Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Jeep Commander Longitude tem sete lugares pelo mesmo preço do Compass

Longitude é mais acessível e perde em conteúdo, porém leva até sete pessoas e é mais barata que as versões topo de linha do Jeep Compass

Por João Vitor Ferreira
Atualizado em 19 dez 2023, 18h04 - Publicado em 19 dez 2023, 17h01

O Jeep Commander foi o favorito entre os consumidores na categoria de SUVs grandes da pesquisa Os Eleitos 2023. Embora não tenha tido muitos concorrentes, o modelo de sete lugares fez por merecer e mostra que é competitivo desde sua versão de entrada, a Longitude.

Lançado em junho deste ano, quase dois anos após a estreia do Commander, a versão Longitude, é exclusivamente equipada com o motor 1.3 turbo de até 185 cv e câmbio automático de seis marchas com tração 4X2. Enquanto isso, as versões acima, também tem como opção a tração 4X4, tanto com o motor a gasolina, quanto com o 2.0 a diesel.

O bom é que mesmo maior, o conjunto mecânico consegue, praticamente, o mesmo desempenho do que quando equipado no Jeep Compass. Em nossa pista, o Commander 1.3 fez de 0 a 100 km/h em 10,4 s, apenas 0,1 s mais lento que o irmão menor.

Commander Longitude
(Divulgação/Jeep)

Já no consumo, as diferenças também não são gritantes, inclusive o Commander foi mais econômico que o Compass na estrada. O sete lugares teve médias 9,2 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada, enquanto o SUV médio fez 9,3 km/l e 13 km/l, na cidade e na estrada, respectivamente.

A mecânica foi só um dos motivos que fizeram os consumidores escolherem o Commander como campeão de sua categoria, o outro foi seu espaço e conforto. O SUV consegue acomodar bem pessoas adultas no banco traseiro, mas a terceira fileira é um tanto apertada, sendo mais indicada para as crianças. Já o porta-malas tem 233 litros quando todos os bancos estão armados, mas basta rebater a terceira fila para o volume subir para 661 litros, podendo chegar ao máximo de 1.760 litros, quando as duas fileiras estiverem abaixadas.

Commander Longitude
(Divulgação/Jeep)

Mesmo custando cerca de R$ 20.000 a menos que a versão imediatamente superior, o Commander de entrada não deixa a desejar e traz itens como quadro de instrumentos digital de 10,25” e central multimídia com tela de 10,1” Full HD com Apple Carplay e Android Auto sem fio, assentos dianteiros com ajustes elétricos, faróis full led, retrovisores externos elétricos e seis airbags.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

Porém, ele fica devendo quando o assunto são os assistentes de condução. Não há ​​piloto automático adaptativo, assistente de mudança de faixa, frenagem autônoma de emergência, alerta de colisão e leitura de placas de trânsito. O Commander básico também perde o airbag de joelhos das versões mais caras.

Commander Longitude
(Divulgação/Jeep)

Mas é o que pode-se esperar, já que o Commander Limited é exatamente R$ 19.600 mais barato que a Limited, logo acima e que já traz todas as tecnologias semiautônomas, saindo por R$ R$ 234.590. Essa versão se torna vantajosa inclusive em relação ao irmão menor que na versão topo de linha com o motor 1.3 turbo, a Série S, custa mais de R$ 10.000 mais caro, saindo por R$ 243.390. A questão fica ainda mais critica pro Compass se levarmos em consideração o preço que essa versão tem sido vendida no mercado. O desconto chega a mais de R$ 16.200 para essa versão do Commander em promoção por R$ 218.390.

commander longitude
(Reprodução/Internet)

Mas o problema é quando olha-se para os rivais, já que o Caoa Chery Tiggo 8 custa ​​R$ 239.990, e tem como atrativo mais equipamentos e um trem de força híbrido, ajudando a ser mais (bem) mais econômico que o SUV da Jeep.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.