Clique e assine por apenas 8,90/mês

Teste de produto: removedor de riscos Quixx Paint Scratch

O Quixx prometia resultado de profissional. Quase chegou lá

Por Rodolfo Parisi - Atualizado em 4 Maio 2017, 11h15 - Publicado em 4 Maio 2017, 11h10
Silvio Gioia/Quatro Rodas

Certos produtos são tão tentadores na promessa que se tornam presença quase obrigatória na seção Cumpre o que Promete. Um deles é o Paint Scratch Remover, produto alemão da Quixx vendido aqui por 119,90 reais.

Chamado de removedor de riscos de alto desempenho, ele diz na embalagem que elimina “marcas de raspados leves, médios e até mais profundos” de modo permanente. O texto afirma ainda que “seus resultados serão os de uma restauração profissional, um acabamento de superfícies sem risco”.

Com uma proposta tão clara e objetiva, decidimos levar o Quixx Paint Scratch Remover ao Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária), que promove cursos para oficinas da área de pintura automotiva.

Silvio Gioia/Quatro Rodas

O produto vem numa embalagem em inglês na parte frontal, porém traz informações detalhadas em português atrás, além de incluir manual de uso, dois tubos de pasta removedora (uma para aplicação inicial e outra para acabamento), dois panos de polimento e quatro lixas.

Continua após a publicidade

Comandado pelo pintor automotivo do Cesvi Erivan do Prado Cerqueira, o primeiro teste foi feito em um capô de Fiat Palio vermelho, que sofreu riscos provocados por chave de carro. Seguindo as orientações do fabricante, ele usou a lixa d’água, aplicou o material do primeiro tubo, esfregou com o pano por 2 minutos e, em seguida, passou o produto finalizador, antes de iniciar o polimento final.

O risco no capô foi feito com chave de carro
O risco no capô foi feito com chave de carro Silvio Gioia/Quatro Rodas

“No teste não obtivemos um resultado efetivo, apenas percebemos que ele melhorou parcialmente o risco, porém ele ainda estava lá”, diz Erivan. “Uma pessoa que compra esse tipo de produto quer que o resultado, se não perfeito, ao menos fique próximo disso. E não foi o que vimos aqui.”

Para tirar a dúvida, tentamos outro teste, agora com um risco bem superficial. Finalizado o serviço, o arranhão ainda estava lá, apesar de mais leve.

Após o Quixx, o risco melhorou mas não sumiu totalmente
Após o Quixx, o risco melhorou mas não sumiu totalmente Silvio Gioia/Quatro Rodas

Como a embalagem falava em reparo igual ao de um profissional, pedimos ao Cesvi que fizesse o mesmo procedimento de uma oficina, recorrendo a cera polidora abrasiva e lixa automotiva. O resultado foi superior ao Quixx, o que levou à conclusão de que, mesmo melhorando o visual, o Paint Scratch Remover não chega a cumprir 100% sua promessa.

Continua após a publicidade

Onde encontrar: km555.com.br

Publicidade