JAC traz ao Brasil caminhão elétrico com mais torque que motor V12 biturbo

Veículo com foco em entregas urbanas está em regime de pré-venda por R$ 259.900

Segundo a JAC, o iET 1200 é capaz de recarregar suas baterias em modo rápido em 2 horas

Segundo a JAC, o iET 1200 é capaz de recarregar suas baterias em modo rápido em 2 horas (Divulgação/JAC)

A ofensiva elétrica da JAC do Brasil anunciada pelo seu presidente, Sérgio Habib, à imprensa brasileira em Xangai já começou.

Além do iEV40, que segue em pré-venda por R$ 153.990, a marca começou a oferecer em seus concessionários o caminhão elétrico iET 1200, por R$ 259.900. O utilitário tem PBT de 5,8 toneladas e exige CNH de categoria C.

Seu motor elétrico de 177 cv e 122,4 mkgf é inferior ao usado no protótipo do Volkswagen E-Delivery, mas o caminhão da JAC se diferencia por ser menor e já estar sendo produzido em série.

O torque de 1200 Nm, aliás, dá o nome ao modelo e também é um dos diferenciais esse tipo de veículo em relação aos convencionais a diesel e supera de longe a maioria dos modelos a gasolina.

O Mercedes-AMG S65 L V12 biturbo, por exemplo, tem “só” 102 mkgf.

O E-Delivery foi derivado do Delivery que a VW lançou em 2018.

O E-Delivery foi derivado do Delivery que a VW lançou em 2018. (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O Volkswagen Delivery 6.160, que tem o mesmo PBT do iET 1200, tem 43,8 mkgf e câmbio manual de seis marchas, outro dificultador para o trânsito urbano.

Autonomia restrita

Segundo a JAC, o alcance do iET 1200 é de 200 km, suficiente apenas para entregas urbanas. No entanto, a marca não revelou uma informação crucial para o segmento: a capacidade de carga.

Uma versão de menor potência (82 cv) do caminhão na China consegue levar modestas 2,6 toneladas. Como referência, o mesmo Delivery 6.160 usado como referência anteriormente leva quase 3,5 toneladas.

A marca também afirma que a recarga lenta (em tomada de 220 V) em 17 horas. Em modo rápido, que requer tensão de 380V, esse valor cai para 2 horas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Jonatas Pietrochinski

    Muito interessante, em breve teremos cidades menos poluídas. Acho importante mencionar no artigo a conversão das unidades de torque: 1 m.kgf = 9,81N.m