Evoque e Audi A3 perdem equipamentos no Brasil

Com pouca procura, alguns opcionais sofisticados – e caros – deixam de ser oferecidos no Brasil

Range Rover Evoque O Range Rover Evoque tinha ACC como opcional até a linha 2015

O Range Rover Evoque tinha ACC como opcional até a linha 2015 (acervo/Quatro Rodas)

A função do controle de cruzeiro adaptativo (também conhecido como ACC) é nobre. Também conhecido como “piloto automático”, o recurso é bem prático.

Além de manter a velocidade selecionada pelo motorista, é capaz de se adaptar à velocidade do veículo à frente no trânsito e pode até fazer frenagens, tudo sem intervenção do motorista.

Usando radares, infravermelho, sensores a laser e até um complexo sistema estéreo de câmeras, freia e acelera sozinho. Ao motorista, basta controlar o volante.

Tanta praticidade, porém, vem acompanhada de um custo adicional. E, mesmo quem está disposto a pagar preços de seis dígitos pelos carrões mais modernos (e caros) do mundo, a tecnologia não anda fazendo sucesso por aqui.

Ou seja, nem o brasileiro endinheirado está disposto a pagar para ter.

O Range Rover Evoque tinha  ACC (Adaptative Cruise Control) em sua lista de opcionais até a linha 2015.

Depois, de acordo com a Land Rover, houve “um realinhamento das ofertas de opcionais de acordo com os novos desejos do consumidor e este deixou de ser um opcional ofertado”, conforme comunicado oficial.

Outra forma de ler essa declaração é: o ACC não é muito requisitado pelo comprador brasileiro.

A Audi, aliás, utiliza essa justificativa para ter retirado o equipamento da lista de opcionais do A3 Sedan na linha 2017.

audi A3 Sedan 2.0 Segundo a Audi o ACC não era um opcional muito requisitado pelos brasileiros

Segundo a Audi o ACC não era um opcional muito requisitado pelos brasileiros (Divulgação/Quatro Rodas)

O ACC fazia parte do pacote Assistance Plus, disponível para a versão Ambition 2.0, e que incluía ainda farol alto automático, Park Assist e partida sem chave por R$ 15.000.

O Park Assist não foi vitimado apenas no sedã da Audi. O equipamento calcula o tamanho da vaga e move o volante por conta própria em balizas, enquanto o motorista comanda acelerador, freio e câmbio.

No Jeep Renegade, a baixa demanda pelo opcional fez com que fosse tirado do catálogo antes do lançamento do segundo ano/modelo, em 2016. Depois passou a ser ofertado no Jeep Compass como parte do Pack High Tech, de R$ 11.000.

As marcas alegam que o ACC onera os pacotes intermediários (e mais vendidos), mas pesquisas sugerem que os clientes não utilizam o recurso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s