Clique e assine por apenas 8,90/mês

Latin NCAP: como se saíram os compactos vendidos no Brasil

Além de Sandero e Logan, que conquistaram apenas uma estrela, separamos outros sete modelos acessíveis já testados pela instituição de segurança

Por Gabriel Aguiar - 26 jun 2018, 13h58
Renault Kwid recebeu três estrelas do Latin NCAP
Com três estrelas no Latin NCAP, o Kwid se saiu melhor que a dupla Sandero e Logan Latin NCAP/Divulgação

O Latin NCAP divulgou os resultados da dupla Sandero e Logan nos testes de colisão – ambos com apenas uma estrela para adultos.

Com isso, os dois tiveram desempenho pior que do próprio Kwid, opção mais barata da marca, que conseguiu três estrelas na prova.

Vale lembrar que os critérios de avaliação ficaram mais rígidos em 2016, quando a instituição incluiu testes de impacto lateral.

Confira quais foram os resultados de alguns concorrentes da Renault – e outros modelos populares – segundo os novos protocolos.

Crash-test Chevrolet Onix e Prisma 2018
Após receber reforços, o Onix foi classificado com três estrelas Latin NCAP/Divulgação

Chevrolet Onix/Prisma – 3 estrelas adultos / 3 estrelas infantil

Em 2017, Onix e Prisma foram testados pelo Latin NCAP e receberam a pior classificação possível: nenhuma estrela para proteção de adultos.

Segundo o órgão, o assoalho sob os pés do motorista se abriu após o impacto frontal, apesar de a carroceria ser considerada estável.

Após receberem reforços, a dupla da GM foi testada novamente neste ano e, de acordo com o Latin NCAP, a nota subiu para três estrelas.

O Mobi foi classificado com apenas uma estrela no Latin NCAP Latin NCAP/Divulgação

Fiat Mobi – 1 estrela adulto / 2 estrelas infantil

Menor modelo fabricado pela Fiat no Brasil, o Mobi ofereceu proteção marginal para o peito do motorista na colisão frontal.

Entretanto, nas provas de impacto lateral, o hatch recebeu nota pobre para proteção do peito e fraca para proteção do abdome.

Vale lembrar que o modelo não possui itens como Isofix, controle de estabilidade, airbags laterais e aviso de cinto de segurança.

Continua após a publicidade
Sem barras de proteções para impactos laterais, o Ford Ka tirou nota zero Latin NCAP/Divulgação

Ford Ka/Ka Sedan – Zero estrela adultos / 3 estrelas infantil

Na prova de colisão frontal, a proteção para a cabeça do motorista foi avaliada apenas como adequada (segunda melhor nota).

Ainda assim, o Latin NCAP considerou a estrutura da cabine estável e ressaltou que não houve nenhum tipo de ruptura no impacto.

O problema é que, nas provas de colisão lateral, os modelos da Ford decepcionaram, já que não oferecerem barras de proteção.

Não bastasse a alta penetração da barreira móvel utilizada nos testes, a porta traseira abriu, expondo os passageiros a riscos.

Com desempenho ruim no impacto lateral, o 208 ganhou 2 estrelas Latin NCAP/Internet

Peugeot 208 – 2 estrelas adulto / 3 estrelas infantil

De acordo com o Latin NCAP, motorista e acompanhante ficaram bem protegidos no 208 durante os testes de impacto frontal.

Entretanto, a instituição alerta para a proteção marginal dos sistemas de retenção e perigo de impacto dos joelhos no painel.

Devido à falta das barras de proteção nas portas, as proteções para cabeça e peito receberam classificação fraca no impacto lateral.

Volkswagen Polo recebeu melhor nota possível nos testes do Latin NCAP Latin NCAP/Divulgação

Volkswagen Polo – 5 estrelas adulto / 5 estrelas infantil

Com boa proteção nos testes de impacto frontal e lateral, o hatch da Volkswagen conquistou a melhor nota possível no Latin NCAP.

Segundo o órgão, a classificação máxima de proteção só baixa para tíbia do acompanhante, além da tíbia e do peito do motorista.

Isso significa que, em todas as provas às quais foi submetido, o pior desempenho do Polo foi “adequado” (segunda melhor nota).

Continua após a publicidade
Publicidade