Clique e assine por apenas 8,90/mês

Flagra: JAC T60, SUV chinês rival do Compass, será elétrico ou a gasolina

Modelo será lançado no fim deste ano para substituir o T6; configuração a gasolina terá motor turbo de 150 cv e câmbio CVT

Por Leonardo Felix - Atualizado em 17 jul 2019, 16h09 - Publicado em 17 jul 2019, 16h07
JAC T60 tem porte similar ao do Jeep Compass Allyne Antoni/Quatro Rodas

Vivendo uma situação delicada no Brasil, a JAC vai apostar pesado na renovação e na eletrificação de seu portfólio, a fim de garantir sobrevida no país. Um dos modelos a serem apresentados ainda este ano será o SUV intermediário T60.

Inicialmente ele chegaria às ruas apenas em 2020, mas o grupo SHC, representante da marca no país, corre para tentar antecipar o lançamento para o último trimestre deste ano, mais precisamente em dezembro.

O objetivo: tentar surfar a onda de sucesso do Jeep Compass, com preços entre R$ 100 mil e R$ 140 mil.

QUATRO RODAS vem recebendo vários flagras de um protótipo desse modelo rodando nas ruas de São Paulo (SP), sem qualquer tipo de camuflagem.

Continua após a publicidade

Com 4,41 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,66 m de altura e 2,62 m de entre-eixos, o T60 chegará para substituir o atual T6.

Modelo é uma das grandes esperanças de recrudescimento da JAC Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Mas não pode ser considerado uma nova geração, visto que na China ele é vendido como Refine S4, abaixo do Refine S5 (o nosso atual T6).

A configuração flagrada é a que utiliza motor a combustão, mais precisamente a gasolina. Trata-se de um 1.5 quatro-cilindros turbo com injeção indireta de 150 cv e 21,4 mkgf, aliado a câmbio CVT.

Também haverá uma versão elétrica, batizada como iEV60, que será apresentada em setembro junto de outros três modelos movidos a eletricidade: o subcompacto iEV20, o SUV pequeno iEV40 e uma picape média. Atualmente a marca já faz a pré-venda de um caminhão elétrico no país.

Continua após a publicidade

Entretanto, a entrega às lojas deve ocorrer também no fim do ano, junto com o T60 convencional. Dados de desempenho e autonomia ainda não foram definidos.

Em qualquer uma das versões, o SUV médio deve trazer de série suspensões McPherson e por eixo de torção, freios a disco nas quatro rodas – estas de liga leve aro 17 -, freio de estacionamento elétrico, controles de estabilidade e tração e chave com sensor presencial.

Publicidade