Porsche exibe 911 GT3 Touring e confirma novo Cayenne no Brasil

Principais atrações da marca no Salão de Frankfurt chegarão aqui em 2018, incluindo o 911 GT2 RS e o novo Cayenne Turbo

O GT3 Touring Package perde equipamentos mas tem apenas câmbio manual (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

A Porsche resolveu agradar seus clientes mais puristas e apresentou no Salão de Frankfurt o 911 GT3 Touring Package. Em resumo, é um 911 GT3 (historicamente a versão do 911 mais próxima de um carro de corrida) com câmbio manual de seis marchas, tração traseira, motor aspirado e sem aerofólio traseiro.

O nome Touring Package (TP) vem de um pacote de equipamentos oferecido no 911 Carrera RS a partir de 1973. Mas a proposta da versão é semelhante a do 911 R, mas sem produção limitada a apenas 991 unidades – que chegaram a ser negociadas por mais de 500 mil dólares. Será uma versão regular e a Porsche do Brasil diz ter intenção de importá-lo.

O enorme aerofólio do GT3 foi substituído pelo spoiler convencional (Ulisses Cavalcante)

Quem move o 911 GT3 TP é o motor seis cilindros boxer 4.0 de 500 cv e 46,9 mkgf de torque. Com ele, o modelo vai de 0 a 100 km/h, segundo a Porsche, em 3,9 segundos e atinge a velocidade máxima de 316 km/h ou 3 km/h a menos que o GT3 convencional. 

Janelas laterais receberam molduras cromadas (Divulgação/Porsche)

O enrome aerofólio do GT3 foi trocado pelo spoiler tradicional dos 911. Além disso, molduras das janelas, saídas de escape e lavadores dos faróis têm acabamento cromado, bem como o logotipo traseiro da Porsche. Para que voltem a ser pretos, há o pacote opcional “Black Exterior Touring Package”. Por fim, as lanternas traseiras são escurecidas.

Por dentro, a maioria das superfícies de Alcantara deram lugar ao acabamento de couro fino. A parte central dos bancos recebe tecido preto, enquanto os encostos de cabeça têm logotipos da Porsche em relevo. Para completar, há detalhes em alumínio.

Interior tem aspecto um pouco mais simples – e clássico – que o do GT3 convencional (Divulgação/Porsche)

A Porsche sempre cobra mais para remover coisas de seus carros, mas este não é o caso aqui. O Porsche 911 GT3 Touring Package custará exatamente o mesmo que um GT3 padrão. Ou seja, 152.416 euros (R$ 564.300) na Alemanha.

Novo Cayenne e 911 GT2 RS chegam em 2018

O 911 GTS usa o motor do Turbo S, mas com mudanças para render 700 cv (divulgação/Porsche)

Se o GT3 Touring Package ainda está em estudo, o poderoso GT2 RS tem lançamento no Brasil confirmado para 2018. Além da carroceria aliviada com o uso extenso de fibra de carbono na carroceria, tem motor 3.8 biturbo de seis cilindros com 700 cv  e 76,5 mkgf de torque, graças a um sistema que pulveriza água dentro de seu intercooler. O resultado é um 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e velocidade máxima de 340 km/h.

O GT2 RS será o modelo mais caro da Porsche no Brasil, podendo ultrapassar os R$ 2 milhões. Hoje, o mais caro é 911 Turbo S, de R$ 1.304.000.

Cayenne S tem motor 2.9 biturbo (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

No segundo semestre de 2018 desembarca a terceira geração do Porsche Cayenne. Com plataforma nova, o SUV ganhou várias tecnologias do 911, como eixo traseiro esterçante e amortecedores adaptativos. Também ganhou câmera de visão noturna com sensor térmico, alerta de permanência em faixa e leitura de placas de trânsito.

Versão Turbo tem grade dianteira com menos aletas (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Estão confirmadas as versões V6, com motor 3.0 turbo de 345 cv, a S, com motor 2.9 V6 biturbo de 446 cv e ainda a nova versão Turbo, que acaba de ser revelada no Salão de Frankfurt. 

Seu motor é o V8 4.0 biturbo de 550 cv e 78,5 mkgf de torque, sempre combinado com a transmissão Tiptronic S de 8 velocidades. São 30 cv e 2 mkgf a mais que o modelo anterior. O Cayenne Turbo chega aos 100 km/h em 4,1 s, mas este tempo pode ser reduzido para 3,9 s com o pacote opcional Sport Chrono, que otimiza o desempenho em acelerações.

O largo console central é tomado pela tela de 12,3 polegadas com resolução em alta definição (Divulgação/Porsche)

A versão tem suspensão pneumática ajustável em seis níveis, eixo traseiro direcional, sistema de vetorização do torque Torque Vectoring Plus e barra estabilizadora ativa, alimentada pelo sistema elétrico de 48V do modelo.

Versão tem barra estabilizadora traseira ativa (Divulgação/Porsche)

Outro detalhe importante é o spoiler do teto adaptativo, que se levanta em alta velocidade para aumentar o downforce no eixo traseiro ou para funcionas como freio aerodinâmico. Numa frenagem de 250 km/h a 0, este aerofólio reduz a distância de frenagem em até 2 metros.

Spoiler ativo é comum entre os esportivos, mas não em SUVs (Divulgação/Porsche)

Hoje os preços da geração anterior do Cayenne no Brasil variam entre os R$ 389 mil do V6 Platinum Edition e os R$ 960 mil da versão Turbo S. Esta última ainda não tem nova geração.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s