Clique e assine por apenas 8,90/mês

Mercedes lança Classe A Sedan no Brasil com motor “Renault”; veja preços

Inédito três-volumes compacto de luxo será vendido por enquanto em apenas duas versões, usando sempre propulsor 1.3 turbo

Por Leonardo Felix - Atualizado em 19 jul 2019, 09h48 - Publicado em 18 jul 2019, 15h54
Mercedes-Benz Classe A Sedan Divulgação/Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz anunciou nesta quinta-feira (18) os preços do Classe A Sedan no Brasil. O inédito três-volumes derivado do Classe A hatch será vendido em duas versões, a partir de R$ 139.990.

Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo do ano passado, o modelo vem importado do México e já está disponível nas concessionárias em duas versões: A 200 Sedan Style (R$ 139.990) e A 200 Sedan Advance (R$ 169.990).

Traseira do Classe A Sedan tem traços bastante curvilíneos, apesar do terceiro volume mais alto que o do CLA Divulgação/Mercedes-Benz

Entre elas, a principal diferença está no pacote de conectividade.

A configuração mais cara trará o pacote MBUX (Mercedes-Benz User Experience) completo, incluindo duas telas integradas de 10,25 polegadas e sistema de comando de voz que permite a motorista e passageiros “conversarem” com o veículo.

Continua após a publicidade
Painel do Classe A Sedan Advance, a versão mais cara Divulgação/Mercedes-Benz

Já a versão Style terá telas de 7 polegadas cada e função MBUX desprovida do comando de voz.

De resto, ambas oferecem de série sete airbags, projeção de celulares via Android Auto e Apple CarPlay, câmera de ré com linhas auxiliares dinâmicas, assistente de frenagem emergencial e rodas de liga leve aro 18 calçadas por pneus 225/45.

Painel do Classe A Sedan Style, a versão de entrada Divulgação/Mercedes-Benz

Chama a atenção o fato de a Mercedes ter optado – pelo menos por enquanto – trazer o Classe A Sedan com apenas uma opção de motor, o quatro-cilindros 1.3 turbo com injeção direta de 163 cv e 25,5 mkgf.

Dotado de um sistema automático de desativação de cilindros – em rotações mais baixas, dois dos cilindros são desativados, proporcionando uma maior eficiência em consumo de combustível.

Continua após a publicidade
Motor 1.3 turbo do Mercedes-Benz Classe A Sedan Divulgação/Mercedes-Benz

Trabalhará sempre em conjunto com câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

A maior curiosidade é que o propulsor, denominado M282, foi desenvolvido em parceria com a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Na marca francesa, a unidade recebe o nome TCe e é usada pelo Duster.

No Brasil, o SUV da companhia francesa receberá a novidade junto com outras profundas modificações em meados de 2020.

Segundo a filial brasileira da Mercedes-Benz, apesar de o projeto dos motores ter sido desenvolvido “em cooperação” entre as empresas, e de a Renault fornecer algumas partes do M282, os motores não podem ser considerados “iguais”, pois há diferenças de componentes.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com a fabricante, mesmo as peças fornecidas pela Renault para este propulsor “passaram pelos mais rigorosos testes de qualidade”, a fim de atender “ao alto padrão de qualidade exigido” pela Mercedes.

Com o motor M282, o Classe A Sedan vai de 0 a 100 km/h em 8,1 segundos, de acordo com a marca alemã, e alcança velocidade máxima eletronicamente controlada de 230 km/h.

Atualizado em 19//07/2019 às 09h47.

Publicidade