Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Hyundai quer reduzir linha de modelos à combustão para focar nos elétricos

O plano da empresa seria redirecionar os investimentos para o desenvolvimento de motores elétricos, baterias e células de hidrogênio

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 28 Maio 2021, 13h22 - Publicado em 28 Maio 2021, 08h00
Ioniq 5 SUV eletrico da hyundai
Se os depoimentos das fontes se confirmarem, mais modelos podem se juntar ao SUV Ioniq 5 Divulgação/Hyundai

A Hyundai se juntou ao clube das fabricantes que estão abandonando os motores de combustão interna. Mais do que isso, segundo a agência Reuters, a marca estaria planejando para breve cortes nos modelos a combustão para liberar fundos, permitindo assim investir no desenvolvimento de motores elétricos, baterias e células de hidrogênio.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Com isso, o grupo Hyundai, que engloba também a Gênesis e a Kia, pretende reduzir pela metade o número de modelos movidos a combustíveis fósseis. De acordo com uma das fontes da agência de notícias, a estratégia foi aprovada em maio pela administração da empresa.

Hyundai Ioniq 5
Divulgação/Hyundai

Até 2025, o objetivo da coreana é vender cerca de um milhão de veículos elétricos por ano para obter 10% de participação no mercado global de elétricos. Já para 2040, a meta é a eletrificação completa de sua frota. A Hyundai não tem (e nunca teve) carros híbridos ou elétricos sendo vendidos no Brasil.

  • Há pouco tempo, a Hyundai já havia informado uma redução, de 21 para 14, no número de modelos a combustão vendidos na China até o final deste ano. O país asiático, assim como a Europa, estão aumentando a rigidez das suas leis quanto à emissão de gases poluentes por automóveis, o que está levando os grandes grupos automotivos a aumentarem os investimentos em soluções sustentáveis.

    Hyundai HB20 Sense 2022 (1)
    Hyundai HB20 foi desenvolvido para o Brasil e não existe, até onde se sabe, planos para ele ser eletrificado Divulgação/Hyundai

    Segundo a Reuters, a empresa vai concluir a elaboração da sua estratégia de eletrificação nos próximos seis meses.

    Montadoras como GM, Jaguar e marcas do grupo VW, como Audi, Porsche e Lamborghini, já anunciaram planos semelhantes de eletrificação. Volvo e a divisão europeia da Ford disseram que vão acabar com os motores à combustão até 2030. O CEO da Stellantis já anunciou que pretende ter apenas veículos híbridos e elétricos até 2025.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa Quatro Rodas 745 maio 2021
    Arte/Quatro Rodas

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade