Clique e assine por apenas 6,90/mês

Novo Chevrolet Tracker já é oferecido em loja entre R$ 57.000 e R$ 120.000

Revenda da GM já divulga variante PcD do SUV por R$ 56.870 com isenções, e versão de topo Premier a mais de R$ 119.000 com pintura metálica

Por Renan Bandeira - 12 mar 2020, 17h10
Leonardo Felix/Quatro Rodas

A Chevrolet tomou algumas medidas para que o Tracker não seja mais exibido até seu lançamento oficial, que acontecerá entre os dias 18 e 19 de março.

As concessionárias não mostram o veículo nem para potenciais clientes e também não dão nenhum tipo de especificação técnica.

No entanto, embora ainda tente manter o SUV em segredo, os valores das versões já foram divulgados pelo site de uma concessionária Chevrolet.

Vale lembrar que esses preços ainda não são os sugeridos oficialmente pela fábrica e podem (para não dizer devem), inclusive, conter ágio.

Continua após a publicidade

Conforme apurado por QUATRO RODAS há cerca de um mês, o preço máximo sugerido deve ficar na casa de R$ 113.600 já completo e com pintura metálica.

Reprodução/Internet

Como pode ser visto na imagem acima, os veículos não apresentam foto por conta da própria política da marca de não querer exibir mais detalhes do modelo até que ele seja apresentado oficialmente.

Seu preço mais baixo é R$ 91.250 na versão básica, sem nome, com pintura sólida, motor três-cilindros 1.0 turbo flex de 116 cv e 16,5 mkgf e câmbio manual de seis marchas.

O SUV deve ter uma variante dessa mesma versão com caixa automática, também de seis relações, porém ela não aparece na lista. Já a versão intermediária LT, também 1.0 turbo e com cor metálica, está sendo oferecida a R$ 106.990.

Continua após a publicidade

A variante LTZ já é equipada com o motor 1.2 turbo flex de 133 cv de potência e 21,5 kgfm de torque, também três-cilindros, e está catalogada a R$ 110.400.

Já a Premier, que será a topo de linha e também carrega o 1.2 turbo, já pode ser comprada entre R$ 110.400 e R$ 119.250 incluindo opcionais e pintura perolizada Branco Summit.

Ernesto Ardachnikoff Filho/Quatro Rodas

Versão PcD

Além disso, concessionárias também já divulgam o valor da versão PcD do Tracker já com descontos de IPI e ICMS. Se a etiqueta original ficará muito próxima ao teto de R$ 70.000, as isenções reduzem o valor para R$ 56.870.

No exterior, o veículo perde alguns detalhes cromados e adota um visual mais minimalista, porém, não se desfez das rodas de liga leve, que são de 16 polegadas. As cores disponíveis são: azul, branco, prata, preto e vermelho.

Continua após a publicidade
Novo Chevrolet Tracker para PcD Reprodução/Internet

O interior também é simples, mas a central multimídia MyLink segue equipando o modelo, que ainda conta com seis airbags, controle de tração e de estabilidade.

Nessa variante, o Tracker é equipado com o mesmo motor três-cilindros 1.0 turbo flex de 116 cv e 16,5 mkgf das versões de entrada, porém, possui câmbio automático de seis velocidades.

 

De acordo com os dados do Inmetro, esse conjunto motriz faz o modelo ser o mais econômico do segmento. Com etanol, o consumo urbano é de 8,2 km/l e o rodoviário é 9,6 km/l e na gasolina é de 11,9 km/l na cidade e 13,7 km/l na rodovia.

Publicidade