Comparativo: BMW 330i e Mercedes C 300 andam juntos até demais

A cada nova geração, os velhos conhecidos se encontram para medir forças. Qual dos dois alemães venceu o confronto desta vez?

Classe C e Série 3 são expressões dos distintos DNAs de suas marcas

Classe C e Série 3 são expressões dos distintos DNAs de suas marcas (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Existe um significado para o verbo concorrer que é diferente de disputar, rivalizar.

Concorrer também pode significar contribuir, cooperar, correr junto. Ao comparar os concorrentes BMW 330i M Sport e Mercedes C 300 Sport, fica claro que as duas marcas mais se ajudam do que brigam na conquista dos clientes.

Fazendo um retrospecto dos comparativos entre Série 3 e Classe C realizados por QUATRO RODAS, a conclusão que se chega é de que a evolução de um estimula o aperfeiçoamento do outro.

Já reparou que os lançamentos das novas gerações desses modelos acontecem de forma intercalada?

O C 300 nasceu em 2014 e foi reestilizado em 2018

O C 300 nasceu em 2014 e foi reestilizado em 2018 (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Uma chega sempre quando a outra está no meio do ciclo de vida, como se as marcas aguardassem para ver o que a concorrente fez para superá-la na fase seguinte.

No meio do ciclo de vida, os modelos sempre recebem uma atualização, apenas para não deixar o parceiro sem resposta. Mas, no final das contas, os dois avançam como em uma corrida de revezamento.

Atualmente, o BMW é o recém-lançado da vez. O novo Série 3 foi apresentado no final de 2018, enquanto o Classe C é de 2014 e recebeu uma atualização em 2018.

Na sua sétima geração, 330i traz design todo novo

Na sua sétima geração, 330i traz design todo novo (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Essa diferença de ciclo de vida, de cara, pesa a favor do 330i, que chega com o visual atualizado tanto em relação ao C 300 quanto no que se refere às tendências de estilo da indústria.

O Classe C, por sua vez, já não conversa com outros modelos da própria linha Mercedes, como o Classe A, por exemplo, que chegou recentemente com linhas mais retas, faróis menores e painel high-tech, com tela única que mais se parece com um grande tablet horizontal e funciona como interface carro-motorista.

Motores dos sedãs é 2.0 turbo de 258 cv, mas o BMW tem mais torque

Motores dos sedãs é 2.0 turbo de 258 cv, mas o BMW tem mais torque (Arte/Quatro Rodas)

No que diz respeito à motorização, existe grande equilíbrio de forças entre os dois sedãs. O Série 3 tem motor 2.0 turbo com 258 cv e 40,8 mkgf e o Classe C tem motor 2.0 turbo com exatamente a mesma potência de 258 cv e 37,7 mkgf de torque.

Os dois trazem câmbio automático. No BMW, o sistema é de oito marchas; no Mercedes, é de nove marchas. A tração é sempre traseira.

Na pista de testes, como era de se esperar, os dois andaram juntos. Nas provas de aceleração de 0 a 100 km/h, os tempos foram de 6,3 segundos (330i) e 6,5 segundos (Classe C).

Nas retomadas de 60 a 100 km/h, o BMW fez 3,2 segundos e o Mercedes, 3,1 segundos. Na hora de parar, vindo a 80 km/h, os espaços foram respectivamente: 24,8 metros e 24,6 metros.

No consumo, enquanto o 330i ficou com as médias de 10,3 km/l na cidade e 15,5 km/l na estrada; o C 300 obteve 10,2 km/l e 15,8 km/l respectivamente.

C 300 traz a alavanca do câmbio junto ao volante, ar-condicionado bizona, bancos de couro

C 300 traz a alavanca do câmbio junto ao volante, ar-condicionado bizona, bancos de couro (Arte/Quatro Rodas)

Ao volante, a maior diferença entre os sedãs está no comportamento dinâmico, característica fortemente ligada ao DNA de cada marca.

Dirigindo os sedãs em dias diferentes, a impressão é de que os dois podem rodar com conforto e esportividade, dependendo do modo de condução escolhido pelo motorista. Foi assim que descrevemos os modelos em testes separados.

