Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

VW e Fiat “atualizam status” sobre Salão. Reunião tentará salvar evento

Duas principais fabricantes antes confirmadas no evento agora colocam em dúvida sua participação. Associação tenta intermediar crise

Por Leonardo Felix Atualizado em 19 fev 2020, 12h10 - Publicado em 18 fev 2020, 17h42
Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

Volkswagen, FCA (com as marcas Fiat, Jeep, Ram e Dodge), Ford, Renault e Nissan eram as cinco fabricantes confirmadas até algumas semanas atrás para o Salão do Automóvel de São Paulo 2020.

Entretanto, se as medidas contingenciais da Reed, organizadora da mostra, visavam a angariar mais participantes e, quem sabe, reconquistar outros, até o momento o efeito não foi o esperado.

Não apenas não houve novas confirmações como as duas mais importantes entre as empresas que estavam na lista de participantes certeiras, VW e FCA, “atualizaram o status” de “confirmadas” para “em análise” a respeito do evento.

Primeiro foi o presidente do grupo Fiat-Chrysler na América Latina, Antonio Filosa, pôr em dúvida a presença das marcas da companhia no evento durante entrevista coletiva em que confirmou a chegada de um SUV cupê médio da Fiat para 2021.

Grupo FCA também está revendo sua participação Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Nesta semana, foi a vez de o ocupante do cargo equivalente na Volkswagen, Pablo di Si, afirmar o mesmo durante o lançamento do sedã esportivo Virtus GTS.

Além disso, a Kia, até então presente no grupo de marcas indecisas, também teria decidido declinar do salão, previsto para ocorrer em novembro deste ano.

Assim, apenas Ford, Renault e Nissan seguem no grupo de confirmadas, sendo que as duas primeiras, conforme já antecipado por QUATRO RODAS, estão internamente muito balançadas pela desistência de Chevrolet, Hyundai e Toyota.

Continua após a publicidade

Nossa reportagem também entende que a própria Nissan, embora ainda se manifeste oficialmente como confirmada, também já revê sua posição internamente.

Entre executivos, a sensação é de que as fabricantes remanescentes estão tentando aproveitar a situação de fraqueza da Reed para renegociar contratos e valores.

Nossa reportagem pode afirmar que a crise levou a Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) a agendar para esta semana, entre as próximas quarta (19) e quinta-feira (20), uma reunião de emergência para resolver o caso.

  • Todas as associadas estão convocadas, incluindo aquelas que já anunciaram a desistência do evento. O objetivo é tentar acalmar ânimos, recuperar a confiança das fabricantes e evitar o esvaziamento total da mostra.

    Confira a lista atualizada de fabricantes e seu status em relação ao Salão do Automóvel de São Paulo 2020:

    Marcas confirmadas: Ford, Nissan e Renault

    Marcas em análise: Audi, Caoa Chery, FCA (Fiat, Jeep, Ram e Dodge), Honda, Lifan, Mercedes-Benz, Porsche e Via Italia (Ferrari, Lamborghini, Maserati e Rolls Royce).

    Marcas desistentes: BMW (e a subsidiária Mini), Chevrolet, Hyundai, JAC, Jaguar Land Rover, Kia, PSA (Peugeot e Citroën), Toyota (além da subsidiária Lexus) e Volvo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade