Clique e assine por apenas 8,90/mês

Qual a diferença entre a direção elétrica e a hidráulica?

Entenda como cada uma funciona, suas vantagens e desvantagens

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 12 set 2020, 19h14 - Publicado em 24 jan 2018, 13h59
Lamborghini Huracán
Na direção hidráulica, o sistema rouba grande espaço no cofre Ingo Barenschee/Quatro Rodas

Qual a diferença da direção elétrica para hidráulica? Por que a hidráulica está sumindo? – Wagner Morine, São Paulo (SP)

A diferença está na forma como se dá a assistência ao esterçamento. Na hidráulica, uma bomba gera pressão mecânica em um fluido, que, por sua vez, ajuda a virar as rodas na direção desejada.

Só que esse sistema, além de ser pesado, utiliza parte da energia do motor e ocupa um precioso espaço no cofre.

Sistema da direção hidráulica
Sistema técnico da direção hidráulica de pinhão e cremalheira Reprodução/Internet

A direção eletro-hidráulica, que usa uma bomba elétrica para impulsionar o fluido, atenua o problema, mas não resolve. A solução ideal é o sistema eletroassistido, onde um motor elétrico atua diretamente na caixa ou na coluna de direção, aplicando força conforme o motorista vira o volante.

Sistema da direção elétrica
Sistema da direção elétrica Reprodução/Internet

Além de ser mais leve e econômico, esse sistema permite a adoção de itens sofisticados, como sistema de estacionamento automático, de manutenção de faixa e condução semiautônoma.

Isso é possível porque o motor elétrico pode ser ativado e controlado eletronicamente. Na prática, consegue mover o volante sem a ação do motorista.

Continua após a publicidade
Publicidade