Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Flagra: Caoa Chery Tiggo 3x faz últimos testes e já tem data de lançamento

Novo SUV compacto da Caoa Chery revela estética mais ousada e, flagrado, confirma que a produção nacional já ocorre

Por Eduardo Passos Atualizado em 7 Maio 2021, 15h25 - Publicado em 7 Maio 2021, 15h24
Flagra Tiggo 3x frente
Ao contrário do teaser já divulgado, nova grade do flagra aparece inteiramente preta Mario Vieira/Quatro Rodas

Falta tão pouco para o lançamento do Caoa Chery Tiggo 3x no Brasil que o modelo já se sente em casa. Em testes públicos, o SUV compacto foi flagrado por QUATRO RODAS e, graças ao pouco disfarce, revelou mais detalhes estéticos e mecânicos.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

As fotos foram tiradas por Mario Vieira na cidade paulista de Taubaté e, conforme escrito no adesivo do vidro traseiro, reforçam que a fabricação nacional do carro já está acontecendo.

O novo Tiggo foi lançado em 2020 na China e, de fato, corresponde a algo como uma segunda geração do Chery Tiggo 2, mas sem mudar de plataforma. A renovação, entretanto, foi tão grande que o ‘novo’ Tiggo 2 subiu de nível e virou Tiggo 3x, a fim de valorizar seus incrementos e evitar confusões.

  • Isso porque a Caoa Chery já afirmou que o atual modelo, impulsionado pelo 1.5 de 115 cv e 14,9 kgfm, seguirá à venda, coexistindo com seu sucessor no mercado nacional. 

    Leds trazem elegância às lanternas. Escapes decorativos podem soar exagerados a alguns
    Leds trazem elegância às lanternas. Escapes decorativos podem soar exagerados a alguns Mario Vieira/Quatro Rodas

    O rebatismo serve para diferenciá-los e, ao mesmo, reforçar a ideia de superioridade do 3x, que oferece motor três-cilindros 1.0 turboflex com mais de 120 cv e 17 kgfm de torque. A transmissão também evoluiu, trocando o arcaico câmbio automático de quatro velocidades (ou manual de cinco) pelo mesmo câmbio CVT do Arrizo 6, com nove marchas simuladas.

    Por fora o Tiggo 3x nacional é bem fiel à versão chinesa, mas há diferenças como a régua que liga as lanternas e que, originalmente cromada, vem pintada em preto brilhante da fábrica de Jacareí. Poucos detalhes do SUV paulista foram oficialmente revelados, mas já é possível notar que os tons escuros estão aplicados às rodas e à ampla grade frontal, que também será oferecida em outras cores.

    Como a nova grelha é bem maior, os faróis tradicionais acabaram substituídos por elegantes filetes em led, ocultados pelo disfarce. Ao mesmo tempo, o novo para-choques traz duas peças luminosas de cada lado, servindo como farol de neblina e seta, respectivamente.

    Continua após a publicidade
    A Chery chama essa nova identidade do Tiggo 3x de "Life In Motion 3.0"
    A Chery chama essa nova identidade do Tiggo 3x de “Life In Motion 3.0” Divulgação/Chery

    Atrás, as luzes de freio também são em led, com formato bem destacado na imagem. É possível notar, ainda, os escapes decorativos, sensores de estacionamento e regiões censuradas que trarão o batismo do carro.

    Por dentro, o Caoa Chery Tiggo 3x aspira modernidade e atenção aos detalhes, trazendo painel de instrumentos digital, display multimídia amplo, partida via botão e borboletas para troca das marchas simuladas, entre outros aspectos. 

    Isso, todavia, não passa de obrigação a quem almeja competir contra o tecnológico Progetto 363 que, se não está em outro patamar estético, ao menos aproveita a guinada nerd da Fiat para oferecer amplos serviços de conectividade.

    A chegada do Caoa Chery Tiggo 3x é iminente. Seu lançamento está programado para 31 de maio. E a marca já arrumou a casa para sua chegada.

    O Chery Tiggo 8 Plus chinês
    O Chery Tiggo 8 Plus também chegará em breve ao mercado nacional Divulgação/Chery

    Houve reajuste em toda a linha da marca, com redução da gama de versões do Arrizo 5 de três para uma opção e corte da versão de entrada do Tiggo 5X, que agora parte dos R$ 121.990 na versão TXS.

    “Irmão do meio”, o Tiggo 3x deverá partir dos R$ 95.000, com versões de topo superando os R$ 115.000. Ao mesmo tempo, o Tiggo 2 de entrada custa R$ 77.090 (manual) enquanto o mais caro custa R$ 91.000.

    As novidades não param nos utilitários, já que o ‘maioral’ Tiggo 8 Plus também será lançado em breve, com seus testes ocorrendo ao redor do Brasil.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa Quatro Rodas Abril
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade