Clique e assine por apenas 8,90/mês

BMW estuda investir em células de combustível

Marca alemã está empenhada na tecnologia

Por redação - Atualizado em 9 nov 2016, 12h36 - Publicado em 3 ago 2013, 16h30
sustentabilidade

Agora que a BMW revelou oficialmente o seu primeiro veículo completamente elétrico, o CEO da montadora alemã reiterou que a empresa está empenhada na tecnologia de células de combustível, considerando até mesmo a produção de um veículo movido a célula de combustível.

BMW quer ter a mesma abordagem que teve com o i3 (veja as fotos!) em um veículo de célula de combustível, projetar e construir um a partir do zero para usar células de combustível a hidrogênio. A montadora alemã prevê um futuro onde todos os veículos na estrada emitam zero de emissões e reconhece que os veículos com células de combustível permitirão que motoristas percorram longas distâncias sem as limitações do carregamento elétrico.

Veículos movidos a célula de combustível têm sido questionados, uma vez que o hidrogênio não é facilmente disponível, sem falar que a maioria do hidrogênio de hoje é proveniente de processos com emissões de CO2. Mas, novamente, quando os veículos elétricos estrearam, os críticos acreditavam que a infraestrutura necessária para apoiá-los nunca iria acontecer. Apesar das vendas de veículos elétricos não seguirem exatamente o caminho que as montadoras esperavam, o aumento de vendas nos últimos meses mostram que o mercado é certamente promissor e está indo na direção certa.

Norbert Reithofer, CEO da BMW, também acrescentou que a empresa irá trabalhar em parceria com a Toyota em um veículo de célula de combustível. A montadora japonesa está planejando lançar seu próprio veículo de célula de combustível em 2015 e recentemente se uniu com outras montadoras japonesas para equipar o país nipônico com mais estações de recarga para veículos elétricos.

Publicidade