Agora, lado a lado, fica claro que o 330i tem um lado esportivo mais desenvolvido, enquanto o C 300 cultiva o conforto com mais atenção.

O BMW oferece quatro modos de condução: Comfort, Sport, Sport Plus e Eco Pro. E o Mercedes traz cinco: Comfort, Sport, Sport Plus, Eco e Individual (que permite combinar características diferentes para cada sistema como, por exemplo, Comfort para o motor e Sport para a direção).

330i tem volante no console, ar-condicionado de três zonas, bancos de couro

330i tem volante no console, ar-condicionado de três zonas, bancos de couro (Arte/Quatro Rodas)

Mas, no modo Comfort, o BMW transmite tantas sensações ao motorista quanto o Mercedes na configuração Sport. Cabe ao comprador de sedãs decidir com qual dos DNAs ele se identifica mais.

Comparando-se as dimensões externas, o 330i tem porte maior que o do C 300 (segredeiros de plantão informam que o novo Classe C, esperado para 2021, ficará maior).

O BMW é 23 mm mais longo e 17 mm mais largo. O Classe C supera o Série3 em 12 mm na altura. Na distância entre-eixos, que tem relação direta com o espaço da cabine, o BMW é 11 mm maior.

Parece pouco, mas essa diferença se reflete internamente. O 330i oferece mais espaço lateral para os ocupantes (veja as medidas na ficha de testes).

Na altura, o BMW leva vantagem nos bancos traseiros, o Mercedes se destaca nos dianteiros.

A distância para as pernas não é possível comparar porque a Mercedes não informou esse dado. Mas, a sensação é de que o BMW também leva vantagem nessa dimensão, principalmente nos bancos de trás.

O C 300 cresce no porta-malas: ele tem 455 litros de capacidade contra 365 litros do 330i.

O Mercedes-Benz tem porta-malas de 455 litros

O Mercedes-Benz tem porta-malas de 455 litros (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Em relação ao acabamento, os dois também se equivalem, com o uso de materiais de qualidade e peças bem encaixadas e confeccionadas. Com o pacote Motorsport, o BMW conta com alguns detalhes interessantes como as costuras nas cores azul-claro, azul-escuro e vermelho nos cintos de segurança.

O Mercedes, por sua vez, abusa dos apliques de madeira, no console e nas laterais das portas, a ponto de soar como exagero.

O BMW se distancia e deixa para trás o Mercedes, fazendo valer o fato de ser o projeto mais novo, nos recursos embarcados.

O porta-malas do BMW é de 365 litros

O porta-malas do BMW é de 365 litros (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Além dos itens obrigatórios em carros dessa categoria, como airbags e controles eletrônicos de chassi, bancos de couro, sistema de som hi-end e volante multifuncional, a lista de equipamentos do Classe C inclui faróis full-led, câmera de ré, piloto automático, painel digital e teto solar como itens de série.

Já o Série 3 vem com faróis com led matriciais e laser, câmera 360 graus, piloto automático adaptativo, painel digital, teto solar, assistente ativo de estacionamento, direção com relação variável, sensor de mudança involuntária de marcha com correção de trajetória, head-up display e assistente de manobras de marcha a ré.

A superioridade do BMW se manifesta também entre os itens obrigatórios.

Analisando o ar-condicionado, por exemplo, enquanto o sistema do Mercedes tem duas zonas com controles independentes para os bancos dianteiros, o do BMW é de três zonas e com controles independentes, inclusive nos bancos traseiros.

No caso da central multimídia, além dos comandos por toque e por voz, presentes no dispositivo da Mercedes, o da BMW tem comandos por gestos.

O 330i conta com inteligência artificial, no sistema de assistência IPA (Intelligent Personal Assistant), por meio do qual o motorista pode conversar com o veículo. Recurso que a marca Mercedes já tem e chama de MBUX, mas ainda não está disponível no Classe C.

Por fim, a BMW oferece serviços de suporte remoto e concierge Connect Drive, ausentes nos Mercedes.

