Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Correio Técnico: Como funciona o sensor de pressão dos pneus?

Equipamento fica alojado na parte interna das rodas, às vezes como parte do bico de calibragem. Recurso requer atenção ao fazer manutenção e rodízio

Por Da Redação Atualizado em 11 Maio 2021, 15h06 - Publicado em 14 jun 2018, 16h23
sensor de pressão dos pneus
Os sensores transmitem as informações de cada pneu por meio de radiofrequência Acervo/Quatro Rodas

Como funciona o sensor de pressão dos pneus no caso de trocar a roda de posição? – Carlos Henrique Rodrigues Pereira – Rio de Janeiro (RJ)

Os sensores de pressão e temperatura do sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS, Tire Pressure Monitoring System) funcionam pela transmissão de informações feitas por radiofrequência (315 kHz ou 433 kHz, em geral).

Eles vêm de fábrica montados na roda, dentro do pneu, ou, no caso de produtos do mercado paralelo, instalados no bico do pneu.

No rodízio, normalmente se reprograma o equipamento quando um sensor troca de posição, porém modelos mais sofisticados já conseguem detectar o giro e o lado, atualizando automaticamente o sistema.

A vida útil da bateria desses sensores varia, mas pode chegar a mais de dez anos em modelos de última geração.

Sensor de monitoramento de pressão do pneu
O sensor de pressão requer cuidado na troca dos pneus para evitar quebras Ivan Shupikov/Quatro Rodas

Por conta de seu posicionamento, esse tipo de sensor requer um cuidado especial na hora de trocar o pneu do veículo.

As pesadas ferramentas usadas para esse procedimento podem quebrar o delicado mecanismo do sistema.

Solução barata

Uma outra maneira de monitorar a pressão dos pneus é por meio de um sistema passivo.

Ele não necessita do uso de novos sensores e pode, em teoria, ser adotado na maioria dos modelos modernos que possuem ABS.

Continua após a publicidade

Isso é possível porque o ABS (e o controle de estabilidade, quando equipado) exige que cada roda tenha um sensor de rotação, o que permite medir a velocidade individual de cada pneu.

Pneu murcho do Honda Fit LX
Pneu murcho tem perímetro menor – e gira mais rápido que um igual calibrado corretamente Flavio Bari/Quatro Rodas

Ao saber a velocidade do pneu, é possível monitorar seu perímetro. Quatro pneus de perímetro igual, em linha reta, devem ter a mesma velocidade.

Só que, caso a pressão abaixe, o perímetro de um determinado pneu irá diminuir, o que fará com que a velocidade desse pneu aumente.

Quando isso ocorre, o computador de bordo avisa que aquele pneu está com pressão baixa, por meio de um aviso no painel e um alerta sonoro.

Interior Volkswagen Golf Plus
O sistema passivo exige que o condutor aperte um botão no painel (SET) após calibrar os quatro pneus corretamente Divulgação/Volkswagen

Apesar de barato, esse sistema tem duas desvantagens: ele não consegue medir a pressão exata de cada pneu e precisa que, no primeiro uso, o motorista calibre os quatro pneus corretamente.

Só então é feita a programação do sistema, fazendo o ajuste de correção do perímetro por meio de um botão.

Sem medo de erro

Alguns modelos da Nissan (vendidos em outros mercados) contam com uma variação curiosa do sistema de monitoramento de pressão dos pneus.

O dispositivo, chamado de Easy Fill, emite um aviso sonoro de dentro da cabine quando o pneu atingiu a pressão correta durante a calibragem.

Assim, se você colocou a pressão indicada pelo manual do proprietário na bomba de ar e ela parou de encher o pneu antes do carro avisar, é porque ela está descalibrada.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês