Quanto custa manter um Bugatti Veyron?

Oferecido no Brasil por R$ 7,7 milhões em 2010, o superesportivo precisa de 16 litros de lubrificante a cada troca de óleo

Veyron no Brasil: oferecido por R$ 7,7 milhões O Veyron chegou a ser oferecido por R$ 7,7 milhões no Brasil em 2010

O Veyron chegou a ser oferecido por R$ 7,7 milhões no Brasil em 2010 (Marco de Bari/Quatro Rodas)

O Bugatti Veyron chegou a ser oferecido no Brasil por R$ 7,7 milhões em 2010, mas não encontrou nenhuma garagem para chamar de lar e acabou dizendo adeus.

Achou a cifra alta? Então, saiba que o proprietário do superesportivo deve pagar US$ 30.000 (equivalente a R$ 117.156) todos os anos apenas para as revisões de rotina.

Bugatti Veyron Super Sport em posição 3x4 de traseira Cada pneu Michelin só dura 4.000 km e as rodas devem ser trocadas a cada 16.000 km

Cada pneu Michelin só dura 4.000 km e as rodas devem ser trocadas a cada 16.000 km (Reprodução/Internet)

Parte deste valor é apenas para trocar os 16 litros de óleo Castrol 10W60 do gigantesco motor W16 8.0 quadriturbo com até 1.200 cv de potência, serviço que custa R$ 82.000 em conversão direta.

Ainda é preciso guardar as economias para trocar os quatro pneus pelos mesmos US$ 30.000, já que são feitos especialmente pela Michelin e só duram 4.000 km.

Bugatti Veyron Super Sport 300 cabine As revisões anuais custam o equivalente a R$ 117.156

As revisões anuais custam o equivalente a R$ 117.156 (Reprodução/Internet)

Também já explicamos que um adesivo é aplicado para melhorar a aderência da borracha no aro, o que exige a troca das rodas a cada 12.000 km por US$ 120.000 (R$ 468.624).

Se você decidir pagar o equivalente a R$ 195.000 todos os anos, a própria marca se encarrega de manter tudo em ordem. Mas ainda será preciso pagar pelos novos pneus e rodas.

Ao menos a Bugatti oferece um plano de garantia estendida de 15 anos – chamado Loyalty Maintenance Program – o que inclui garantia das condições mecânicas na revenda por um ano.

Isso é interessante, considerando que o superesportivo parou de ser produzido em 2016 e deu lugar ao Chiron, porém, desde então, está cada vez mais valorizado por aí.

Bugatti Veyron Super Sport 300 motor As trocas de óleo do motor W16 8.0 quadriturbo custam R$ 82.000

As trocas de óleo do motor W16 8.0 quadriturbo custam R$ 82.000 (Reprodução/Internet)

Um outro custo que não pode ser esquecido é o de combustível. Em percurso misto, o Veyron faz 4,6 km/l, o que dá uma média de 460 km de autonomia com seu tanque de 100 litros.

Isso se o motorista não tiver pé pesado. Em aceleração, um Veyron é capaz de consumir 3 litros de gasolina a cada quilômetro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Rafael Baronceli

    Isso são cifras para Cristiano Ronaldo/ Neymar/ Messi. Só eles para aguentar isso!

  2. Na verdade nem para eles, essas cifras são para os que pagam os salários deles !

  3. Lucas Santos

    Cristiano Ronaldo tem um Veyron e um Chyron além de vários outros superesportivos. Neymar tem uma Huracan e uma Ferrari FF