Fiat Mobi recebe uma estrela em teste de impacto

Hatch foi mal avaliado nos ensaios de colisão frontal e lateral. Proteção para crianças ganhou duas estrelas

A integridade do habitáculo no teste de impacto frontal foi avaliada como adequada

A integridade do habitáculo no teste de impacto frontal foi avaliada como adequada (Latin NCAP/)

O Latin NCAP divulgou nesta terça-feira, 1º de agosto, uma nova rodada de testes de impacto com modelos vendidos na América Latina. Desta vez, os modelos analisados foram a minivan Chevrolet N300, Kia Rio Sedan e Fiat Mobi.

O hatch é o único do trio vendido no Brasil, e obteve uma estrela na proteção para adultos e duas para crianças. O modelo também participou do teste de longa duração de QUATRO RODAS, apesar de quase ter se desmontado antes da hora.

O desempenho do Mobi no impacto lateral foi considerado ruim

O desempenho do Mobi no impacto lateral foi considerado ruim (Latin NCAP/Divulgação)

A avaliação do NCAP declarou como “boa” a proteção para a cabeça e pescoço dos passageiros dianteiros, mas o peito e joelhos do motorista receberam proteção “marginal”.

No impacto lateral a proteção para o peito do motorista foi considerada “pobre”, e a parte superior da porta traseira se abriu no impacto.

Van de origem chinesa da Chevrolet teve um desempenho péssimo no teste de impacto frontal

Van de origem chinesa da Chevrolet teve um desempenho péssimo no teste de impacto frontal (Latin NCAP/Divulgação)

De origem chinesa e sem airbags, o Chevrolet N300 zerou na proteção para adultos e ganhou uma estrela para crianças. Já o Kia Rio Sedan levou duas estrelas nas duas categorias, mesmo estando equipado com apenas um airbag e não contar com ESC e ABS.

O Kia Rio Sedan teve o desempenho menos pior da última rodada de testes do Latin NCAP

O Kia Rio Sedan teve o desempenho menos pior da última rodada de testes do Latin NCAP (Latin NCAP/Divulgação)

Em nota, Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP, afirmou que “os governos latino-americanos estão, ainda hoje, mais de 20 anos retrasados quanto às regulamentações europeias e estadunidenses a respeito da segurança dos veículos”, e o “lobby da indústria para adiar ou bloquear as regulações.”

Na rodada anterior, o Chevrolet Onix foi avaliado com nenhuma estrela.

No Brasil a exigência de ESC será obrigatória para carros novos (que não sejam novos modelos ou reestilizações) a partir de 2020 e, para todos os automóveis vendidos no país, em 2022.

Associações como a Proteste, no entanto, pediam que a obrigatoriedade fosse antecipada para o segundo semestre deste ano.

Após o teste, a FCA divulgou um posicionamento sobre o desempenho do Mobi:

“A Fiat Chrysler Automóveis informa que seus veículos comercializados no Brasil atendem todas as normas técnicas vigentes de segurança. Salienta, ainda, que apoia toda e qualquer iniciativa que sinalize trânsito e veículos mais seguros, a exemplo do primeiro automóvel brasileiro equipado com air bag  e do primeiro modelo 1.0 dotado de freios ABS, ambos produzidos e comercializados pela empresa.”

Veja como foi o teste do Fiat Mobi:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Sergio Augusto

    Essa latiu capim, tem que começar primeiro, fabricar bicicletas para depois testar carros !!!