Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ford Bronco está de volta com motores turbo para destronar o Jeep Wrangler

Jipão da Ford retorna após 24 anos com inédita versão quatro portas, duas opções de motores turbo e repleto de tecnologias para o off-road

Por Daniel Telles - Atualizado em 14 jul 2020, 14h52 - Publicado em 14 jul 2020, 14h51

 

Versão quatro portas é inédita Divulgação/Ford

Um dos mais icônicos nomes do categoria off-road está de volta: o Ford Bronco.

O clássico jipão norte-americano foi oficialmente relançado 24 anos depois e pela primeira vez aparece em uma configuração com quatro portas, além da tradicional de duas.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

De acordo com a Ford, o modelo foi projetado para o desempenho e não para a estética e, de certa forma, seus atributos confirmam tal tentativa: o Bronco 2021 tem a maior distância em relação ao solo da categoria (29,4 cm) e a melhor capacidade de submersão (85,1 cm).

Duas configurações lado a lado. Bronco chega aos EUA em 2021 Divulgação/Ford

Na parte mecânica, o Bronco chega com duas opções de motores: o quatro cilindros 2.3 turbo com 270 cv e 42,8 kgfm e o V6 2.7 turbo, de 310 cv e 55,2 kgfm.

Entre as opções de câmbio, está uma inédita caixa manual de sete velocidades (sendo a primeira crawler, extremamente reduzida para garantir força) que virá acoplada apenas ao propulsor quatro-cilindros, e outra automática de dez velocidades.

Opção duas portas tem capota rígida removível Divulgação/Ford

Haverá também duas opções de tração 4×4: de série, uma caixa eletrônica do tipo Shift On The Fly, que permite acionamento em movimento, e como opcional uma caixa de transferência eletromecânica de duas velocidades e acoplamento da tração 4×4.

Para facilitar ainda mais a vida dos trilheiros, a Ford disponibilizou uma série de tecnologias inéditas no carro, tais como o chamado Trail Control, uma espécie de piloto automático em baixas velocidades para terrenos fora de estrada.

Continua após a publicidade
Capota da configuração maior pode ser flexível ou rígida Divulgação/Ford

Há ainda um Assistente de Curva em Trilha, que diminui o raio da curva no traçado com a ajuda de um aumento na vetorização do torque (uma das vantagens da caixa de transferência de duas velocidades), e o sistema Trail One-Pedal Drive (direção em trilha com apenas um pedal), que facilita a vida do motorista em terrenos com muitas pedras.

Tanto a configuração de quatro, quanto a de duas portas terão sistema de remoção das portas que promete ser mais simples que a do principal rival, o Jeep Wrangler.

Divulgação/Ford

Na especificação mais ampla, as quatro portinholas são armazenadas em bolsas especiais atrás dos bancos traseiros.

Além das portas, o teto também é removível em ambas as versões. Na mais enxuta, o material é rígido e dividido em três partes que, segundo a Ford, são removidos facilmente por apenas uma pessoa ao desbloquear as travas no interior do carro.

Já a inédita versão quatro portas terá capota flexível com quatro divisórias como item de série. Mas haverá, também, versão opcional com teto rígido.

Portas são armazenadas em bolsas especiais no porta-malas Divulgação/Ford

A cabine, além de tecnológica, com central multimídia SYNC4 de 8 polegadas (e de 12″ como opcional) e câmera 360º para manobras, ainda é inteira pensada para resistir às variadas condições climáticas.

O estofamento e os botões do painel, por exemplo, são à prova d’água e o piso é emborrachado e conta com tampões para drenagem – como o novo Land Rover Defender.

Tela de 12 polegadas é opcional Divulgação/Ford

O novo Ford Bronco começará a ser vendido nos EUA em 2021 e parte dos US$ 30.000 (R$ 162.600). As chances de o modelo vir para o Brasil existem, mas o preço deve beirar os R$ 400.000 pedidos em um Wrangler.

Mas poderemos nos contentar com uma versão mais “light”, o SUV Ford Bronco Sport, que deve chegar no ano que vem, importado do México, para competir com as versões mais caras do Jeep Compass.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade