Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Honda Civic Type R perde até ar-condicionado para recorde em Nürburgring

Em discreta nota de rodapé, fabricante revela que o recorde, na verdade, é de uma misteriosa versão pelada, com modificações essenciais para obter sucesso

Por Eduardo Passos
Atualizado em 20 abr 2023, 19h18 - Publicado em 20 abr 2023, 19h15

Depois de Suzuka, o novo Honda Civic Type R segue batendo recordes. A variante esportiva do sedã chega em breve ao Brasil e, antes disso, conquistou uma marca de prestígio: o melhor tempo de todos em Nürburgring entre os carros de tração dianteira com produção em série.

No Inferno Verde, o novo Type R cravou uma volta de 7min44s881, superando os 7min45s389 marcados pelo Renault Mégane RS Trophy-R em 2019, já no traçado revisado de 20,8 km (200 m a mais do que antes). Mas há um pequeno detalhes aí.

No comunicado de imprensa da Honda europeia, há uma discreta nota de rodapé (inexistente no comunicado brasileiro e norte-americano) que destaca: o recorde é do Civic Type R S, e a letra extra aqui não é mero acaso. A versão misteriosa conta com algo imprescindível para a quebra do recorde, intencionalmente omitido em diversas peças de comunicação da fabricante.

Versão das fotos é, na verdade, o Type R S, de produção limitadíssima e exclusiva da Europa
Versão das fotos é, na verdade, o Type R S, de produção limitadíssima e exclusiva da Europa (Divulgação/Honda)

O site Carscoops entrou em contato com a Honda europeia, conseguindo decifrar as diferenças dessa versão. No Type R S, o foco é total na economia de peso, e até o GPS da central multimídia foi retirado na “dieta”.

Tempo do Type R S tirou o recorde das mãos do Renault Mégane
Tempo do Type R S tirou o recorde das mãos do Renault Mégane (Divulgação/Honda)

Entre outros itens removidos para torná-lo mais leve, o sedã perdeu ar-condicionado, divisória interna do porta-malas, sensores de estacionamento e ganchos de fixação de redes de carga. A Honda também removeu retrovisores elétricos e eletrocrômicos, luzes de cortesia e funções de aquecimento dos vidros.

Com tantas renúncias, estima-se que o Type R S seja até cerca de 45 kg mais leve do que a versão normal do esportivo. Além disso, o carro utilizado traz uma versão mais forte do motor 2.0 turbo, com 330 cv, exclusiva da Europa — nos EUA, o 2.0 rende apenas 319 cv. No Brasil, também poderá ser mais fraco.

Pela câmera onboard é difícil notar as modificações, quase todas em componentes escondidos
Pela câmera onboard é difícil notar as modificações, quase todas em componentes escondidos (Divulgação/Honda)

O “jeitinho” da Honda também se fez presente no jogo de pneus; papel ocupado pelos prestigiados Michelin Pilot Sport Cup 2 Connect, próprios para as pistas mas de uso legal em vias públicas. Eles não vêm de fábrica e, para obtê-los, é necessário um contato com concessionários da Ásia. Na teoria, se encaixam nas regras.

Escapamento triplo central recomenda cautela a quem for ultrapassar
Brasil terá apenas a versão Type R “convencional” à venda (Divulgação/Quatro Rodas)

A mais importante das regras, claro, é que o carro detentor do recorde seja produzido em série. O Honda Civic Type R S de fato será, mas limitado a um número desconhecido de poucas unidades, provavelmente exclusivas da Europa. Se essa produção ocorrerá somente para manter o recorde vivo, talvez nunca saibamos com plena certeza.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.