Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Vale esperar – Volkswagen Saveiro Cabine Dupla

Até o ano que vem o mercado nacional será invadido por modelos que vale a pena esperar antes de fechar um negócio. A VW Saveiro Cabine dupla é um deles

Por Paulo Campo Grande, Péricles Malheiros e Ulisses Cavalcante Atualizado em 9 nov 2016, 13h50 - Publicado em 9 jul 2014, 15h01
geral

A Volkswagen sabia que, para fazer frente à Strada, teria de multiplicar as versões da Saveiro. A picape é a única com condições de fazer frente ao utilitário da Fiat, líder da categoria, mas por ora acompanha de longe o desempenho de vendas do modelo feito em Betim (MG). E isso não deve mudar tão cedo, pois a Volks não tem a intenção de oferecer tanta variedade de versões para a Saveiro. A Fiat disponibiliza três motores, três carrocerias e dois tipos de transmissão, resultando em oito configurações possíveis.

Embora a segunda colocada no ranking de vendas não venha a ter o mesmo leque de opções, o desequilíbrio na variedade de ofertas será reduzido até agosto, quando a Saveiro cabine dupla vai ser apresentada oficialmente. No momento, a VW evita o assunto, mas não nega que trabalha no protótipo.

Veja outros modelos que vale a pena esperar antes de fechar um negócio

Com atraso, a empresa decidiu seguir os caminhos da rival mineira, pois está de olho no bom desempenho da Strada cabine dupla, que hoje representa metade das vendas do modelo.

Lançada em junho de 2009, a picapinha feita em Minas Gerais passou a contar com três portas (uma traseira, com abertura invertida), no fim de 2013. A receita não será copiada na íntegra pela Volks, pois não haverá porta traseira. Serão somente duas, as mesmas utilizadas na versão duas portas do hatch. A Saveiro cabine dupla terá uma cabine mais alongada que a versão estendida, com o devido aumento no entre-eixos, para acomodar um assento inteiriço para os passageiros de trás. Um dos diferenciais deve ser a inclusão de três cintos, provisão que, teoricamente, permitirá carregar mais três ocupantes.

O volume da caçamba deve ficar em torno de 500 litros, um pouco abaixo da capacidade da Strada, que é de 580. No entanto, a picape terá equipamentos de segurança mais sofisticados, como o controle de tração, freios ABS para off-road e assistente de partida em rampa. Inicialmente será lançada a versão Cross, a mais cara da gama, por volta de R$ 59 000. O motor será o mesmo 1.6 16V de 120 cv que equipa a versão atual.

Estreia: 09/2014

Preço: R$ 59 000

Concorrentes: Fiat Strada

FICHA TÉCNICA
Motor flex, diant., transv., 4 cil., 16V
Cilindrada 1 598 cm³
Diâmetro x curso 76,5 x 86,9 mm
Taxa de compressão 11,5:1
Potência 120/110 cv a 5 750 rpm
Torque 16,8/15,8 mkgf a 4 000 rpm
Câmbio manual ou automatizado de 5 marchas, tração dianteira
Dimensões largura, 172,9 cm; altura, 150,9 cm; entre-eixos, 280 cm (est.)
Tanque 46 litros
Continua após a publicidade
Publicidade