

Essa atualização da fábrica é estratégica para o futuro de toda a gama de modelos Fiat. A família do novo Panda ainda será composta por um SUV, um SUV cupê, uma picape e um furgão. Seriam os substitutos do Pulse, do Fastback e da Strada. Inclusive, a proposta de design da Stellantis coloca o conceito da picape em uma recriação do calçadão de Copacabana. Sugestivo, não? Ainda está previsto um furgão, que entraria no lugar do Doblò.

FiatGrandePanda
(Divulgação/Fiat)

Todos os modelos, invariavelmente, seguem a proposta de design do Fiat Grande Panda. Têm faróis formados por pixels de led, logotipos da marca em posição assimétrica, as quatro barras que já foram o escudo da Fiat espalhados pela carroceria em claro, formas quadradas.

A Fiat apresentará um novo modelo da família por ano até 2027, quando pelo menos o hatch compacto já estará à venda no Brasil. Por aqui, os motores serão os três cilindros 1.0 e quatro cilindros 1.3 nas versões aspirada e turbo, possivelmente com sistema híbrido leve.

Substituta da Fiat Strada

fiat-panda-concept-pickup
(Divulgação/Fiat)

A nova picape compacta com cabine dupla, de acordo com a Fiat, será vendida até na Europa. É a chamada Fiat Pick-up Concept, que dá pistas daquela que poderá ser a nova geração da Fiat Strada. O foco, porém, não é tanto o transporte de carga.

FIATConcept_Pick-up
(Divulgação/Fiat)

O argumento do carro é, na verdade, a possibilidade de combinar características de um veículo comercial com um SUV urbano, sendo um veículo voltado para atividades ao ar livre. O conceito “coloca a diversão na funcionalidade e responde à redescoberta global do tempo livre como valor para as pessoas”. Talvez tenhamos visto isso antes na Fiat Toro.

Mas a Fiat jura que a inspiração é a Strada brasileira. Tiveram até a sensibilidade de ambientar a picape futurista no calçadão de Copacabana.

O substituto do Fiat Fastback

FIATConcept_SUV
(Divulgação/Fiat)

A Fiat não esconde: o Fastback Concept representa o herdeiro do Fiat Fastback brasileiro e do Fiat Tipo vendido no Oriente Médio e na África. Sua versão de produção será vendido em todos esses mercados e também na Europa. 

Continua após a publicidade
FIATConcept_SUV
(Divulgação/Fiat)

Embora todos os conceitos tenham aspecto meio quadradão, esse explora bem o caimento mais acentuado do teto que, de acordo com a Fiat, inspira esportividade. Na verdade, usa o design como argumento para a sustentabilidade: o teto melhora a aerodinâmica e o consumo pode ser reduzido. 

A ideia é oferecer um estilo mais moderno e jovem em comparação com muitos SUVs. O protótipo de design usa as mesmas portas traseiras da picape e do SUV convencional, mas a versão de produção poderia ser compartilhada no Citroën Basalt..

O substituto do Fiat Pulse

FIATConcept_SUV
(Divulgação/Fiat)

A Fiat define o SUV como um “Giga-Panda”. Possivelmente, será mais um SUV compacto com porte grande, como o C3 Aircross e o Opel Frontera, que são irmãos de plataforma. O conceito aproveita muitos elementos do SUV cupê e da picape e, de acordo com a fabricante, é focado nas necessidades espaço de carros familiares. De certa forma, está mais para um Renault Duster da Fiat do que para um Pulse, que é bem apertado. 

O substituto do Fiat Doblò

FIATConcept_Camper
(Divulgação/Fiat)

O Fiat Camper Concept, por definição, tem a “versatilidade de um carro feito para a cidade com as características de um SUV e a alma de um companheiro de confiança”, Poético, mas esse veículo polivalente seria um excelente substituto para o Fiat Doblò, cobrindo um segmento de carros espaçosos e funcionais que vem recebendo mais atenção no mercado europeu ultimamente. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.