Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Skoda Kushaq: como o Brasil ajudou a criar T-Cross mais simples para Índia

SUV baseado no T-Cross brasileiro teve protótipos com direção do lado direito montados em fábricas brasileiras

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 18 mar 2021, 16h26 - Publicado em 18 mar 2021, 12h27
Skoda Kushaq
Skoda Kushaq teve muitos de seus protótipos fabricados no Brasil Divulgação/Skoda

A Volkswagen vem adotando soluções específicas para mercado específicos, especialmente no segmento do Volkswagen T-Cross. Basta ver que o modelo tem entreeixos mais curto na Europa, visual diferente na China e terá plataforma e nome diferente na Índia: será chamado de VW Taigun e baseado em versão própria da plataforma MQB A0 IN.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90.

Mas quem estreia essa plataforma desenvolvida exclusivamente para o mercado indiano é o Skoda Kushaq, uma versão simplificada do Skoda Kamiq vendido na Europa e que foi desenvolvido com ajuda da Volkswagen do Brasil.

Skoda Kushaq
Desenho das portas deixa evidente que a base é o T-Cross Divulgação/Skoda

O Kushaq tem dimensões semelhantes as do T-Cross brasileiro. O entreeixos tem os mesmos 2,65 m e a largura segue com 1,76 m, mas os para-choques exclusivos aumentam o comprimento em 2 cm, para 4,22 m. A altura é maior (1,61 m contra 1,57 m) e o vão livre do solo, levemente menor: 18,8 cm contra 19,1 cm do carro nacional.

  • Em 2018 a VW do Brasil firmou um contrato de desenvolvimento com a Skoda que tratava do projeto SK 216. Logo em seguida carros da fabricante tcheca passaram a ser usados pela engenharia da VW no Brasil, inclusive em testes de rua. A intenção era usar o nosso T-Cross (projeto VW 216) como ponto de comparação para desenvolver o Skoda.

    Skoda Kushaq
    Divulgação/Skoda

    O projeto envolveu as fábricas Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), e de São José dos Pinhais (PR). Foram produzidos no Brasil protótipos, carrocerias e plataformas, a grande maioria com direção do lado direito, o que marca que o destino do trabalho era justamente o mercado indiano. 

    Continua após a publicidade

    A sinergia fazia todo o sentido e ajudaria a chegar na plataforma MQB A0 IN, uma versão altamente localizada, com ampla nacionalização de componentes para reduzir o custo de produção na Índia, viabilizando a produção da MQB A0 no país.

    Skoda Kushaq
    Divulgação/Skoda

    O recente flagra do Volkswagen Virtus, um projeto brasileiro, em testes na Índia também sinaliza o futuro lançamento de um sedã exclusivo para o mercado local.

    A despeito da simplificação, o Skoda Kushaq segue fielmente a atual linguagem de estilo da marca na Europa, com direito a faróis divididos e a grandes lanternas traseiras de leds. Por dentro, central multimídia de 10 polegadas, ar-condicionado automático digital com comandos sensíveis ao toque e bancos dianteiros ventilados estarão disponíveis. Mas o quadro de instrumentos não é digital.

    Skoda Kushaq
    Divulgação/Skoda

    A mecânica é similar, em partes, a oferecida no VW T-Cross no Brasil. As versões mais baratas do Kushaq terão motor 1.0 TSI a gasolina com 115 cv e 17,8 kgfm combinado com câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas. Mas as versões mais caras usarão o moderno motor 1.5 TSI com sistema de desativação de cilindros, mas que gera os mesmos 150 cv e 25,5 kgfm do 1.4 TSI usado no Brasil. Contudo, o câmbio será manual de seis marchas ou DSG de sete marchas, com tração integral opcional.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    QR - CAPA 742 - FEVEREIRO

    Continua após a publicidade
    Publicidade