Clique e assine por apenas 8,90/mês

Honda anuncia morte de motorista brasileiro que ignorou recall de airbag

Acidente envolvendo um New Civic 2008 ocorreu no fim de janeiro e teria gerado a primeira vítima fatal do caso Takata no Brasil

Por Leonardo Felix - Atualizado em 17 fev 2020, 08h35 - Publicado em 17 fev 2020, 08h29
Airbag frontal do motorista deflagrado em carro da Honda Reprodução/Internet

A Honda comunicou no fim da última semana a primeira morte oficial registrada no Brasil devido à falha de projeto dos airbags da fornecedora japonesa Takata.

O problema afeta mais de 100 milhões de veículos globalmente, produzidos entre o fim dos anos 90 e meados da década de 2010, e desencadeou a maior série de recalls da história da indústria automotiva global.

Em um acidente, quando a bolsa inflável deveria se deflagrar para evitar o choque de motorista e passageiro contra o painel, um defeito de projeto leva o insuflador a se estilhaçar, projetando fragmentos contra os ocupantes do carro a uma velocidade aproximada de 300 km/h.

É difícil estimar quantas vítimas do problema foram geradas, mas só nos Estados Unidos as autoridades contam 16 mortes oficiais e outros 200 casos de ferimentos leves ou graves.

Continua após a publicidade

No Brasil, de acordo com o site G1, 39 ocorrências de rompimento do insuflador teriam sido registradas apenas em automóveis da Honda, deixando 16 feridos.

Além disso, uma perícia policial apontou que “um acidente no Rio de Janeiro, envolvendo o veículo New Civic LXS 2008, que resultou na morte do motorista”, segundo o comunicado da Honda.

Honda New Civic Divulgação/Honda

A colisão teria ocorrido em 27 de janeiro deste ano. “A perícia determinou que houve ruptura anormal do insuflador do airbag Takata, causando ferimentos que levaram à morte do motorista”, segue a nota.

“Esta é a primeira ocorrência fatal provocada por ruptura do insuflador de airbag Takata no Brasil”, diz a fabricante, que não revelou a identidade da vítima, mas “expressou suas sinceras condolências e solidariedade aos familiares e amigos da vítima, e ofereceu atendimento e suporte à família”.

Continua após a publicidade

“A Honda já comunicou as autoridades competentes e seguirá colaborando disponibilizando as informações sobre a ocorrência”, acrescenta o comunicado.

A empresa itera que o New Civc em questão fora convocada para substituir o airbag defeituoso em 2015, mas desde então não havia sido levado à concessionária para reparo.

Pautada por seu princípio de respeito aos clientes, a Honda enfatiza que a proteção dos motoristas e passageiros dos veículos da marca é a prioridade da empresa e solicita a todos os proprietários para checarem se seus veículos estão incluídos nos recalls do insuflador do airbag Takata.”

Para saber se o seu carro precisa substituir os airbags e agendar uma visita à concessionária, acesse a página oficial de recalls da marca ou ligue para 0800 701 3432.

Publicidade