Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

VW Taos terá três versões na Argentina e pode ganhar motor 2.0 do Tiguan

SUV será lançado na Argentina somente em julho, mas terá edição especial de lançamento e versão 2.0 que poderia matar o Tiguan no Brasil

Por Isadora Carvalho 9 abr 2021, 20h21
Dianteira Volkswagen Taos
Divulgação/Volkswagen

O Volkswagen Taos será lançado no Brasil em maio, antes mesmo de sua estreia na Argentina, onde é produzido. O lançamento por lá será em julho, mas já confirmaram as versões e equipamentos do SUV médio. 

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Se por aqui teremos apenas duas versões, Comfortline e Highline, os argentinos terão direito a uma versão especial de lançamento e uma futura versão com o mesmo motor 2.0 turbo do Tiguan R-Line também está cotada para o futuro, de acordo com o Autoblog Argentina.

  • Baseada na versão Highline, a Taos Launching Edition terá como diferencial: carroceria com pintura bicolor, rodas de 18 polegadas pintadas de preto, teto panorâmico, faróis full led, painel digital Active Info Display, carregador sem fio e o pacote de assistentes autônomos (ADAS).

    O Taos Launching Edition terá a mesma mecânica das versões brasileiras: o motor 250 TSi (1.4 turbo com 150 cv e 25,5 kgfm de torque) combinado com a transmissão automática de seis velocidades.

    Continua após a publicidade
    VW Taos
    Divulgação/Volkswagen

    Porém, também se fala no futuro lançamento do Taos 350 TSi R-Line 4Motion. O modelo será equipado com motor 2.0 turbo com 230 cv e 35,6 kgfm de torque aliado a caixa automática DSG com sete marchas e tração 4×4, exatamente o mesmo conjunto da única versão do Tiguan que ainda é vendida no Brasil, por R$ 229.150.

    Poderia ser um passo para tirar o Tiguan de linha no Brasil, mesmo que o fato de ter sete lugares e ser muito maior garanta vantagem frente ao Taos. Na Argentina os dois conviverão nas lojas.

    VW Taos
    Divulgação/Volkswagen

    A produção do Taos na Argentina exigiu um investimento de 650 milhões de dólares na fábrica de Pacheco, para a implantação da Plataforma MQB-A e a construção de uma nova área de pintura. O Taos vai dividir a linha de montagem com a Amarok.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    capa 743

    Continua após a publicidade
    Publicidade