Gol e Voyage perdem versões após chegadas de Polo e Virtus

Volkswagen segue realizando mudanças na gama e tira de linha as opções mais caras dos veteranos

O Gol foi mais um modelo da Volkswagen que perdeu versões após os últimos lançamentos

O Gol foi mais um modelo da Volkswagen que perdeu versões após os últimos lançamentos (Divulgação/Volkswagen)

A Volkswagen segue reposicionando os seus modelos mais antigos após as chegadas dos lançamentos. Desta vez, a marca deixou de oferecer as versões mais caras do Gol e do Voyage.

O motivo são os novos Polo e Virtus, que passaram a ter preços próximos aos veteranos. O hatch, após receber o primeiro aumento desde o lançamento, é oferecido entre R$ 49.990 e R$ 71.760.

Virtus Highline TSI Além do Polo, o Virtus foi mais um lançamento da marca no país

Além do Polo, o Virtus foi mais um lançamento da marca no país (Divulgação/Volkswagen)

Já o sedã, mais caro, custa desde R$ 59.990 até R$ 79.990. Por quase R$ 80 mil na topo de linha, o Virtus também foi responsável pela morte do Jetta Trendline, o último sedã médio com motor turbo e câmbio manual no Brasil.

O Gol, líder de vendas no Brasil por 27 anos, perdeu as configurações Comfortline 1.6 (R$ 52.060) e Comfortline 1.6 I-Motion (R$ 55.460).

Com as mudanças, o hatch passa a ser vendido nas opções Trendline com motor 1.0 de 82/75 cv (R$ 43.840) e com motor 1.6 104/101 cv (R$ 49.350), além da versão Track (R$ 46.490) com o mesmo 1.0.

VW Voyage Comfortline 1.0 O Voyage disputará clientes com o recém-lançado Virtus

O Voyage disputará clientes com o recém-lançado Virtus (Marco de Bari/Quatro Rodas)

No Voyage, a Volkswagen tirou de linha as versões Highline 1.6 (R$ 59.350) e Highline 1.6 I-Motion (R$ 62.750).

O sedã ainda é oferecido nas versões Trendline 1.0 (R$ 51.200) e (R$ 54.690) e a Comfortline 1.0 (R$ 54.190), 1.6 (R$ 56.300) e 1.6 automatizada (R$ 59.700).

Apesar de ainda oferecer no Voyage 1.6 Comfortline, as saídas das opções com câmbio automatizado, indicam que, em breve, os dois modelos passarão a contar com o câmbio automático convencional Aisin de seis marchas. Sendo assim, apenas o Up! continuará com transmissão automatizada na VW.

No último ano, o Fox também tinha sido reposicionado e o CrossFox saiu de linha para a chegada do Polo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Diego Ferreira De Souza

    Realmente não justificaria ter carros com projetos antigos custando quase o mesmo que os novos. Atitude sensata para evitar o canibalismo.