Clique e assine por apenas 8,90/mês

Teste de produto: cafeteira automotiva Handpresso

Não tem onde parar na viagem para tomar um espresso? A resposta pode estar na cafeteira automotiva Handpresso Auto

Por Fernando Garcia - 2 jan 2017, 12h36

Para alguns, café é quase um vício. Para outros, um jeito de afastar o sono. Não importa qual seu caso, a bebida costuma ser um ótimo acompanhante em viagens. Como nem sempre há na estrada um lugar que tenha um bom espresso, alguns motoristas vão ficar felizes em saber que agora já dá para prepará-lo a qualquer hora dentro do carro, com a Handpresso Auto Hybrid 12V.

Importada da França, a cafeteira é leve (880 g) e tão compacta (22 x 10 cm) que pode pode ser guardada no porta-luvas. Ela permite dois tipos de preparo: sachê ou pó (específico para espresso) da sua preferência.

Começamos nosso teste pelo primeiro método. Para isso, despejamos água até completar os 50 ml, colocamos o sachê e rosqueamos a tampa. Depois é ligar na tomada 12V do carro e apertar o botão para iniciar o preparo.

Com 16 bar de pressão e potência de 140 watts, ela demora 2 minutos: primeiro para pressurizar (ouve-se aqui um barulho alto, típico das máquinas caseiras de espresso), depois para esperar o marcador atingir 100°C. Em seguida, ela toca três bips e o café está pronto.

Continua após a publicidade

Para servir, é só virar de ponta-cabeça, posicionar sobre o copo ou xícara e pressionar um segundo botão, que libera a bebida, e por fim um terceiro, para aliviar a pressão do sistema. Lembre-se de ter à mão um lenço ou guardanapo para limpar o bico.

Na segunda etapa, usamos o pó: o processo é parecido, mas é preciso colocar o filtro metálico e encaixar outra tampa, maior. Aqui dá mais trabalho, pois exige um pouco de prática para fazer menos sujeira.

O resultado nos dois casos é um café com um ótima dose de creme e bem quente, como se espera de um bom espresso. A qualidade, claro, vai depender do sachê ou pó escolhido.

Mas será que essa máquina não pode queimar a tomada? Pedimos ajuda ao eletricista André Carneiro, que mediu a bateria de um Fiat Palio e comprovou que, ao ligar a cafeteira, quase não há alteração na tensão elétrica, portanto sem risco de sobrecarga.

Continua após a publicidade

O problema é outro: é um desperdício um produto tão caro (custa R$ 899) não ter um adaptador para uma tomada 110 V ou 220 V. Se você estiver em uma casa que não tenha máquina de espresso, terá de ir até o carro para usar a Handpresso.

 

Avaliação: Handpresso Auto

Handpresso Auto
Eduardo Svezia

Nota: 8,5

Comentário: a cafeteira funciona bem, mas é cara e deveria ter um adaptador paratomada comum, para ser usada também em casa.

Continua após a publicidade

Preço: R$ 899

Compra: cafedobarista.com.br

Publicidade