Clique e assine por apenas 8,90/mês

Pneus mais largos sempre oferecem mais aderência?

Maior área de contato melhora dirigibilidade, mas também deixa o veículo mais sensível a aquaplanagem e afeta o consumo

Por Da Redação - Atualizado em 9 jan 2018, 17h47 - Publicado em 11 dez 2017, 18h51
pneus
Escolha do pneu também depende das condições de uso reprodução/Internet

Pneus mais largos sempre oferecem mais aderência? – Miguel Gimenes, São Paulo (SP)

Nesse caso, tamanho não necessariamente é documento. “Quanto mais largo um pneu, maior a área de contato com o solo e maior a aderência, via de regra. Mas, para essa afirmação ser verdadeira, é preciso considerar que ambos os pneus tenham a mesma escultura, composto e estrutura interna”, diz Flavio Santana, gerente de marketing da Michelin.

Ou seja: um pneu de uso misto com 21,5 cm de largura pode ser menos aderente que um de 19,5 cm feito para rodar apenas no asfalto. E pneus mais largos têm grande desvantagem em situações onde o piso está com água acumulada.

Pneus - TWI
Pneus mais largos são mais propensos a sofrer aquaplanagem reprodução/Internet

“O pneu mais largo é mais sensível a aquaplanagem que um pneu mais estreito, apresentando, portanto, nesta situação específica, uma pior aderência que um pneu mais estreito.”

Continua após a publicidade

Além disso, as vantagens de pneus mais largos só são notadas nos limites de aderência. Não há vantagens nas situações corriqueiras, como frenagens e curvas feitas abaixo da velocidade que faz os pneus desgarrarem.

Devido à maior área de contato, há também desvantagens, como aumento do consumo de combustível e piora na aerodinâmica.

Publicidade