Clique e assine por apenas 5,90/mês

Audi prepara perua esportiva e SUV cupê para o Salão do Automóvel

Fabricante alemão também terá sedã topo de linha e cupê de quatro portas com tecnologia autônoma

Por Gabriel Aguiar, Henrique Rodriguez e Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 22 out 2018, 19h31 - Publicado em 22 out 2018, 19h12
Audi Q8
Novo SUV topo de linha será uma das novidades para o Salão de São Paulo Divulgação/Audi

A Audi preparou uma série de novidades para apresentar ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, que será realizado em novembro. Serão ao menos cinco modelos inéditos.

A geração recém-apresentada do Q3 na Europa não deverá ser trazida, ao contrário dos sedãs de luxo A6 e A8, do cupê de quatro portas A7, da perua esportiva RS 4 Avant e do SUV Q8.

A6

Dianteira do novo A6 é praticamente igual à do A7, com o qual compartilha o chassi Divulgação/Audi

A oitava geração do sedã será comercializada no Brasil com duas motorizações: 2.0 turbo de 245 cv de potência e 37,7 mkgf de torque, além de V6 3.0 turbo de 340 cv e 51 mkgf.

Ambas têm sistema híbrido parcial com baterias de íons de lítio e motor elétrico para auxiliar o conjunto a gasolina durante velocidades de cruzeiro entre 55 km/h e 160 km/h.

O interior do novo A6 tem três telas, para o quadro da instrumentos, central multimídia e climatização Divulgação/Audi

A lista de equipamentos inclui assistente de estacionamento, rodas aro 19, teto solar, faróis de leds, controle de cruzeiro adaptativo, câmera 360° e quadro de instrumentos digital.

A topo de linha Performance também terá bancos esportivos com couro Valcona, rodas aro 20, assistente de permanência em faixa, alerta de ponto cego e som da Bang&Olufsen.

A7

Principal característica do A7, formato de cupê permanece na segunda geração Divulgação/Audi

A nova geração do cupê de quatro portas será comercializada no Brasil apenas com motor V6 3.0 turbo de 340 cv e 51 mkgf – que tem tração integral e auxílio do sistema híbrido parcial.

O interior do A7 tem estilo inspirado em outros modelos da marca Divulgação/Audi

O modelo chegará às lojas no primeiro semestre de 2019 com bancos esportivos com couro, rodas aro 20, assistente de permanência em faixa, alerta de ponto cego e som Bang&Olufsen.

Continua após a publicidade

A8

Apenas a versão alongada e com motor V8 virá para o Brasil
Apenas a versão alongada e com motor V8 virá para o Brasil Divulgação/Audi

O modelo topo de linha também virá ao Salão do Automóvel de São Paulo, mas, infelizmente, o avançado sistema de condução semiautônoma de nível 3 não estará disponível no Brasil.

Como convém à categoria, o visual é discreto
Modelo tem carroceria de visual discreto Divulgação/Audi

Por aqui, o sedã virá apenas na configuração com entre-eixos alongado: de 2,99 m, passou a 3,12 m. São 13 cm extras destinados à segundo fileira e 5,30 m no comprimento total.

Painel digital está presente em modelos como A8, TT e R8 Audi/Divulgação

O A8 destinado aos brasileiros terá suspensão ativa capaz de prever obstáculos na pista, motor V8 4.0 biturbo com 460 cv e 67,3 mkgf, câmbio automático de oito marchas e tração integral.

RS 4 Avant

Audi RS4 Avant
Mesmo trocando o motor V8 por um V6 biturbo, o RS4 ficou ainda mais rápido Audi/Divulgação

A perua esportiva tem motor V6 3.0 biturbo de 450 cv de potência e 61,2 mkgf de torque – em vez do antigo V8 4.2. Segundo a Audi, o modelo chega aos 100 km/h em 4,1 segundos.

O modelo chega aos 100 km/h em apenas 4,1 segundos, diz a Audi Divulgação/Audi

As principais diferenças em relação às versões convencionais são para-lamas alargados em 3 cm, para-choques com novas tomadas de ar e rodas maiores (aro 19 à frente e aro 20 atrás).

Q8

Audi Q8
Apesar de menor, o modelo ficará posicionado acima do Q7 Divulgação/Audi

O novo SUV é 6 cm menos que o Q7, atual topo de linha entre os utilitários da marca no Brasil. Mas o Q8 tem proposta esportiva e mais equipamentos para justificar o preço mais alto.

Audi Q8
São 22 cm de solo, mas suspensão a ar varia até 9 cm Divulgação/Audi

Por aqui, teremos apenas a versão a gasolina – sempre com auxílio de sistema híbrido parcial 48V –, com lançamento no nosso mercado previsto para a primeira metade do próximo ano.

Para outros mercados, há radares, lasers, câmeras 360º e sensores ultrassônicos para controlar a condução semiautônoma. Entretanto, a funcionalidade não foi confirmada para o Brasil.

Audi Q8
Boa parte dos botões da cabine foi substituída por telas sensíveis ao toque, que respondem com vibração aos comandos Divulgação/Audi
Continua após a publicidade
Publicidade