Se custasse bem menos, o C 300 ainda teria a favor a relação custo/benefício melhor. Mas não é isso que ocorre. Com preço sugerido de R$ 268.900, o Mercedes é apenas R$ 1.050 mais barato que o BMW, que sai por R$ 269.950.

Como se vê, o BMW 330i é o sedã da vez e vence o comparativo.

Veredicto

Na pista, os dois sedãs andaram juntos. Mas o 330i vence porque é mais moderno e tecnológico, enquanto o C 300 está desatualizado no estilo e nos recursos a bordo.

Ficha técnica – BMW 330i

  • Motor: gas., diant., long., 4 cil. 1.989 cm³, 16V, turbo, inj. direta, 258 cv a 5.000 rpm, 40,8 mkgf a 1.550 rpm
  • Câmbio: aut., 8 m., tração traseira
  • Direção: elétrica
  • Suspensão: McPherson (diant.), multilink (tras.)
  • Freios: disco ventilado Pneus: 225/35 R19 (diant.), 255/35 R19 (tras.)
  • Peso: 1.470 kg Peso/potência: 5,7 kg/cv Peso/torque: 36 kg/mkgf
  • Dimensões: compr., 470,9 cm; largura, 182,7 cm; altura, 143,5 cm; entre-eixos, 285,1 cm; porta-malas, 365 l; tanque, 59 l

Ficha de testes – 330i

Aceleração
0 a 100 km/h: 6,3 s
0 a 1.000 m: 26,2 s – 205 km/h

Velocidade máxima: 250 km/h

Retomadas (em D)
40 a 80 km/h: 2,7 s
60 a 100 km/h: 3,2 s
80 a 120 km/h: 4 s

Frenagens
60/80/120 km/h a 0: 13,9/24,7/56 m

Consumo
Urbano: 10,3 km/l
Rodoviário: 15,5 km/l

Ruído interno
Neutro/RPM máx.: 38,2/71,5 dbA
80/120 km/h: 59,2/64,6 dbA

Aferição
Velocidade real a 100 km/h: 95 km/h
Rotação do motor a 100 km/h em 5a marcha: 1.400 rpm
Volante: 2,2 voltas

Seu bolso
Preço básico: R$ 269.950
Garantia: 2 anos
Concessionárias: 48

Ficha técnica – Mercedes C 300 Sport

  • Motor: gas., diant., long., 4 cil., 1.991 cm³, 16 V, turbo, inj. direta, 258 cv a 5.800 rpm, 37,7 mkgf a 1.800 rpm
  • Câmbio: aut., 9 m., tração traseira
  • Direção: elétrica
  • Suspensão: Braços sobrepostos (diant.), multilink (tras.)
  • Freios: disco ventilado
  • Pneus: 225/40 R18 (diant.), 245/40 R18 (tras.)
  • Peso: 1.555 kg Peso/potência: 6,0 kg/cv Peso/torque: 41,3 kg/mkgf
  • Dimensões: compr., 468,6 cm; largura, 181 cm; altura, 144,7 cm; entre-eixos, 284 cm; porta-malas, 455 l; tanque, 66 l

Ficha de testes – C 300

Aceleração
0 a 100 km/h: 6,5 s
0 a 1.000 m: 26,3 s – 206,3 km/h

Velocidade máxima: 250 km/h

Retomadas (em D)
40 a 80 km/h: 2,7 s
60 a 100 km/h: 3,1 s 
80 a 120 km/h: 4 s

Frenagens
60/80/120 km/h a 0: 13,7/24,6/55,4 m

Consumo
Urbano: 10,2 km/l
Rodoviário: 15,8 km/l

Ruído interno
Neutro/RPM máx.: 43,5/65,1 dbA
80/120 km/h: 63,8/67,1 dbA

Aferição
Velocidade real a 100 km/h: 97 km/h
Rotação do motor a 100 km/h em 5a marcha: 1.500 rpm
Volante: 2 voltas

Seu bolso
Preço básico: R$ 268.900
Garantia: 2 anos
Concessionárias: 55

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s