Clique e assine por apenas 8,90/mês

Toyota Corolla híbrido gera fila de 4 meses e chega a ter venda suspensa

Enquanto volume de produção da versão foi de 5% em setembro, pedidos chegaram a 35%. Algumas lojas estão suspendendo reservas

Por Daniel Telles - Atualizado em 3 out 2019, 16h31 - Publicado em 1 out 2019, 16h16
Cor cinza celestial foi escolhida para o lançamento Fernando Pires/Quatro Rodas

Se você está pensando em comprar o novo Toyota Corolla Altis híbrido flex, saiba que vai precisar de uma boa dose de paciência.

Tanto a versão Altis Hybrid, vendida por R$ 126.940, quanto a Altis Hybrid Premium, comercializada por R$ 132.940, estão com as vendas suspensas em algumas concessionárias da Toyota em São Paulo (SP).

Isso se deve à procura elevada pelo modelo, acima das expectativas. Segundo a empresa, 35% dos 6.000 pedidos registrados nos primeiros 15 dias de vendas foram pela versão híbrida flex.

Entretanto, a produção do Corolla Altis Hybrid e Altis Hybrid Premium em Indaiatuba correspondeu a apenas 5% do volume. Assim, dos primeiros 2.500 exemplares emplacados, somente 400 (ou 16%) eram unidades híbridas.

Continua após a publicidade

 

Emblema do Corolla Altis Hybrid Fernando Pires/Quatro Rodas

Isso significa que o consumidor que procurar pelo Corolla Hybrid neste momento terá de aguardar até quatro meses para receber o veículo, a depender da região.

De quatro revendas consultadas por QUATRO RODAS na capital paulista, por exemplo, duas acumulavam filas de 90 a 120 dias de espera. Em outras duas, a fila era tão grande que os estabelecimentos decidiram suspender os pedidos.

“Estamos sem prazo definido [para liberação de vendas do próximo lote]. Já temos outros dois lotes chegando para entrega, todos com vendas esgotadas”, disse à reportagem o vendedor de uma delas.

Continua após a publicidade
Corolla Altis Hybrid está fazendo mais sucesso do que a Toyota esperava Fernando Pires/Quatro Rodas

No Rio de Janeiro (RJ), a fila estimada em uma revenda para receber um Corolla híbrido foi de 60 dias. Apenas em uma loja de Belo Horizonte (MG) conseguimos encontrar uma versão Altis Hybrid Premium a pronta entrega.

Mas não sem um aviso da vendedora: “É melhor dar um sinal logo porque dura pouco tempo. E a Toyota já deu a entender que vai aumentar os preços em outubro”.

Corolla 2.0 Dynamic Force Divulgação/Toyota

Agora, se sua opção for o Corolla com motor 2.0 à combustão de 177 cv, você muito provavelmente terá seu carro no ato da compra.

A versão de entrada GLi, de R$ 99.990, e a intermediária XEi, R$ 112.940, estão com unidades disponíveis em estoque em três das quatro concessionárias da capital paulista procuradas por QUATRO RODAS. Apenas em uma delas foi colocado um prazo de 30 a 60 dias para a entrega.

Continua após a publicidade

O mesmo não ocorre para a versão topo linha. O Corolla Altis 2.0, cujo prazo previsto de entrega em São Paulo está estimado para 45 a 90 dias. No Rio e em BH, há exemplares para pronta entrega.

Questionada sobre as filas de espera e a possibilidade de aumentar ainda mais a produção da versão Altis Hybrid, a Toyota se manifestou da seguinte maneira:

“A Toyota está atenta à demanda do mercado, portanto, a produção em Indaiatuba do Novo Corolla híbrido flex, uma tecnologia inédita no Brasil e no mundo, está em crescimento; este movimento faz parte da introdução de um veículo totalmente novo. Ao longo de outubro, o volume de 22%, como informado, será atingido e a nossa prioridade é atender os pedidos já realizados na rede autorizada além daqueles que devem acontecer.”

Em outro comunicado oficial divulgado nesta terça-feira (1º), a empresa se resumiu a anunciar que, em outubro, o volume de produção do sedã híbrido será ampliado a 22% do total na fábrica de Indaiatuba.

Continua após a publicidade

Colaborou Leonardo Felix.

Publicidade