Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Volkswagen T-Cross brasileiro começa a ser exportado para a África

SUV compacto fabricado no Paraná é exportado para 26 países e foi líder de vendas em 2020 no Brasil e na Argentina

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 18 jan 2021, 12h43 - Publicado em 18 jan 2021, 12h37
Exportação Volkswagen T-Cross
Divulgação/Volkswagen

Costa do Marfim, Gabão, Gana, Líbia, Madagascar, Ruanda e Sudão são os mais novos destinos do Volkswagen T-Cross fabricado no Brasil. Agora o SUV compacto fabricado em São José dos Pinhais (PR) é exportado para 26 países, grande parte deles concentrados na América do Sul e Central. 

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Uma particularidade é que o T-Cross chega a grande parte dos países vizinhos apenas com o motor 1.6 16V (em versão a gasolina, com 110 cv), mesmo na versão Highline, e só tem opção de câmbio manual ou automático de seis marchas.

No Brasil, o T-Cross tem como opções os motores 1.0 TSI de 128 cv e 20,4 kgfm, e o 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm. O primeiro tem câmbio manual de seis marchas na versão de entrada, mas os demais só têm câmbio automático de seis marchas.

A Volkswagen não especificou qual o motor destinado aos países do continente africano, mas informa que eles serão enviados nas versões Trendline, Comfortline e Highline, com poucas adaptações. O manual de instruções, por exemplo, passa a ser em idiomas inglês, francês e árabe.

SUV mais vendido do Brasil

O Volkswagen T-Cross foi o SUV mais vendido do Brasil e da Argentina em 2020. 60.124 unidades ficaram no Brasil e 9.779 foram emplacados no país vizinho. No total, mais de 34.000 unidades do SUV já foram exportadas.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas capa 741

Continua após a publicidade
Publicidade