Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

MotoGP: vitória dá título antecipado a Stoner

Casey Stoner vence em casa e conquista o bicampeonato da MotoGP a duas provas do final da temporada

Por Marcelo Brettas Atualizado em 9 nov 2016, 11h54 - Publicado em 16 out 2011, 12h07
O australiano Stoner liderou o primeiro treino

O título do piloto local Casey Stoner (Repsol Honda ) começou a se desenhar bem antes da largada para o GP da Austrália, em Phillip Island. No sábado ele cravou a pole, a 11ª nessa temporada e a quinta consecutiva, e durante o warmup o espanhol Jorge Lorenzo, da Yamaha, o único ainda com chances de batê-lo na briga pelo título, sofreu uma queda e decepou parte do dedo anelar. O dedo de Lorenzo já foi operado e reconstruído através de uma cirurgia plástica, mas ele dificilmente voltará a alinhar até o final da temporada.

Com isso, no dia em que completou 26 anos, o Stoner precisava apenas de uma sexta colocação para conquistar o título, mas acelerou forte e chegou à vitória superando Marco Simoncelli, da Gresini Honda, por mais de seis segundos e seu companheiro de equipe Andrea Dovizioso. Com o resultado, e com apenas 50 pontos em jogo nas duas etapas que restam, o australiano passou a somar 325 pontos no campeonato, 65 a mais que Lorenzo.

Outro piloto da Repsol Honda, Dani Pedrosa, que largara apenas na oitava colocação, fez uma boa corrida e depois de brigar intensamente por um lugar no pódio terminou em quarto. Ducati Team. Atrás do espanhol, em quinto, ficou Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3), seguido de Randy de Puniet (Pramac Racing Team) e de Nicky Hayden, da Ducati que, além de Capirossi, foi o único a ir às boxes já perto do final da corrida para trocar de moto em função da chuva. Em oitavo chegou Toni Elías (LCR Honda MotoGP), com Loris Capirossi (Pramac Racing Team) em nono e Karel Abraham (Cardion AB Motoracing) completando a lista dos dez primeiros apesar de queda sofrida a quatro voltas do fim.

Os dois pilotos da Yamaha Jorge Lorenzo e Ben Spies, além de Damian Cudlin, substituto de Héctor Barberá na Aspar Ducati sofreram quedas durante os treinos e nem alinharam as suas motos, enquanto vários outros foram ao chão em razão da forte chuva que caiu durante a corrida e não cruzaram a linha de chegada, entre eles: Valentino Rossi (Ducati Team), Álvaro Bautista (Rizla Suzuki MootGP), Cal Crutchlaw (Monster Yamaha Tech 3) e Hiroshi Aoyama (San Carlo Honda Gresini.)

Como em 2012 os motores de 800 cc da MotoGP serão substituídos por novos propulsores de 1000 cc, Casey Stoner entra para a história como o último piloto a vencer o título de MotoGP na era das 800cc.

Na Moto2, Alex de Angelis venceu o GP da Austrália pelo segundo ano consecutivo, depois de uma luta intensa com Stefan Bradl, que com o segundo lugar volta à liderança do Campeonato, superando por três pontos a Marc Marquéz (Team CatalunyaCaixa Repsol) que fez uma corrida brilhante para terminar em terceiro lugar depois de ter largado da 38ª e última posição do grid, em razão de uma penalização por ter se chocado com Ratthapark Wilairot (Thai Honda Singha-SAG) no final da primeira sessão de treinos livres de sexta-feira.

Depois de intensa disputa com Marquéz, Claudio Corti (Italtrans Racing) terminou na quarta posição, seguido por Pol Espargaró (HP Tuenti Speed Up), Kenan Sofuoglu (Technomag-CIP) em sexto, Scott Redding (Marc VDS Racing) em sétimo e Andrea Iannone (Speed Master) em oitavo. Mike di Meglio (Tech 3 Racing), que largou na primeira fila, e Yuki Takahashi (Gresini Racing) completaram o Top 10.

Na 125 cc, depois de um temporal que chegou a retardar a largada, o alemão Sandro Cortese (Intact Racing Team Germany) conquistou a sua segunda vitória da temporada, superando Luis Salom (RW Racing GP) e Johann Zarco (Avant-AirAsia-Ajo). A corrida foi interrompida três voltas antes do programado em função da queda de Niklas Ajo (TT Motion Events Racing) que precisou receber atendimento na pista.

Em quarto ficou Efrén Vázquez (Avant-AirAsia-Ajo), seguido por Alberto Moncayo (Team Andalucía Banca Cívica) e com NicoTerol na sexta posição, depois do espanhol ter feito uma bela corrida de recuperação,

mas que não impediu que a sua vantagem sobre Zarco no Mundial fosse reduzida para 22 pontos. Héctor Faubel (Bankia Aspar) terminou em sétimo, à frente de Maverick Viñales (Blusens by Paris Hilton Racing), Louis Rossi (Matteoni Racing) e Danny Webb (Mahindra Racing), que completaram o Top10.

Continua após a publicidade

Classificação final/ MotoGP – Phillip Island

1- Casey Stoner (AUS/Honda), 42min02s425


2- Marco Simoncelli (ITA/Gresini Honda), a 2s210


3- Andrea Dovizioso (ITA/Honda), a 2s454


4- Dani Pedrosa (ESP/Honda), a 13s160


5- Colin Edwards (EUA/Tech 3 Yamaha), a 30s886


6- Randy de Puniet (FRA/Pramac Ducati), a 48s800


7- Nicky Hayden (EUA/Ducati), a 1min16s314


8- Toni Elías (ESP/LCR Honda), a 1 volta


9- Loris Capirossi (ITA/Pramac Ducati), a 1 volta


10- Karel Abraham (TCH/Cardion Ducati), a 2 voltas

Continua após a publicidade

Publicidade