Clique e assine por apenas 5,90/mês

Chevrolet Groove é SUV para a América Latina mais barato que Tracker

Modelo deverá chegar em breve aos mercados da América Latina com motor 1.5 aspirado de 105 cv de potência

Por Redação - Atualizado em 9 out 2020, 21h20 - Publicado em 10 out 2020, 07h00
Modelo aproveita mesma plataforma do Tracker de geração anterior Internet/Reprodução

O Chevrolet Groove pode ser visto como uma alternativa chinesa ao falecido Onix Activ. O SUV – que será ser vendido em breve em mercados da América Latina – aproveita a base do Sail 3, o sucessor do velho Chevrolet Classic na China e terá preços abaixo do Tracker atual, numa faixa de preço de hatches aventureiros.

Se o visual destoa um pouco da linguagem atual da marca, é porque o Groove é basicamente um Baojun 510 com a gravata dourada. Aliás, quase tudo se manteve igual ao modelo de baixo custo produzido pelo fabricante asiático.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8,90

Com 4,22 m de comprimento, 1,74 m de largura e 1,62 m de altura, o Groove é menor que o SUV de entrada da Chevrolet aqui (com 4,27 m, 1,79 m e 1,62 m, respectivamente. No entre-eixos, o chinês tem 2 cm menos: são 2,55 m.

Emblema indica existência de versão topo de linha Premier Internet/Reprodução

Também há desvantagem na motorização, já que o estreante asiático será vendido apenas com o 1.5 aspirado de 105 cv e 13,8 kgfm, enquanto nosso Tracker tem opções 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm, além do 1.2 turbo de 133 cv e 21,4 kgfm.

Lista de equipamento deverá ser recheada Internet/Reprodução

Mas a lista de itens do novo Groove deverá ser recheada, com direito faróis de led, teto solar panorâmico, airbags laterais, central multimídia com tela de 8 polegadas, piloto automático, assistente de partida em rampa e ar-condicionado digital.

E, apesar do nome estar registrado no Brasil, é pouco provável que o SUV desembarque aqui. Por outro lado, o modelo chinês é previsto para chegar em breve ao Chile e também a Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Modelo chinês foi tomado como base para o SUV Baojun/Divulgação

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade