Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novo BMW M3 e Mini elétrico estão confirmados para o Brasil em 2021

Marca alemã ainda confirmou para Brasil o lançamento do M2 CS, série limitada a apenas 2.200 unidades para o mundo inteiro

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 26 nov 2020, 17h04 - Publicado em 26 nov 2020, 13h07
Divulgação/BMW

Um dos principais esportivos da BMW no mundo, o M3 terá sua nova geração vendida no Brasil em 2021. Ele, o limitadíssimo BMW M2 CS e o Mini SE, versão elétrica do compacto estão com lançamento no Brasil confirmado para 2021.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

A revelação foi feita por meio da plataforma digital Next Brasil, aberta ao público a partir de hoje. Por lá, a fabricante alemã também adianta planos de trazer ao Brasil o BMW iX e o futuro BMW i4, ambos elétricos. 

Divulgação/BMW

Apresentado há dois meses, o novo BMW M3 se destaca pelo visual mais agressivo que o do Série 3 convencional, principalmente por causa da enorme grade dianteira. Mas seu principal destaque é o motor seis cilindros 3.0 biturbo de nova geração com 480 cv e 51 kgfm de torque – a futura versão Competition terá 510 cv.

Divulgação/BMW

Para os puristas, há opção de câmbio manual de seis marchas e tração traseira. O Competition é que terá apenas câmbio automático de oito marchas e tração integral. A BMW não detalhou qual configuração será importada, nem confirmou data. Mas a expectativa é para o primeiro semestre de 2021.

Continua após a publicidade
BMW M2 CS Divulgação/BMW

O BMW M2 CS é praticamente uma série de despedida do cupê esportivo e terá um pequeno lote destinado ao Brasil. Isso porque sua produção foi limitada a 2.200 unidades. Posicionado acima do M2 Competition, usa o mesmo motor seis cilindros 3.0 biturbo dos antigos M3 e M4, com 450 cv e opção de câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem com sete – que o leva aos 100 km/h em 3,8 s.

  • A série limitada ainda tem ronco do escape ajustável, suspensão com controle eletrônico e partes da carroceria feitas de fibra de carbono reforçada com plástico como capô, teto e difusor traseiro.

    Mini SE Divulgação/Mini

    Da parte da Mini, que tende a migrar de vez para os carros elétricos, a novidade é seu primeiro carro elétrico. O Mini SE tem motor de 184 cv e 27,5 kgfm que o leva aos 100 km/h em 7,3 segundos. A bateria de 32,8 kWh garante autonomia para até 270 km. O visual se difere dos demais Mini Cooper por detalhes verdes, pela grade fechada e pelas rodas exclusivas.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade