Clique e assine por apenas 5,90/mês

VW Virtus russo tem cara de Jetta e faróis de led, mas base de Polo antigo

Derivação sedã do Polo vendido na Rússia terá porta-malas de Escort, motor 1.4 turbo e câmbio DSG de dupla embreagem

Por Henrique Rodriguez - 5 fev 2020, 19h23
Frente do novo Polo lembra o Jetta Divulgação/Volkswagen

O Volkswagen Virtus foi criado exclusivamente para mercados latino-americanos, mas tem origem nobre: o Polo europeu, com plataforma MQB A0. Mas não se pode dizer o mesmo do novo VW Polo russo.

Vendido há quase 10 anos no país, o sedã compacto deixará de ser baseado na geração anterior do Polo para se tornar uma versão Volkswagen do Skoda Rapid.

Tampa do porta-malas se abre junto com o vidro traseiro Divulgação/Volkswagen

Na prática, passará de sedã a liftback (quando o vidro traseiro levanta junto com a tampa do porta-malas, como no Ford Escort), mas ainda não abandonará a velha plataforma PQ25.

Mostrado apenas em desenhos, o novo VW Polo russo terá exatamente o mesmo comprimento do Virtus brasileiro, 4,48 m. Mas seu entre-eixos será mais curto, de 2,60 m, igual ao do Rapid.

A compensação vem no enorme porta-malas com 550 litros, 29 a mais do que oferece o nosso Virtus.

Continua após a publicidade
Apesar da carroceria liftback, o novo Polo terá o mesmo comprimento do Virtus Divulgação/Volkswagen

Ainda que use uma plataforma de 12 anos atrás, o Polo sedã terá design e equipamentos alinhados com outros carros da Volkswagen.

A dianteira tem traços que lembram bastante o Jetta. Assim como o sedã médio, o Polo terá faróis full-led e lanternas também iluminadas com leds. Será o primeiro carro com o novo logotipo da Volkswagen na Rússia.

Painel é similar ao usado no Skoda Rapid Divulgação/Volkswagen

O desenho do interior, por sua vez, revela traços muito parecidos com os do irmão Skoda. Além de quadro de instrumentos digital, pode ter centrais multimídia com telas de 6,5 ou 8,25 polegadas destacadas do painel.

Os motores serão os mesmos do Skoda Rapid: tudo começa com o 1.6 MPI em versões de 90 e 110 cv, com opção de câmbio manual ou automático de seis marchas.

As versões mais caras terão o 1.4 TSI em sua versão mais mansa, com 125 cv, combinado com o câmbio DSG de dupla embreagem e sete marchas – de fazer inveja aos Virtus e Jetta vendidos no Brasil.

Polo terá faróis full-led que o Virtus só tem na versão esportiva GTS Divulgação/Volkswagen
Continua após a publicidade
Publicidade